Mercado de pcs deve crescer em 2021, mesmo com a crise dos chips

Mercado de PCs deve crescer em 2021, mesmo com a crise dos chips

Avatar of bruno martinez
De acordo com projeções da IDC, o mercado de PCs deve crescer em 2021, atingindo um total de 357 milhões de unidades vendidas

De acordo com a pesquisa Worldwide Quaterly Computing Device Tracker, realizada pela International Data Corporation (IDC), o mercado de PCs deve crescer em 2021 cerca de 18,1%, totalizando 357 milhões de unidades vendidas até o final do ano, quase 1 milhão de vendas diárias.

Segundo o relatório, o aumento na demanda por computadores e notebooks foi maior entre os consumidores em geral, seguido pelo setor educacional e comercial. De modo geral, o crescimento nas vendas de PCs foi impulsionado pela pandemia, afinal muitas pessoas precisaram comprar ou trocar seus dispositivos para conseguir trabalhar e estudar remotamente. O levantamento da IDC inclui apenas remessas de desktops, notebook e estações de trabalho. Servidores x86  e tablets não foram considerados na pesquisa.

O mercado de PCs deve crescer em 2021, mesmo com falta de chips

Além das projeções que o mercado de PCs deve crescer em 2021, a IDC espera que a escassez de chips, que afeta a indústria como um todo, comece a diminuir a partir do a partir do 3º trimestre deste ano. Mas, mesmo com a crise de chips mais controlada, a IDC acredita que o equilíbrio nas leis de oferta e demanda aconteça apenas a partir do próximo.

Ryan Reith, vice-presidente de programas da IDC, destaca que, no momento, o mercado de PCs enfrenta a falta de componentes e semicondutores de menor custo, como codecs de áudio, ICs de driver de painel de notebook, sensores e ICs de gerenciamento de energia (PMICs). Mario Morales, vice-presidente de programa de semicondutores da IDC, explica que a maior parte dos componentes que estão em falta no mercado utilizam “tecnologias de 40 nanômetros ou mais antigas” e os fabricantes priorizam investir em tecnologia de ponta, o que justifica a escassez de peças. 

“Antes de 2020, o mercado estava passando por uma escassez de CPU, menos memória e fornecimento de painel. Agora o foco está em torno de componentes de baixo custo. No entanto, sem 100% das peças, um sistema não funcionará, então um gargalo é um gargalo.”

Ryan Reith, vice-presidente de programas da IDC

A IDC prevê ainda uma queda de -2,9% no mercado de PCs em 2022. Apesar da retração, o crescimento anual do setor, de modo geral, deve se manter positivo, já que a taxa de crescimento anual acumulada dos últimos cinco anos (CAGR) se manteve em 3%. Também é esperado um aumento nas vendas de PCS e componentes para o segmento gamer nos próximos anos, o que pode ajudar a manter o mercado aquecido.

Veja também

Fonte: IDC; ZDNetARN

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Lg1

LG revela os planos para 2012

Nesta quinta-feira, 8/3/2012, a LG realizou um evento onde mostrou sua expectativas para este ano, com a apresentação de toda sua linha de produtos. Como a marca fabrica desde geladeiras e ar condicionados a câmeras de segurança e smartphones, apresentaremos aqui as novidades que consideramos mais importantes para os geeks...
Avatar of diogo bordin
Leia Mais