Melhores jogos indie de agosto: Fall Guys, Gleamlight e muito mais

capa fall guys
Entre em divertidas competições e explore mundos de perigo e fantasia nos jogos indie de agosto

De competições repletas de obstáculos, passando por combates contra inimigos assustadores e até mesmo uma luta com frutas, o mês de agosto nos presenteou com diversos jogos indie que proporcionam experiências fantásticas e inesquecíveis por um preço muito acessível. A seguir você confere os principais destaques para os melhores jogos indie de maio para PC (Steam)PlayStation 4Xbox One e Nintendo Switch.

Fall Guys

Já pensou se o clássico e divertido quadro “As Olimpíadas do Faustão” se tornasse um videogame? Pois foi o que a Mediatonic fez com Fall Guys. O game foi distribuído pela Devolver Digital e os assinantes da PS Plus já puderam resgatar o game de graça como um dos jogos gratuitos do mês de agosto. Em pouco tempo, o título se tornou um sucesso tanto no PS4 quanto no PC.

O game combina um estilo único de Battle Royale com uma física hilária ao colocar você e mais ouros 59 participantes em disputas malucas para descobrir quem é o verdadeiro vencedor. Com visuais coloridos e uma música que gruda em sua cabeça como chiclete, Fall Guys conquista o jogador na primeira disputa com outros competidores.

Cada partida consiste de cinco rounds com modalidades diferentes que vão desde paredes falsas, pistas de obstáculos, futebol, caça aos ovos, jogo de memória, e muito mais. A cada round, uma quantidade de jogadores é eliminada e os vencedores seguem na disputa. O melhor de tudo? Você pode personalizar seu personagem com diversos itens cosméticos.

Disponível: PlayStation 4 e PC.

Mortal Shell

Desenvolvido pela Cold Symmetry e publicado pela Playback, Mortal Shell poderia ser mais um game fortemente inspirado no gênero “Soulslike” se não fosse por sua criativa e interessante mecânica de troca de corpos. Ao longo do jogo, você pode encontrar “conchas”, ou corpos de guerreiros caídos, nos quais você pode entrar para abrir caminho por esta terra em ruínas. Todos eles têm estilos de combate diferentes, funcionando essencialmente como classes diferentes. Alguns te dão mais resistência, outros força.

Ao melhor estilo dos games da From Software, Mortal Shell não possui um ajuste de dificuldade então espere ter que lidar com inimigos brutais desde o início de sua jornada. Sendo assim, fique atento para os ataques, use e abuse de sua esquiva e saiba o momento certo para atacar. Além disso, tome cuidado pois quando você receber danos demais será expulso de sua concha e não poderá assumir um novo receptáculo enquanto não matar um inimigo.

A variedade diferente de “conchas” permite que você explore diferentes tipos de estilo de combates, resistência e até mesmo armas para utilizar em seus confrontos. Dependendo da sua “concha” e dos itens que você coletar ao longo de sua jornada talvez você consiga fabricar até mesmo uma bazuca medieval para mandar seu inimigo pelos ares!

Disponível: PlayStation 4, Xbox One e PC.

CARRION

Games de terror em que um monstro persegue o jogador são lugar-comum no mundo do entretenimento eletrônico (vide as séries Resident Evil ou Dead Space). Mas e se, ao invés de ser o indivíduo que foge do monstro você fosse a própria criatura? Essa é a proposta inusitada de CARRION, desenvolvido pela Phobia Game Studio e publicado pela Devolver Digital.

Essa nova mecânica já está sendo chamada pelos especialistas de “reverse horror game” (game de horror inverso, em inglês). O jogador controla um monstro vermelho e amorfo cheio de tentáculos que precisa escapar de uma instalação de pesquisa científica militar enquanto mata pesquisadores e soldados que estão em seu caminho. Ao longo de sua jornada aterrorizante pelas instalações o jogador adquiri melhorias como a habilidade de se mover mais rápido ou aumentar de tamanho.

A grande inovação de CARRION está em colocar o jogador na pele do próprio “vilão” pois em outros aspectos o game possui os mesmos elementos que os jogadores encontrariam em qualquer outro jogo do gênero de terror. Mesmo assim, é interessante abordar um jogo desse estilo pela perspectiva de uma criatura que não possui consciência de certo e errado e apenas segue seu instinto para escapar e sobreviver enquanto mata todos que encontra pela frente de forma indiscriminada.

Disponível: Xbox One, Nintendo Switch e PC.

Risk of Rain 2

O game é uma continuação direta (e melhorada) do primeiro game de sucesso desenvolvido pela Hopoo Games e publicado pela Gearbox Publishing. Assim como em seu antecessor, em Risk of Rain 2 quatro jogadores devem avançar por vários níveis enquanto derrotam diferentes tipos de inimigos alienígenas. Em cada nível o objetivo é encontrar um aparelho de teletransporte e, assim que ativado, precisam se defender de hordas de monstros, incluindo um bosses. Você e seus companheiros precisam se manter vivos enquanto o teletransporte carrega para tirá-los dessa enrascada.

O grande diferencial de Risk of Rain 2 em relação ao primeiro game é que o jogo ganhou uma repaginação visual, mudando para um estilo 3D de ambiente. Além disso, o título ainda possui uma opção singleplayer, mas considerando o quanto a experiência multiplayer é mais emocionante e bem equilibrada, é altamente recomendável que o jogador sempre tente enfrentar os alienígenas ao lado de outros jogadores.

No entanto, a curva de dificuldade do game não parece bem balanceada, uma vez que é preciso você enfrentar várias hordas de inimigos para começar a adquirir uma quantidade considerável de experiência e itens mais interessantes. Isso pode demorar um pouco quando se leva em conta que cada tipo de personagem tem uma grande quantidade de habilidades que precisam ser desbloqueadas, então na contramão, essa aparente “desvantagem” do game pode ser justamente o que mantenha os jogadores engajados para continuar disputando partidas.

Disponível: PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC.

Mystery Mine

Mbonga é um simples trabalhador de uma vila longe da civilização. Certo dia, um espírito o alcança e pede sua ajuda para salvar o mundo de um grande mal. Com esta premissa, Mystery Mine é um simples jogo de aventura que remete a títulos de quando a indústria de videogames ainda engatinhava.

Mystery Mine é um dos jogos indie de agosto
Mystery Mine é um dos jogos indie de agosto que brinca com exploração e elementos de aventura

O game possui visuais em 8 bits, porém com recursos gráficos que não seriam possíveis na década de 1990 e, tal qual obras daquela época, possui exploração em duas dimensões. Ainda assim, tudo nele é feito para levar o jogador mais velho a reviver memórias de simples aventuras digitais.

Durante a jogatina, espere encontrar vários monstros para derrotar, cavernas para explorar e, ponto positivo, itens para coletar e ajudar na exploração, como amuletos e armas especiais. Mystery Mine pode não ser um jogo de longa duração, mas diverte enquanto coloca o jogador para explorar os confins do submundo em uma aventura simples e despretensiosa, cheia de elementos mágicos. Foi lançado neste mês de agosto para Nintendo Switch e Xbox One.

Disponível: Nintendo Switch, Xbox One.

Swimsanity!

Swimsanity!, jogo da Decoy Games, é um daqueles jogos que tem por razão de existência criar a discórdia entre amigos. Nele, até quatro pessoas jogam a aventura cooperativamente ou modos competitivos, seja online ou no mesmo console (ou, ainda, localmente mas em aparelhos diferentes com o Nintendo Switch), com direito a crossplay, ou seja, é possível jogar com ou contra jogadores de diferentes plataformas.

Em Swimsanity!, cada jogador controla um mergulhador por cenários com diferentes designs e vários inimigos. Em cada fase, habilidades e armas aparecem para ajudar os jogadores a completarem os desafios, que podem ir de vencer todos os oponentes, sobreviver por certo período ou derrotar os outros jogadores.

Ao todo, são oito modos de jogo diferentes e mais de 150 desafios para serem superados, e em cada um deles é recomendado que se jogue em multiplayer. Enquanto que os objetivos competitivos geram muitas risadas da parte de quem consegue derrotar os amigos, os cenários cooperativos geram muitas discussões quando um jogador não consegue cumprir as missões de forma satisfatória. De qualquer maneira, este lançamento de agosto (já disponível) diverte por boas horas.

Disponível: Nintendo Switch, Xbox One e PC. Uma versão para PlayStation 4 será anunciada em breve.

Gleamlight

A D3 tem em mãos um jogo que chamou bastante atenção desde que saiu seu primeiro trailer. Com visuais que lembram o incrível Hollow Knight, e também no mesmo estilo metroidvania 2D, Gleamlight ficará sob os holofotes de amantes de jogos indies — pelo menos até o seu lançamento, no próximo dia 20 de agosto.

Gleamlight se passará em um mundo de vidro, com design montado de forma a passar diferentes emoções ao jogador. Sua interface será limpa, de modo que a atenção deverá se focar no personagem e no ambiente a seu redor. Seguindo o mesmo estilo “limpo”, o game será econômico nos diálogos e contará com uma jornada silenciosa e imersiva.

Desse modo, a história do jogo deverá ser descoberta pelo jogador através de dicas espalhadas pelos cenários. Além de uma deslumbrante jornada, os desenvolvedores também garantem um alto nível de dificuldade, algo comum no gênero. Gleamlight será lançado para todas as plataformas atuais.

Disponível: Nintendo Switch, Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Boomerang Fu

Músicas alegres, visuais simples e coloridos e um grupo de desenvolvedores criativos geralmente significam uma coisa no mundo dos jogos indies: diversão e confusão no modo multiplayer.

Boomerang Fu, distribuído pela Cranky Watermelon, coloca até seis jogadores em multiplayer local para controlar frutas que usam bumerangues para acertar uns aos outros. A diversão fica por conta dos cenários e dos poderes especiais que cada jogador tem a sua disposição, e a criatividade é fator indispensável para se dar bem no jogo, que é extremamente simples de se aprender, porém complexo para se dominar.

O jogo possui mais de 30 arenas, cada uma com armadilhas e ferramentas únicas à disposição dos jogadores. Em Boomerang Fu também é possível jogar modalidades cooperativas contra a inteligência artificial ou personalizar os tipos de poderes e ferramentas que as fases oferecerão.

Sem dúvidas uma ótima opção para a jogatina em grupo — e já está disponível.

Disponível: Nintendo Switch, Xbox One e PC.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter