Auxilio emergencial coronavoucher 1200x675 1

Conheça os 8 tipos de gamer do mercado de e-Sports

Avatar of bruno martinez
O mercado de e-sports não para de crescer e foi desenvolvido um estudo que mostra que há oito tipos de gamer. Veja-os agora!

O mercado de e-sports está crescendo e quem afirmar que isso não está acontecendo, provavelmente não está por dentro do que está acontecendo no mundo. Cada vez mais marcas estão atuando para passar a conversar com os mais variados tipos de gamer existentes, uma vez que este público possui um ótimo poder de investimento.

E você também percebeu que os gamers profissionais agora estão sendo classificados como verdadeiros ícones? Dessa forma, foi desenvolvido o “Gank”, estudo da Adventures para saber quais os perfis das pessoas que mais estão movimentando o mercado de e-sports.

Você sabia que existem oito tipos de gamer? Entenda o sucesso das competições online e veja em qual grupo você se encaixa.

Quem é a Adventures?

Se tornando a primeira Brandtech de toda a América Latina, a Adventures é uma startup que tem o foco em construir o maior ecossistema de marcas que foram naturalmente criadas no âmbito digital. Podemos citar exemplos como Stone, TikTok, Resso, Tinder, Disney e até mesmo Americanas.

A Adventures foi criada pelo empreendedor Rapha Avellar, em uma parceria com Ricardo Dias, ex-CMO da Ambev. A startup também conta com o banqueiro Gerard de Roure; o projeto deles, uma agência de marketing digital, começou a atuar em dezembro de 2020.

Como está o mercado de e-sports no Brasil?

Por mais que você faça parte do grupo de tipos de gamer que não acompanha competições profissionais, com certeza percebeu que essa modalidade está crescendo dia após dia. Se antes tudo era levado como um verdadeiro passatempo em horas de descanso, hoje existem pessoas que trabalham como gamers profissionais.

Os últimos cinco anos foram essenciais para isso acontecer e é alto o número de marcas que estão contratando jogadores e jogadoras para competir em partidas de forma profissional. Um dos maiores eventos do mercado de e-sports que se tem registro foi a final do CBLOL de 2015, realizado no estádio Allianz Parque, em São Paulo-SP, e contou com uma audiência de 12 mil pessoas. Apenas com isso, foi possível saber que sim, os gamers profissionais são verdadeiros influencers que podem fazer com que seus seguidores comprem as ideias compartilhadas.

Final da cblol 2015 para representar crescimento do mercado de e-sports
Já em 2015, mercado de e-sports juntou 12 mil pessoas em um estádio. Foto: Riot

Podemos citar, sobre este mesmo assunto, a entrada de marcas de outros segmentos no mercado de e-sports e até mesmo times de futebol consagrados há bastante tempo. O antigo time Keyd Stars agora tem o nome de Vivo Keyd e até mesmo grandes nomes como o Flamengo possuem equipes com gamers profissionais. Outros nomes que começaram a ter pessoas jogando de forma profissional há um certo tempo, como MIBR, também estão aproveitando o sucesso das competições virtuais.

Apesar de tudo, as marcas que não são do mercado ainda não falam diretamente com os tipos de gamer. Billy Garcia, um dos Heads da Adventures, responsável pelo desenvolvimento pelo estudo de mercado, afirmou que ainda estamos caminhando para tornar o mercado de e-sports uma verdadeira potência comercial. As companhias podem e devem investir nisso.

Recentemente as marcas brasileiras começaram a se movimentar para a entrada nos games, mas a maioria com patrocínios e parcerias. Há um amplo espaço de mercado para a diversificação de ações, de forma que essas empresas possam utilizar os games como recurso para amplificar sua voz com os públicos que gostam tanto de e-sports quanto de esportes tradicionais, trazendo mais diversidade para sua audiência.

Billy Garcia, Head de V-UX & Gaming da Adventures.

Dessa forma, as empresas precisam agir em parceria com os atletas e equipes para conseguir, então, falar com a audiência dessas pessoas. Vale lembrar que durante os oito meses de 2021, houve um faturamento de US$ 300 milhões. E se espera que isso continue crescendo.

Quais são os tipos de gamer?

Ao decidir falar com as pessoas que são audiência de equipes que possuem gamers profissionais, é necessário entender que existem oito tipos de gamers. Entre as mudanças entre os mesmos, foi possível saber, por meio do “Gank”, que estas pessoas podem ter idades e poder de investimento diferentes. O mesmo acontece com o tempo que passam jogando online, assim como o gênero também muda de acordo com o tipo de pessoa que se encontra no mercado de e-sports. Entenda cada uma delas agora mesmo!

Gamer antenado

Estas são as pessoas com o maior poder aquisitivo quando falamos de compras online, gastando no máximo R$ 1.200,00. Como possuem ensino superior e sua grande maioria é formada por homens de 35 a 44 anos, geralmente usam os jogos como uma forma de sair da realidade. Diariamente, passam cerca de 3 a 5 horas jogando. Também foi possível saber que sim, estas pessoas possuem cargos importantes e que pagam uma ótima remuneração.

Gamers ativos jogam mais e são mais jovens que os antenados

Também com maioria masculina, estas pessoas jogam durante mais tempo do que os demais tipos de gamer, com jogatinas que podem durar até 10 horas por dia. Os mesmos possuem entre 25 e 34 anos, e gastam menos dinheiro na internet. Mas isso não é feito por conta do baixo poder aquisitivo, mas sim por terem outras prioridades pessoais.

Gamer veterano e tecnológico

Pessoas que fazem parte dos tipos de gamer veterano possuem entre 55 e 64 anos e jogam, pelo menos, uma hora por dia. Aqui, também foi possível saber que os mesmos preferem jogos de cartas e esportes e o mesmo vale para títulos desenvolvidos tanto para computador ou videogames.

Exemplo de gamer veterano
Pessoas mais velhas também estão jogando, mas possuem um gênero favorito.

Os homens também estão dentro do grupo de gamers tecnológicos, mas aqui há uma maior faixa etária do que nos anteriormente citados. Estes estão em separados por idades: possuem entre 25 e 34 anos, assim como 65 a 75 anos. Podemos citar que os mais jovens jogam diariamente, mais de 10 horas. Os mais velhos passam bem menos tempo e investem em média uma hora em jogatinas. Ambos os grupos de idade têm um gasto médio de R$ 300,00 na internet, assim como estão interessados em tecnologia em geral.

Gamer dos esportes e gamer mais casual

Pessoas que gostam mais de assuntos de esporte e futebol dentro do mundo dos jogos estão presentes no “Gank” e, aqui, possuem entre 12 a 19 anos. Mas também podem ter uma idade que varia entre 65 a 75 anos. Os dois grupos jogam estes títulos, em média, de 3 a 7 horas por dia, isso realizado nas mais diversas plataformas. O valor investido por este público não foi divulgado, mas isso pode variar muito.

Exemplo de tipos de gamers citando gamers de esporte
Gamers de esporte compõem um grupo que gosta de títulos mais tradicionais.

Quem está entre os tipos de gamer mais casuais possui um perfil adversos dos demais. Com 35 e 44 anos, preferem jogos de música e/ou dança e infantil. Preferem se divertir com títulos mais antigos, estes instalados em um tablet ou notebook. Também não foi divulgado o valor que investem nestes jogos.

Iniciante e Fandom Gamer

Como o próprio nome diz, um gamer iniciante está passando a ter uma vida gamer agora, e a maioria masculina prevalece aqui. Estes possuem uma maior quantidade de pessoas entre 12 a 24 anos e o tempo que passam em uma jogatina varia de uma a dez horas. Os gêneros mais amados por este público são aventura, corridas e ação. Também fazem isso por meio de um tablet ou pelo próprio console. Isso pode ser um produto da Sony, Microsoft ou até mesmo Nintendo.

Mulher jogando em um playstation 4
Mulheres estão presentes entre os tipos de gamer, mas homens ainda são grande maioria

Finalizando nossa lista de categorias de gamer, temos o grupo chamado fandom. Aqui, a maioria é feminina e estas são mais focadas em acompanhar celebridades que também são gamers profissionais. Também possuem afinidade sobre beleza e estética, são mais influenciadas pelas personalidades que seguem, assim como comentários online. Quem é uma fandom gamer está jogando em média, sete horas por dia, preferindo títulos mais estratégicos, assim como FPS e música/dança.

Marcas precisam se atentar para não acabar errando na hora de investir

Com este estudo, foi possível saber que o público que movimenta o mercado de e-sports possui características únicas e as marcas precisam saber disso antes mesmo de entrar em contato com as equipes e gamers profissionais. Pode parecer simples, mas tentar fazer com que um dos tipos de gamer compre um produto ou serviço de uma marca que nunca viram é uma ação estratégica.

As pessoas que estão neste mercado como gamers profissionais estão com uma presença digital cada vez maior e as marcas não só podem, como devem aproveitar este momento para se tornarem parceiras. E assim conseguir ajudar para que o crescimento continue acontecendo.

E conte pra gente nos comentários: dentre os tipos de gamer apresentados, em qual deles você está inserido?

Fonte: Adventures

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados