Mão robótica controlada pela mente | showmetech trio

Mão robótica controlada pela mente | Showmetech TRIO

Avatar of lucas gomes
Além da mão robótica, ainda falaremos sobre o primeiro Boieng na EEI e um novo hidroavião construído para suportar cargas muito pesadas. Confira as notícias!

No Showmetech TRIO da semana (23/05/2022), falaremos sobre o novo hidroavião norte-americano, idealizado pela DARPA, utilizado para cargas pesadas; a cápsula Starliner, da Boeing, se conectou com sucesso na Estação Espacial Internacional, e planos para possíveis viagens comerciais; por fim, veremos uma mão robótica capaz de ser utilizada pela mente através de inteligência artificial. Confira as principais notícias da semana com a gente!

Mão robótica controlada pela mente | showmetech trio. Além da mão robótica, ainda falaremos sobre o primeiro boieng na eei e um novo hidroavião construído para suportar cargas muito pesadas. Confira as notícias!
Mão robótica controlada pela mente | Showmetech TRIO

Novo hidroavião da DARPA

Foi revelado pela DARPA, conhecido como “The Defense Advanced Research Projects Agency”, traduzido como “Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa” que há um projeto de hidroavião cargueiro pela frente. Mas não é qualquer veículo voador, este hidroavião será construído para realizar transportes de cargas pesadas, oferecendo vantagens estratégicas aos militares norte-americanos.

Especula-se que o plano era tentar ser algo próximo ao AG600, um veículo aéreo chinês do tamanho de um Boeing 737 que encontra-se no mar do sul da China. O AG600 é capaz de realizar transportes em velocidade aproximada de 500 km/h.

Esboço sobre como esse novo projeto da darpa seria. Reprodução: interesting engineering
Esboço sobre como esse novo projeto da DARPA seria. Reprodução: Interesting Engineering

Este novo hidroavião está sendo planejado justamente por questões militares e estratégicas, uma vez que transportes aéreos são mais rápidos e podem até mesmo oferecer suporte marítimo. O desenvolvimento deste veículo também está focado em ser um modelo que não precise necessariamente de uma pista de voo para decolagem, assim como deverá haver facilidade em pousar e decolar na superfície da água, mesmo com cargas muito pesadas.

Um dos maiores desafios em realizar ações na superfície da água com certeza são os movimentos imprevisíveis, como marés rápidas e turbulências. Pensando nisso, a DARPA possui o programa “Liberty Lifter”, algo como “Liberdade de Levantar”, que está trabalhando em sensores capazes de identificar possíveis ondas ameaçadoras, facilitando assim os pousos e decolagens aquáticos.

Viagens comerciais pela EEI?

Nesta última sexta-feira, 20 de maio, a cápsula CST-100 Starliner, da Boeing, realizou pela primeira vez a conexão à EEI, a Estação Espacial Internacional. O feito dá margem a possíveis viagens comerciais, levando civis, para o local no futuro. Isso só foi capaz após várias tentativas e falhas. Essa foi a primeira vez que uma espaçonave Boeing se conecta à Estação Espacial.

O módulo se aproximando, visto de dentro da estação espacial internacional. Reprodução: nasa
O módulo se aproximando, visto de dentro da Estação Espacial Internacional. Reprodução: The Verge

Na verdade isso faz parte de um teste chamado OFT-2. O teste seria realizado através de uma cápsula construída pela Boeing para o Programa Comercial de Grupo da NASA, para transportar astronautas entre a Estação Espacial e a Terra. Mas antes que qualquer pessoa fizesse o teste, a NASA lançou a cápsula para conferir se este veículo conseguia cumprir o que era necessário para, enfim, levar pessoas em si.

Mas essa não foi a primeira tentativa de fazer com que uma nave desse porte faça conexão com a Estação Espacial. A primeira missão de teste, a OFT, foi lançada em 2019 mas por um erro no sistema a cápsula não conseguiu entrar em órbita, assim a Starliner não conseguiu demonstrar a capacidade do veículo de se conectar à Estação Espacial. Será que veremos mais civis conhecendo a Estação Espacial Internacional?

Mão robótica controlada pela mente

E por fim, vamos conferir uma nova tecnologia capaz de ajudar pessoas que precisam de próteses de mãos. Neste caso estamos falando sobre um time de pesquisadores da Universidade de Minnesota (UMN) que, no maior estilo de ficção científica, conseguiram construir uma mão robótica capaz de ser controlada pela mente.

O dispositivo é composto por inteligência artificial e machine learning, dois aspectos que ajudam qualquer aparelho a entender melhor nossos comandos. A mão robótica vem equipada com um implante de nervo ligado que será ligado ao nervo periférico no braço de um paciente. O neurocientista da Universidade, Edward Keefer, ainda compartilhou suas expectativas com o projeto:

Estamos no caminho certo para permitir que tiveram os membros superiores amputados, pelo menos, e outras pessoas no futuro, tenham controle totalmente natural e intuitivo de seus dispositivos protéticos.

Edward Keefer, neurocientista da Universidade de Minnesota
Exemplo da mão robótica que pode ser utilizada através da mente. Reprodução: interesting engineering
Exemplo da mão robótica que pode ser utilizada através da mente. Reprodução: Interesting Engineering

Atualmente as próteses mais próximas dessa tecnologia requerem que seus pacientes mexam outras partes do corpo para que o movimento dos músculos façam com que a parte de prótese seja utilizada, ou seja, se você quer mexer uma mão, deverá mexer todo o braço ou outras partes para conseguir fazê-lo.

A principal diferença entre os modelos é justamente o fato dessa mão robótica saber identificar sinais nervosos e trabalhar como um decodificador de sinais em conjunto com a inteligência artificial. O movimento da mão é realizada por um nervo médio que fica no sistema periférico. Quando alguém pensa em mexer a mão, os sinais são emitidos por esse sistema, e com o decodificador na mão robótica, a prótese será capaz de reproduzir o desejo do paciente.

Atualmente o dispositivo funciona a cabos, mas os planos são de que a mão robótica funcione completamente sem fios. As projeções aqui são de que algumas pessoas possam mexer até mesmo em smartphones apenas com o cérebro. Será que a era Cyberpunk na vida real está chegando?

Veja também

E se você perdeu nossa última edição do Showmetech TRIO, confira agora!

Fonte: Interesting Engineering [1] e [2] e The Verge.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
27
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados