Melhores jogos indie de maio: Spirit of the North, Sparklite e mais títulos

Melhores jogos indie de maio: Spirit of the North, Sparklite e mais títulos
Visite mundos de fantasia e desvende mistérios tenebrosos com os melhores jogos indie de maio

De jornadas espirituais, passando por mundos de fantasia e até brincando de fazer mudanças, o mês de maio nos presenteou com diversos jogos indie que proporcionam experiências fantásticas e inesquecíveis por um preço muito acessível. A seguir você confere os principais destaques para os melhores jogos indie de maio para PC (Steam), PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch.

Spirit of the North

Spirit of the North, desenvolvido pela Infuse Studio e publicado pela Merge Games, é uma introspectiva viagem por belas e gélidas paisagens da Irlanda. O jogador controla uma raposa que parte em uma jornada cheia de elementos espirituais e uma história que toma por inspiração o folclore nórdico.

O que mais chama a atenção em Spirit of the North são seus visuais, que parecem ter sido produzidos por uma grande empresa — e não por apenas duas pessoas, como de fato aconteceu. A trilha sonora também se destaca e dá o tom adequado para a aventura do vulpídeo: solidão e descoberta.

Personagem da raposa em Spirit of the North como um dos melhores jogos indie de maio
Spirit of the North é uma bela aventura e nossa primeira recomendação dos jogos indie de maio

Durante a jornada, o jogador se deparará com alguns quebra-cabeças que, mesmo fáceis, sustentam a jogatina pelas poucas horas de entretenimento que o jogo oferece. No momento, Spirit of the North está com 40% de desconto no PlayStation 4 e 20% no Nintendo Switch, plataforma para a qual o jogo foi recentemente lançado.

Disponível: Steam, PlayStation 4 e Nintendo Switch.

Realpolitiks

Realpolitiks é um interessante jogo de estratégia desenvolvido pela Jujubee. Sua estética lembra bastante a da franquia Civilization, porém a ação não se passa em turnos, mas em tempo real, como jogos como Age of Empires ou Rise of Nations.

No jogo, o jogador controla uma civilização em tempos modernos e deve levá-la à supremacia sobre outras nações, com opções de vitória por religiosidade, progresso econômico ou superioridade militar. Apesar de não oferecer gráficos avançados, o jogo possui muitas opções para as mais diversas estratégias, desde mais simples a mais elaboradas e complexas.

Tela de controle de países de Realpolitiks
Preparado para criar estratégias e desenvolver sua nação?

Realpolitiks foi lançado para PC, dispositivos móveis e Nintendo Switch, estando com 90% de desconto nesta última plataforma. Uma boa e barata opção para fãs do gênero de Estratégia em Tempo Real.

Disponível: Steam, iOS, Android e Nintendo Switch.

Lonely Mountains: Downhill

Descer trilhas em montanhas usando uma bicicleta nunca foi tão divertido quanto em Lonely Mountains: Downhill. Desenvolvido pela Thunderful, o jogo dá ao jogador o simples objetivo de desviar de obstáculos para chegar ao final do circuito no menor tempo possível.

Apesar de haver um caminho sugerido pelo próprio jogo, a graça de Lonely Mountains: Downhill está em o jogador escolher seus próprios atalhos, e o resultado são situações inusitadas quando os obstáculos surgem na tela. É preciso reflexos rápidos para continuamente bater os próprios tempos.

Personagem e bicicleta de Lonely Mountais: Downhills
Que tal se aventurar em uma bike pelas montanhas?

A apresentação do game é excelente! O jogo possui uma arte bastante agradável, e sua trilha sonora com sons da natureza não enjoam mesmo depois de uma longa sessão de jogatina. Lonely Mountains: Downhill está disponível para PC e para todos os consoles de videogame atuais.

Disponível: Steam, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch.

Sparklite

Para quem gosta de jogos de aventura ao estilo Zelda, Sparklite é uma ótima pedida! Esse game é um fantástico RPG rogue-lite que proporciona nostalgia e diversão na medida certa. O mundo rico de Sparklite mistura mecânica e história sem parecer muito desagradável, e o elenco de personagens são carismáticos com personalidades muito distintas.

Certamente o aspecto mais interessante de Sparklite é seu visual único e charmoso em 2D. Mesmo com os problemas típicos que um rogue-lite pode apresentar como designs confusos e picos de dificuldade, o mundo de Sparklite é tão vivo, vibrante e interessante de explorar que qualquer problema pode passar despercebido. Mesmo que algum combate possa parecer muito difícil, você sempre tem a opção de buscar itens mais poderosos ou batalhar contra inimigos mais fracos para obter mais pontos de experiência.

Um das cavernas de Sparklite
Em Sparklite você precisa explorar os segredos e enfrentar os perigos de Geodia

De todas as plataformas que Sparklite está disponível, nossa indicação fica para que você experimente esse game no Nintendo Switch, se possível. O feedback é versátil e os movimentos e combate são muito intuitivos. Talvez a única desvantagem dessa incrível aventura fica por conta dos últimos confrontos de sua jornada que não possuem checkpoints, o que pode ser extremamente frustrante.

Disponível: Steam, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch

Call of Cthulhu

Se você nunca ouviu falar de H. P. Lovecraft apenas saiba que ele é um dos maiores escritores do gênero de terror cósmico, uma variante do terror que trata de seres e situações que desafiam a imaginação e, muitas vezes, não possuem uma forma ou manifestação física. Colocar o conteúdo de suas obras no universo do jogo era o trabalho da desenvolvedora Cyanide, produzindo um título muito interessante.

Em Call of Cthulhu o jogador assume o papel do detetive particular Edward Pierce, que investiga a misteriosa morte da família Hawkins. O game sabe misturar muito bem os elementos de uma aventura que envolve mistério, terror e RPG em uma jornada que deixa nosso personagem muito perto da loucura. À medida que você vai coletando pistas, cultistas, criaturas indescritíveis e uma sensação de destruição iminente em todos os cantos começam a perseguir você

Tela com elementos de Lovecraft em Call of Cthulhu
Será que você conseguirá resolver os mistérios que o cercam antes de ser levado à loucura?

Infelizmente, Call of Cthulhu parece um game que possui todas as ferramentas necessárias para realizar uma adaptação perfeita das histórias de Lovecraft, mas acaba falhando (por muito pouco) no final. O clima de terror se desenvolve de forma satisfatória, mas nunca alcança o clímax adequado. Mesmo assim, se você curte uma experiência investigativa com os toques certos de terror, o game pode conquistar (ou assustar) você.

Disponível: Steam, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch

Moving Out

Quem diria que uma das tarefas mais chatas que qualquer um de nós pode ter que passar na vida, a mudança de uma residência para a outra, poderia se tornar um game tão divertido? Seguindo o mesmo estilo de gameplay cooperativo criado pelo clássico Overcooked, dois ou mais jogadores precisam coordenar seus esforços para realizar uma mudança completa. O estilo visual imitando um desenho animado ajuda muito a transformar as tarefas mais cansativas do game em algo muito divertido.

Apesar de não ter uma variedade tão grande de cenários e possibilidades de jogabilidade quanto se poderia esperar, combinar sua estratégia de mudança com seus amigos e assistir as confusões que vocês podem causar certamente vai arrancar várias risadas. Mesmo com níveis de tempo e dificuldades diferentes, Moving Out é uma experiência muito acessível tanto para jogadores casuais quanto experientes

Casa e outros itens domésticos de Moving Out
Preparado para pedir ajuda de seus amigos com a mudança?

Ao terminar todos os cenários disponíveis no game é inevitável uma sensação de “quero mais”, então esperamos que um DLC venha em breve para o game. A mecânica de tempo, misturada com quebra-cabeças e gameplay co-op funciona de uma forma muito divertida e transforma uma tarefa que seria muito entediante e cansativa em um jogo empolgante e perfeito para passar o tempo durante a pandemia.

Disponível: Steam, PlayStation 4 e Nintendo Switch

Red Wings: Aces of the Sky

Este jogo é uma ótima pedida para quem gosta de games com a temática de guerra aérea. Red Wings: Aces of the Sky, produzido e distribuído pela ALL IN! GAMES, coloca o jogador na pele de um combatente que, em 50 missões, passa por toda a história da Primeira Guerra Mundial e seus combates com aviões.

A apresentação do jogo é excelente, com visuais em cell shading (como um desenho animado). Na verdade, o título tenta se passar por um gibi (quadrinho) animado, e o resultado é extremamente positivo, mesmo que não se trate de uma grande produção. Afinal de contas, o game tenta alcançar o visual mais agradável ao gameplay, não algo que se aproxime do realismo pois isso não é um simulador de voo genérico.

Derrotando aviões inimigos em Red Wings: Aces of the Sky
Domine os ares com seu poderoso aeroplano e suas habilidades de voo

Red Wings: Aces of the Sky segue um estilo de jogabilidade mais próximo do arcade, que para algumas pessoas se mostra vantajoso, uma vez que não exige do jogador grande conhecimento técnico ou os movimentos precisos de simuladores. A proposta do jogo é simples: atirar nos aviões dos oponentes enquanto tenta escapar dos disparos inimigos. Há também a possibilidade de jogar cooperativamente em um multiplayer local para até duas pessoas.

O game foi lançado para Nintendo Switch e teve uma ótima recepção da crítica especializada, portanto em breve os desenvolvedores prometem disponibilizar versões para PC, PlayStation 4 e Xbox One, já sendo possível adquiri-lo em duas dessas plataformas.

Disponível: Steam e Nintendo Switch.

White Night

Desenvolvido pela OSome Studio e lançado para PlayStation 4 e Xbox One em 2015, White Night é um jogo de mistério survival-horror com um estilo visual único que chegou recentemente para o Nintendo Switch. Além da temática noir em preto e branco, o visual de White Night lembra muito as páginas de uma história policial de meados do século XX.

O game se passa em 1938, durante o período da Grande Depressão nos Estados Unidos e coloca o jogador na pele de um detetive que precisa investigar um misterioso assassinato em uma mansão “aparentemente” vazia. O local é um prato cheio para barulhos estranhos, aparições bizarras e sustos que vão deixar seu coração saindo pela boca. Você precisa investigar cada canto e resolver diversos puzzles com apenas um recurso: sua caixa de fósforos com quantidade limitada.

Investigando a mansão em White Night
Conserve seus fósforos ou você nunca resolverá os mistérios de White Night

Caso você não tenha mais como acender uma chama e se encontre na escuridão, em pouco tempo a tela do console começa a tremer e uma aparição tenebrosa irá aparecer para capturá-lo. Essa sensação de terror iminente é o que move adiante a trama do game e instiga o jogador a resolver o mistério e descobrir os vários desfechos que essa história de terror pode reservar.

Disponível: Steam, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch

E então leitor, curtiu nossa seleção de títulos independentes? Não deixe de conferir os jogos indies de abril e deixe sua opinião nos comentários!

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter