Reels do instagram

Meta pretende monetizar Reels do Instagram e cita “tempos difíceis”

Avatar of victor pacheco
Em um memorando, a empresa ressalta que os Reels do Instagram estão em um bom momento e que agora é hora da funcionalidade ser tão rentável quanto o TikTok

Os objetivos na Meta estão passando por mudanças. Em memorando interno enviado por Chris Cox, Diretor de Produtos da empresa, a companhia que controla o Facebook, Instagram e WhatsApp terá seis novos focos para o segundo semestre de 2022, buscando operar com equipes mais enxutas, habilidosas e com melhor execução de objetivos.

Uma das principais mudanças é justamente por conta do TikTok e a empresa deseja monetizar os Reels do Instagram mediante um crescimento nos EUA. Entenda todos os detalhes agora mesmo.

TikTok causa mudanças nos Reels do Instagram

A Meta tem o hábito de lançar funcionalidades semelhantes às de seus concorrentes para evitar a fuga de seus usuários da plataforma. Disponibilizado para todos em julho de 2020, os Reels do Instagram foram uma resposta da empresa para o sucesso do TikTok, rede social de vídeos curtos que cresceu rapidamente e foi responsável por diversas tendências nos últimos três anos.

E mais semelhanças estão chegando. A partir de agora, todos os vídeos postados no Instagram serão postados como Reels. Na prática, por mais que você não tenha intenção de ser viral ou fazer parte de alguma tendência do momento, literalmente todos os vídeos serão Reels do Instagram.

Isso comprova que a plataforma trabalha para ser cada vez mais semelhante ao TikTok, visto que os usuários passam em média 28 minutos visualizando postagens no Instagram e 52 minutos assistindo vídeos no TikTok, de acordo com um relatório. Ironicamente, o Instagram tem 1,2 bilhão de usuários ativos e seu concorrente tem “apenas” 1 bilhão de usuários ativos.

Reels do instagram versus tiktok
Todos os vídeos postados no Instagram agora serão Reels, assim como no TikTok (Foto: Reprodução/Internet)

Esta mudança pretende aumentar a retenção da Geração Z na plataforma, deixando o Instagram mais parecido com o aplicativo em que os jovens passam mais tempo no seu dia-a-dia.

Mark Zuckerberg congelou contratações

Com os concorrentes atingindo sucesso, o dono da Meta sinalizou em maio deste ano que as contratações fossem congeladas para que uma revisão interna seja realizada. Além de diminuir o número de contratações de novos engenheiros de 10 mil para no máximo 7 mil (isso a nível mundial), o principal executivo do Facebook também está focado em estipular metas mais agressivas.

Mark zuckerberg, criador do facebook
Gênio de tecnologia solicitou que contratações fossem congeladas para que metas fossem alcançadas (Foto: Reprodução/Internet)

A fala do dono da Meta foi revelada em um áudio obtido pela Reuters de forma exclusiva. Gravado durante uma reunião com funcionários, Zuckerberg afirma que tem o desejo de não apenas evitar novos gastos, mas também dispensar pessoas que poderiam ser substituídas devido a não terem a capacidade necessária para alcançar as tais metas mais agressivas.

Realisticamente, provavelmente há um monte de pessoas na empresa que não deveriam estar aqui. Parte da minha esperança ao aumentar as expectativas e ter metas mais agressivas, e colocar um pouco mais de pressão, é que acho que alguns podem decidir que este lugar não é para vocês, e essa seleção natural está OK para mim.

Mark Zuckeberg em reunião com funcionários no início de maio

Novos focos da Meta para o restante de 2022

Além de anunciar a expansão dos Reels do Instagram, a empresa também investirá em formas de monetizar a ferramenta para obter retorno no investimento feito no recurso. Cox afirma em um memorando enviado para os funcionários que “em anúncios, as principais prioridades são monetizar os Reels o mais rápido possível e investir em IA, que esperamos continuar sendo um dos principais impulsionadores de nossos negócios”.

Logo do reels do instagram
Com sucesso nos EUA, empresa agora quer monetizar funcionalidade de vídeos curtos (Foto: Reprodução/Internet)

O Diretor de produtos também ressaltou que os Reels estão em um bom momento nos EUA: o tempo que as pessoas passam assistindo vídeos curtos na rede social da Meta dobrou nas terras do Tio Sam e, a nível mundial, o Facebook foi responsável por 80% do crescimento desde março deste ano. Para que estes números positivos aumentem e sigam estáveis, investimentos na ferramenta de Descobertas e em disponibilidade de GPUs foram confirmados por Chris.

Continuamos a priorizar nossa infraestrutura de recomendações modernas para melhorar a classificação, com um impulso em nossa equipe de infraestrutura para 5x a quantidade de GPUs disponíveis em nossos data centers até o final do ano. Precisamos refatorar nossa organização de conteúdo, que reequipará nossos insights em formato curto, em tempo real e regionalizados, não apenas para vídeo, mas para texto, links, grupos, compartilhamentos e nossos formatos de forma mais ampla.

Chris Cox, Diretor de Produtos da Meta, em memorando para funcionários.

O metaverso é outro grande foco da empresa para os últimos seis meses deste ano, e a prova disso é que os engenheiros foram orientados a finalizarem os novos estilos de arte dos avatares de usuários, assim como o lançamento de uma nova loja apenas para personalização está previsto para até o final do ano. A Horizon estará focada em investir em novidades que incluam “telas cruzadas, integrações em toda a família de aplicativos e criação de novas experiências sociais no produto”.

Representação do metaverso
Empresa seguirá investindo no metaverso (Foto: Reprodução/internet)

O Messenger e WhatsApp não foram deixados de lado e a Meta realizará os testes finais das Comunidades e demais novidades anunciadas durante o primeiro semestre deste ano antes que o lançamento aconteça para todos os usuários. O investimento em inteligência artificial é outro foco da empresa e cinco prioridades foram listadas:

  • Aumento da capacidade de IA;
  • Prioridade de IA em AR (Metaverso e Avatar autogen);
  • Produto (recomendações e integridade);
  • Responsabilidade (prontidão regulatória);
  • Pesquisa (modelos de linguagem e tradução, assistência à construção de mundo em Horizon, expandindo Research SuperCluster).

A empresa espera aproveitar o bom momento nos EUA para utilizar os funcionários que ainda não foram demitidos e atingir todas as metas de crescimento. Apesar do corte nas contratações, Cox ressalta que os investimentos em setores internos não serão deixados de lado pela empresa e muito pelo contrário: as pesquisas e desenvolvimentos de novas tecnologias seguirão acontecendo.

Continuaremos nossos investimentos líderes do setor nas áreas fundamentais de integridade, segurança, infraestrutura, produtos principais e classificação, além de continuar gastando investimentos em P&D em como forneceremos a próxima plataforma de computação em nosso portfólio em Reality Labs. Esses são os lugares onde vemos as maiores lacunas entre o que temos hoje e o que precisamos para cumprir o que está à frente.

Chris Cox, Diretor de Produtos da Meta, em memorando para funcionários.

Por fim, a privacidade é outro assunto em destaque na empresa de Mark Zuckerberg. A companhia focará em se adequar às novas leis dos EUA e também é esperado que seja bastante ativa durante o período de eleições no Brasil, assim como foi confirmado que os times focados apenas em privacidade dos usuários foram destinados “a aumentar a eficiência da Revisão de Privacidade e trabalhar para tornar isso menos disruptivo para as equipes de produto”.

Eu tenho que ressaltar que estamos em tempos difíceis aqui e os ventos contrários são ferozes. Precisamos executar com perfeição em um ambiente de crescimento mais lento, onde as equipes não devem esperar grandes influxos de novos engenheiros e orçamentos. Devemos priorizar de forma mais implacável, ser cuidadosos ao medir e entender o que gera impacto, investir na eficiência e velocidade do desenvolvedor na empresa e operar equipes mais enxutas, mesquinhas e empolgantes.

ChrIs Cox, Diretor de Produtos da Meta, em memorando para funcionários.

Você acredita que todos os objetivos serão atingidos pela empresa? Diga pra gente nos comentários!

Veja também

Confira as novidades do Metaverso apresentadas no Meta Summit Latam

Fontes: The Verge l The Next Web l Business Insider l Reuters

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados