Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano

NETFLIX 1158x595 990x509 - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
Nem somente de séries e filmes de qualidade a nossa querida Netflix é feita. Confira aqui os piores (e também os melhores) conteúdos de 2018

Cada vez mais a Netflix está investindo em produções originais. Um dos serviços de streaming de séries e filmes mais acessados do mundo já contém grandes sucessos que nasceram lá como Stranger Things, Sense8, Daredevil, entre outros.

Porém, ser uma produção original Netflix não garante um selo de qualidade brilhante. Neste artigo, preparamos uma lista dos melhores e dos piores conteúdos Netflix 2018.

Netflix 2018: melhores e piores

Nossa lista irá abordar os melhores e piores show e filmes de diferentes categorias do Netflix 2018, necessariamente nesta mesma ordem, desde ficção-científica até documentários. Portanto, sente-se no sofá e pegue sua pipoca para acompanhar o texto conosco!

Vamos começar com os cinco melhores:

1º Lugar entre os Melhores: Perdidos no Espaço

lost in space netflix rating singapore - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Perdidos no espaço” homenageia a série clássica, mas traz muitas novidades!

A seriado original de “Perdidos no Espaço” dos anos 1960 foi um clássico da tv e um dos primeiros no gênero de ficção-científica. Mesmo lembrada com carinhos pelos fãs, a série original tinha um teor mais próximo à comédia do que ao drama fantástico.

Felizmente, o reboot produzido pela Netflix em 2018 conseguiu redimir a qualidade de ficção do seriado, com uma produção e ótimos efeitos especiais, além de atuações excelentes e uma história que consegue fisgar o espectador do início ao fim.

2º Lugar entre os Melhores: Wild Wild Country

Wild Wild Country Netflix Doc Lede 1024x682 - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Wild Wild Country” é um documentário surpreendente e assustador.

Se você gosta de documentários, Wild Wild Country é uma produção original do Netflix que você não pode perder. A série dividida em seis capítulos explora os detalhes mais impressionantes e assustadores do culto ao líder indiano Bhagwan Shree que juntou uma mulidão de seguidores e acabou em uma tragédia horrível. Com entrevista de sobreviventes e filmagens inéditas a produção revela os cantos mais terríveis da crueldade humana.

3º Lugar entre os Melhores: Fútil e inútil

A Futiles and Stupid Gesture t1000 - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Fútil e inútil” é um filme divertido e inteligente.

Quem diria que um filme sobre a fundação da National Lampoon, uma famosa revista de comédia norte-americana dos anos 1970 e 1980 iria ser tão engraçado quanto a própria fonte imprensa? O filme explora a comédia nos Estados Unidos ao longo de quase 40 anos e tem em seu enleco alguns dos melhores comediantes da atualidade. Se você quer dar boas risadas com humor inteligente, o filme é uma ótima escolha para você.

4º Lugar entre os Melhores: Altered Carbon

AlteredCarbon - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Altered Carborn” tem uma história inovadora e visuais deslumbrantes.

Enquanto Mute foi uma série de ficção-científica que pegou emprestado todo o visual inovador de Blade Runner mas não entregou ao público uma boa história, Altered Carbon conseguiu cumprir esses dois quesitos e se tornar uma das melhores séries de fição da atualidade.

Baseada no livro de mesmo nome de 2002 escrito por Richard K. Morgan, a série se passa em 2384 em um mundo que as memórias das pessoas são transferidas para novos corpos quando morrem, criando uma sociedade de seres imortais e cheios de dilemas éticos. É um prato cheio para qualquer fã de uma boa história com doses bem medidas de ação!

5º Lugar entre os Melhores: Queer Eye

queer eye - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Queer Eye” reinventa a série mantendo a diversão e trazendo assuntos importantes para se discutir.

Nos anos 2000, a série Queer Eye lançou no mundo o movimento “metrosexual” ao juntar cinco homessexuais especializados em diferentes áreas como moda e cozinha para dar uma “repaginada” em homens heterossexuais que não tinham nenhuma noção de bom-gosto e estilo. Enquanto o programa original era leve e divertido, o reboot criado pelo Netflix juntou um novo elenco e, ao mesmo tempo que mantém a diversão, traz uma temática mais profunda e conectada aos tempos atuais (mas sem perder o senso de moda, claro).

MW GB517 netfli 20180110124008 ZH - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
Pior conteúdo Netflix 2018

Mas como nem tudo são flores, prepare o seu coração porque agora vamos listar as cinco maiores bombas produzidas pela Netflix em 2018. Anote os nomes, para passar bem longe:

 1º Lugar entre os Piores: The Cloverfield Paradox

paradoxo cloverfield netflix critica playreplay - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“The Cloverfield Paradox”: muita coisa em apenas um filme.

O terceiro filme da série Cloverfield é bem diferente das produções anteriores. Dessa vez, o monstro do título mal aparece e a trama é complexa demais para conseguir envolver o espectador da maneira correta. O enredo tenta se inspirar em clássicos como Alien, ao colocar astronautas isolados em uma estação espacial, com direito à viagens no tempo e universos paralelos, mas nada disso consegue sustentar a trama cheia de reviravoltas e de atuações que deixam a desejar.

2º Lugar entre os Piores: Mute

mute first look 3 - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Mute” era uma série com muito potencial, mas que caiu no lugar-comum.

Mute é uma série de ficção-científica que parecia ter tudo para dar certo: boa história, ótimos atores e efeitos especiais de primeira! Porém, nem mesmo essas características impediram de a crítica reclamar que Mute pegou muito de seu estilo emprestado de outros clássicos, como Blade Runner. Com uma história interessante, vale a pena dar uma conferida nessa série futurista que se passa em uma Berlim de 2035. Uma pena que assim que o último capítulo chegar ao fim você não se lembrará de quase nada que assistiu.

3º Lugar entre os Piores: Perda Total

GOM Unit 01889 R - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Perda Total” é uma comédia digna da Sessão da Tarde.

Primeiramente, você talvez consiga gostar de Perda Total se for um fã da série Workaholics. Caso contrário, esse filme baseado no seriado vai parecer apenas uma comédia pastelão que poderia estar passando na Sessão da Tarde. Enquanto a comédia original é divertida, mesmo quando exagera, o filme leva tudo ao extremo! É um excesso de piadas “pesadas” e referências a filmes antigos. Se está procurando por uma boa comédia, continue verificando a biblioteca da Netflix.

4º Lugar entre os Piores: Lá vem os pais

la vêm os pais bode na sala - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Lá vem os pais” é mais uma comédia esquecível de Adam Sandler.

Difícil imaginar um filme com o ator Adam Sandler que sejam bom, não é mesmo? E, infelizmente, “Lá vem os pais” é outro exemplo de produção totalmente esquecível e desinteressante. Mesmo assim, o sucesso do ator em outras produções que participou da Netflix convenceu os donos do serviço a deixá-lo dirigir e produzir um filme próprio. Com uma história clichê e um ritmo lento, o filme não consegue arrancar quase nenhuma risada do espectador ou mesmo fazê-lo questionar algo quando a produção tenta e falha em atingir um tom mais sério.

5º Lugar entre os Piores: Criança sabe tudo

criança sabe de tudo netflix - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano
“Criança sabe tudo’ coloca a apresentadora Carol Burnett em um lugar que ela não queria estar.

Muitos acreditavam que o retorno da apresentadora norte-americana Carol Burnett ao mundo da televisão (nesse caso, o Netflix) seria motivo de comemoração. Conhecida por seu estilo divertido e ágil de apresentar programas, não se sabe qual motivo a levou a estrelar a série “Criança sabe tudo”, uma cópia mal-feita do programa homônimo estrelado por Dr. Phil. Ao longo dos capítulos do show, é evidente o desconforto de Carol ao tentar tornar o programa interessante com as crianças, mesmo com a presença secundária do comediante Russell Peters.

 

E você? Concorda com a nossa seleção dos melhores e piores conteúdos da Netflix 2018? Deixe um comentário!

NETFLIX 1158x595 - Netflix 2018: conheça o melhor (e o pior) conteúdo original do ano

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe seu comentário:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Receba Notícias por E-mail:

Share via