711c4a99f282f95b3372c12c7aef40e2

90% dos Millennials e Geração Z não quer voltar ao escritório em tempo integral

Avatar of bruno martinez
Continuar trabalhando no escritório em tempo integral não está nos planos dos profissionais nascidos depois de 1981

De acordo com a pesquisa The Born Digital Effect, realizada pela Citrix Systems, 90% dos Millennials e Geração Z não têm interesse em retornar à rotina de trabalho no escritório em tempo integral após a pandemia. Além disso, mais da metade dos entrevistados (51%) preferem jornadas de trabalho híbrido, mas desejam que a maior parte da carga horária seja cumprida de casa.

Cerca de 20% escolheram a divisão uniforme, ou seja, com metade da carga horária sendo feita nos escritórios e a outra metade remotamente. Já 18% preferem trabalhar mais tempo nas empresas, enquanto 10% querem trabalhar somente no regime presencial. 

Conhecidos como nativos digitais, tanto a Geração Y (nascidos entre 1981 e 1996 e conhecidos como Millenials) quanto a Geração Z (nascidos entre 1997 e o começo da década de 2010) foram as primeiras que cresceram em contato direto com a tecnologia. O objetivo da pesquisa foi justamente avaliar as perspectivas de carreira dessas duas gerações, seus interesses e o impacto que os nativos digitais podem causar na economia e nos negócios. Afinal, os Millennials e Geração Z “representam a maior parte da força de trabalho global” e possuem potencial para “entregar cerca de US $ 1,9 trilhão a mais em lucros corporativos” nos próximos anos, conforme destacou o relatório. 

Escritório em tempo integral não é opção
Além de não demonstrarem interesse em voltar ao escritório o tempo todo, a maioria dos entrevistados querem trabalhar a maior parte do tempo remotamente

A pesquisa The Born Digital Effect contou com a participação de 1.000 líderes e 2.000 profissionais, em dez países, e revelou que os lucros corporativos tendem a ficar acima da média nos países onde os nativos digitais são a maioria da população. 

Já nos países onde a maior parte da mão de obra é composta por profissionais mais velhos, como Alemanha, Japão e França, ou onde os jovens ainda não possuem acesso facilitado ao ensino superior, como é o caso da Índia, é preciso reforçar os investimentos em educação e infraestrutura digital. 

Observa-se ainda uma grande necessidade de adequar as rotinas de trabalho para as gerações Y e Z, quanto para as novas gerações, que estão cada vez mais conectadas. A seguir,confira os principais insights do estudo e entenda o motivo que motivou os nativos digitais a não quererem voltar ao escritório em tempo integral.

Por que os nativos digitais não querem voltar a trabalhar no escritório em tempo integral?

Os resultados surpreenderam os líderes que participaram da pesquisa. Eles acreditavam que os Millennials e Geração Z estavam “interessados em tecnologia e oportunidades de treinamento”. Mas 87% dos nativos digitais estão em busca de estabilidade na carreira, segurança e em encontrar uma maneira para equilibrar a vida pessoal com a profissional. Essa mudança de comportamento entre os funcionários mais novos, justifica o crescente interesse em não querer voltar a trabalhar no escritório em período integral depois da pandemia de COVID-19.

Além disso, 58% dos líderes acreditavam que os funcionários mais jovens iriam escolher continuar trabalhando integralmente nos escritórios ou ficar a maior parte do tempo em regime presencial. Porém a maioria dos jovens preferem trabalhar remotamente. 

Outro ponto divergente entre os líderes e as gerações Y e Z é em relação ao uso de aplicativos de mensagens no trabalho. Somente 21% dos executivos utilizam apps como WhatsApp e Slack em suas rotinas. Esse número sobe para 81% entre os colaboradores nativos digitais.

A pesquisa deixa evidente que há uma desconexão entre gerações mais velhas e os nativos digitais, sendo preciso fazer um alinhamento entre os dois mundos para atingir os objetivos a longo prazo e alcançar o retorno financeiro que os profissionais mais jovens podem entregar. Conforme afirmou Tim Minahan, vice-presidente de estratégia de negócios da Citrix Systems, “para garantir o futuro, as empresas precisam cultivar trabalhadores mais jovens e adaptar seus locais de trabalho e práticas de trabalho para prepará-los hoje”.

Leia também: Brasileiros preferem trabalho híbrido pós-pandemia, segundo o Google.

Fonte: ZDNet; Business Wire; Citrix System

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados