Conecte-se conosco
Mozilla Firefox logo 2013 - Mozilla Firefox foca em performance para reconquistar usuários

Computadores

Mozilla Firefox foca em performance para reconquistar usuários

Nova versão do Firefox supera Chrome pela primeira vez em testes de performance. Fundação Mozilla busca retomar o espaço perdido para o navegador do Google.

Fireofox metro preview Screenshot 720x404 - Mozilla Firefox foca em performance para reconquistar usuários

Criado a partir do código do finado Netscape e disponibilizado ao público em 2004 (versão 1.0), o Mozilla Firefox foi durante muito tempo a melhor opção ao navegador padrão do Windows, o Internet Explorer, que após vencer a primeira guerra dos browsers, estagnou-se tanto na liderança do mercado, quanto no desenvolvimento de tecnologias web. Rápido, seguro, estável e com funções inovadoras graças às suas extensões, o Firefox tomou de assalto os domínios do IE e deu vida nova aos padrões abertos da web. Porém, desde o lançamento do Google Chrome em 2008, o navegador da Fundação Mozilla vem enfrentanto quedas sucessivas em sua participação de mercado – atingindo seu ápice em novembro de 2009 com 32% de marketshare – além de ter sido ultrapassado em quesitos como rapidez e estabilidade.

WBGPXVIChamp - Mozilla Firefox foca em performance para reconquistar usuários

Atualmente, o Firefox é utilizado por 19% dos usuários no mundo e a Mozilla diversificou sua estratégia lançando versões do browser para smartphones Android e criando até mesmo seu próprio sistema operacional – o Firefox OS. Para voltar a ganhar terreno no desktop, a fundação pretende endereçar os problemas que mais afetam seu browser (por exemplo: consumo de memória, tempo de inicialização) e correr atrás da concorrência em termos de desempenho. Os resultados começam a aparecer: um benchmark feito pelo site Tom’s Hardware entre Chrome 27, Firefox 22, Internet Explorer 10 e Opera Next mostrou que o Firefox superou o (ex-) líder Chrome nas quatro categorias de performance: tempo de espera, JavaScript/DOM, HTML5/CSS3, e aceleração por hardware. E após mudanças de interfaces que dividiram opiniões, um novo redesenho está previsto para este ano, alinhando o design da versão desktop ao das plataformas móveis.

Fontes: StatCouter, The Next Web, Slashdot, Tom’s Hardware

Continue lendo
Advertisement

Já vivia na nuvem antes de ser modinha.

Comentários
Subir