Netflix: 5 filmes e séries nacionais para aproveitar o final de semana

Netflix: 5 filmes e séries nacionais para aproveitar o final de semana 6
Por que não celebrar as produções brasileiras e dar uma chance para os filmes e séries disponíveis na Netflix para passar o final de semana?

Em meio a um vasto catálogo da Netflix, alguns filmes e séries nacionais acabam se perdendo com tantas opções. O desafio é separar o joio do trigo e encontrar alternativas brasileiras para tornar o nosso programa para o final de semana especial. Grande quanto um continente, as produções nacionais retratam muitas culturas e realidades, entendendo que quando se lida com um país do tamanho do Brasil, “pluralidade” é a palavra-chave.

Bacurau é o grande motivo pelo qual destacamos alguns filmes e séries nacionais para maratona
Filme brasileiro com roteiro e direção de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles chega aos cinemas brasileiros após uma badalada campanha em premiações na Europa

Pegando gancho no lançamento do filme Bacurau, com direção e roteiro assinado por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, em solo brasileiro, separamos alguns títulos que, prometemos, vai valer a pena. Existem muitas coisas boas que merecem uma chance e que têm cara e jeito de programa imperdível para se curtir com amigos, em família, companheiros ou sozinho.

5 séries nacionais imperdíveis

Coisa mais linda

Coisa mais Linda é uma produção nacional que tem cara, jeito e bagagem de série da Netflix. O roteiro é inteligente, com cinematografia primorosa e uma direção inteligente que poucos na industria brasileira possuem. Nada aqui se desperdiça, afinal, estamos falando de sobrevivência. Em outras palavras, tempero perfeito para colocar Coisa mais Linda em uma das séries originais da plataforma mais interessantes lançadas neste ano. O Brasil não está fazendo feio mundo afora.

Conhecemos Malu (Maria Casadevall), uma jovem paulistana que sonha em abrir um restaurante no Rio de Janeiro ao lado do marido. Ao chegar na cidade, não somente descobre que o projeto foi por água-abaixo, como encontra-se sozinha, abandonada pelo marido cheia de dívidas. Ao se reconectar com a amiga e cantora Adélia (Fernanda Vasconcellos) e a escritora Thereza (Mel Lisboa), a jovem abre um clube noturno de bossa nova. Tudo isso ao lado do companheirismo de pulso firme de Adélia (Pathy Dejesus).

Coisa mais Linda é uma série original Netflix e está disponível na plataforma com 1 temporada, sendo a segunda já confirmada.

Samantha!

Samantha! é outra série que fala de passado, mas sabe que precisa seguir em frente. Isso porque sua protagonista tem o antigo sonho de retomar a antiga glória e fama, algo que ela só provou quando ainda criança. Os anos fantásticos logo acabaram depois de Samantha atingir a adolescência e, desde então, inconformada com o ostracismo, ela buscar dar a volta por cima e retornar de maneira triunfal.

Antes a criança mais amada do Brasil, Samantha concilia suas frustradas tentativas com a chegada de seu marido Dodói, ex-jogador de futebol que esteve preso por 10 anos, e os filhos cheios de manias. A personagem se coloca em situações absurdas para conseguir retomar seu lugar: concorda em fazer participações em programas de auditório, se apresenta em boates e até finge estar em outros países para conseguir mais seguidores. Ela é uma típica brasileira: aconteça o que acontecer, não desiste.

Samantha! é uma série original Netflix e está disponível na plataforma em 2 temporadas.

Necrópolis

A necessidade move o indivíduo. É com essa premissa que Necrópolis é uma das séries nacionais mais inusitadas disponíveis na Netflix. Conciliando bom humor com o humor ácido, a série entende que, para garantir o sustento, uma pessoa é capaz de tudo, inclusive encarar seus maiores medos. É neste dilema irônico que encontramos Richard (Rafael Pimenta) , recém-formado na faculdade de medicina que aceita uma vaga de emprego como legista no Instituto Médico Legal (IML). Mas há um porém: Richard morre de medo de cadáveres.

A série gaúcha Necrópolis acompanha a adaptação de Richard junto a funcionários do necrotério: o administrador Peterson (Eduardo Mendonça), que tenta transformar o ambiente de trabalho em uma grande startup; a delegada Rita (Kaya Rodrigues), que vê em Richard a oportunidade perfeita em alavancar sua carreira; e Elisa (Gabriela Poester), jovem que ressucitou no IML no exato momento em que era objeto de estudo.

O grande trunfo da série é sua onsciência em questionar a relação que a nossa sociedade tem com a morte; como não nos preparamos, coletivamente, para lidar com a efemeridade da vida. Isso, claro, aliado a momentos de leveza, que não deixa de escapar o riso.

Necrópolis está disponível na Netflix em 1 temporada.

O Escolhido

É uma matemática complicada fazer uma série de suspense. Acerta-se muito ou erra-se pouco. De um jeito ou de outro, O Escolhido parece entender que a fórmula perfeita é elaborar perguntas. Quanto mais perguntas, melhor. Aqui há todos os elementos necessários: tensão, uma trama interessante e personagens críveis. Ser inusitado é um plus, afinal, quantas séries de suspense você já viu sendo ambientadas no Pantanal?

Com apenas seis episódios, a série procura dar conta de todos as possibilidades e, mesmo deixando algumas pontas soltas, o saldo da sessão é, no mínimo, intrigante. Focada na história de três médicos enviados para uma região remota do Brasil com o objetivo de vacinar a população local contra o vírus Zika, eles acabam descobrindo que seus moradores não acreditam em medicina. Pelo contrário. Para eles, quem é o detentor da cura é uma entidade que eles identificam como O Escolhido. A partir daí, dá-se a largada a uma série de mistérios, sustos e tensão, que tem como principal objetivo cutucar feridas delicadas como o embate entre fé e ciência. 

O Escolhido é uma série original Netflix e está disponível na plataforma em 1 temporada.

Investigação Criminal

Investigação Criminal é uma daquelas séries documentais que tem cara de nostalgia. Aos moldes do saudoso Linha Direta, a série procura esmiuçar cada um dos casos que pararam o país, por todos os motivos errados. Os maiores crimes hediondos da história do Brasil contemporâneo são revisitados, não somente trazendo uma luz para cada caso, mas também uma boa oportunidade para nos lembrar que, antes de tudo, possuímos nossos próprios traumas, e nossos próprios monstros.

Investigação Criminal está disponível na Netflix em 6 temporadas.

5 filmes nacionais que são especiais

Cidade de Deus

Cidade de Deus é um dos maiores filmes brasileiros, sem sombra de dúvidas. O que este longa conquistou só havia sido comparável com títulos como O Pagador de Promessas e Central do Brasil. Aliando sucesso de público com sucesso de crítica, Cidade de Deus levou multidões aos cinemas, Brasil afora, e envelheceu muito bem, obrigado.

O filme dispensa apresentações. Ambientado nas favelas do Rio de Janeiro dos anos 1970, dois rapazes seguem caminhos diferentes. Buscapé é um fotógrafo que registra o cotidiano violento do lugar, e Zé Pequeno é um ambicioso traficante que usa as fotos de Buscapé para provar como é durão.

Cidade de Deus está disponível na Netflix.

Cidade de Deus: 10 anos depois

Como todo fenômeno, Cidade de Deus promoveu grande mudança no imaginário brasileiro. Catapultou ao estrelato nomes como Fernando Meirelles, Alice Braga e Seu Jorge. O que este documentário tenta fazer é resgatar todos os outros nomes, que viveram personagens na trama, que eram jovens de periferia e tiveram no longa uma oportunidade para desbravar o mundo.

Aqui, aprendemos que nem todos foram bem-sucedidos em sua carreira de ator, mas todos, sem exceção, estão para sempre marcados na cultura brasileira. É também uma oportunidade a entender todo o frenesi que paira sobre o longa, a maneira que todos os esforços dos envolvidos compensaram, no final das contas.

Cidade de Deus: 10 anos Depois está disponível na Netflix.

Nise: O Coração da Loucura

Nise é um daqueles filmes coração, que é feito de afeto e afeta. É daqueles filmes baseados em fatos reais que enchem o coração de empatia. Isso porque é a biografia de Nise da Silveira, a pioneira da Terapia Ocupacional no Brasil. O que ela propôs foi e é revolucionário: tratou pacientes com humanidade. Substituindo lobotomia e eletrochoque no tratamento dos esquizofrênicos por amor, afeto e arte, Nise não somente fez o seu melhor como médica em ofício, mas também ajudou a desinfetar o estigma de doenças mentais, colhendo resultados positivos e histórias de superação no processo.

Nise: O Coração da Loucura não é um filme fácil. Dói perceber como, há questão de pouco mais de meio século, o homem poderia ser tão vil consigo mesmo. Por outro lado, enobrece a alma conhecer a luta dessa mulher, que em nome de alguns poucos acabou salvando tantos. E tem como seu principal legado a arte, um método e a empatia, acima de tudo.

Nise: O Coração da Loucura está disponível na Netflix.

Saneamento Básico: O Filme

Saneamento Básico: O Filme é uma produção despretensiosa, com elenco afiado e uma história que diz muito mais do que aparenta. Ou seja, faz o que se pretende a fazer com muita inteligência e uma boa dose de bom humor. O filme retrata pessoas muito simples, levadas pela espontaneidade. É um filme sobre um filme, mesmo que em produção precária.

A história se passa em uma pequena comunidade do interior do Rio Grande do Sul, onde seus habitantes se mobilizam para solicitar oito mil reais à subprefeitura local para a construção de uma fossa para tratamento de esgoto. A líder do movimento, Marina (Fernanda Torres), é informada de que não há verba para saneamento no corrente ano, mas que a subprefeitura tem dez mil reais liberados pelo governo federal para produzir um vídeo de ficção de no mínimo dez minutos de duração. O dinheiro será devolvido se o projeto não for executado.

Marina e o marido Joaquim (Wagner Moura) resolvem fazer o vídeo, acreditando que o que sobrar da verba será suficiente para a execução da fossa.

Saneamento Básico: O Filme está disponível na Netflix.

Ser Tão Velho Cerrado

Este documentário é daqueles indispensáveis, de tirar o sono. Seus temas e suas pessoas são muito próximos de nós, mas o impacto é global. É um retrato, ou uma tentativa de retrato da realidade dos moradores da Chapada dos Veadeiros, preocupados com o fim do Cerrado em Goiás e sua busca por novas formas de desenvolver a região sem agredir o meio ambiente em que vivem.

Ser Tão Velho Cerrado está disponível na Netflix.

Curtiu nossa seleção de filmes e séries nacionais? Escolha as histórias preferidas e aproveitem o final de semana!

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta