Christina na nova temporada de westworld

Nova temporada de Westworld começa promissora com mais mistérios

Avatar of gustavo cipriano
Nova temporada de Westworld começa com novo foco e mais mistérios. Confira análise do episódio 1 da quarta temporada e resumo dos anos anteriores.

A nova temporada de Westworld finalmente estreou. O primeiro episódio do 4º ano chegou no último domingo (26) à HBO e HBO Max. Em meio a novos mistérios, novas perguntas ficam no ar, como padrão da série.

Porém, antes de entrarmos nos detalhes do capítulo, é bom contextualizar o que veio antes. Caso queira ir direto para a nossa análise do início do quarto ano, basta clicar no índice.

Resumo dos anos anteriores

1ª temporada

No primeiro ano, somos apresentados ao mundo da Delos. Essa é uma empresa que construiu um parque de diversões gigante, repleto de sub-mundos para entreter pessoas. O principal deles (pelo menos nesta temporada, e na seguinte) é o Westworld. Ele traz uma experiência de imersão em aventuras de um faroeste.

Como parte do entretenimento, surgem os anfitriões. Tratam-se de robôs com semelhança incrível aos humanos. Seu objetivo é dar realidade às histórias que os convidados vivem no parque. Muitas delas envolvem romance, sexo, violência, sobrevivência e outros aspectos. Existe, inclusive, um departamento na companhia que escreve cada fala e cada história que os anfitriões tem.

E é justamente por isso que uma revolução é iniciada. Liderados por Dolores (Evan Rachel Wood), os anfitriões começam a entender melhor sua realidade e se rebelar contra ela. Alguns outros permanecem céticos. Muitas reviravoltas em conceitos complexos de tempo acontecem a partir daí, com grandes surpresas. O envolvimento do próprio diretor da Delos, Robert Ford (Anthony Hopkins), na história que já estava escrita da revolução é um exemplo, com um massacre que termina até com sua morte.

Em meio a tudo isso, alguns personagens são muito importantes de serem citados. Bernard (Jeffrey Wright) é o braço direito de Ford. Descobrimos mais tarde que ele foi feito sob a semelhança de Arnold, co-criador da Delos.

Maeve (Thandiwe Newton) é uma anfitriã que perde sua filha na história que foi escrita para si. Ela tenta se reencontrar com a menina até esse momento (4ª temporada), mesmo depois de ganhar consciência sobre sua realidade. Por fim, é necessário citar Willian (Ed Harris). Ele aparece, primeiramente, como convidado de Westworld, até que vamos descobrindo que ele é acionista da própria Delos. Seu interesse desde o início é revelar o segredo por trás das histórias criadas por Ford. Ele também é obcecado em provar que não é uma máquina.

2ª temporada

Antes de tudo, é necessário reforçar que a série possui linhas temporais diferentes a todo momento. O roteiro as mistura e se utiliza muito bem delas para esconder as reviravoltas. Elas podem ser basicamente resumidas em três nessa segunda temporada. A primeira sendo imediatamente após o massacre citado acima, a segunda uma semana depois, e, a terceira, duas semanas depois.

Sendo assim, linearmente, a revolta das “máquinas” estava ainda engatinhando na primeira temporada. Ela começa a ficar mais intensa na segunda. Dolores articula novos parceiros e novas estratégias, e até se infiltra no mundo dos humanos. Enquanto isso, outra versão sua é feita e segue dentro do parque na sua história de vida de camponesa.

O subtítulo da temporada é A Porta, que é um jogo criado por William para ajudar Dolores. Enquanto o Labirinto (nível mais profundo do parque) era um jogo feito por Ford para conter os anfitriões, a porta seria uma saída até o mundo de fora.

Porém, descobrimos que o Além do Vale ou Sublime, que é o maior objetivo dos anfitriões nesse ano, também foi criado por Ford. E é para lá que a tal porta vai. Trata-se de um mundo virtual onde os robôs podem fazer upload de suas consciências e viverem livres, sem humanos, em uma espécie de Éden que existe na nuvem.

Maeve também ganha papel central nessa temporada com uma descoberta. Ela consegue manipular outros anfitriões através de sua mente. Isso é mostrado quando ela chega a um dos novos mundos do parque que são revelados nesse ano, o Shogun World.

A temporada termina com alguns anfitriões indo para o “Éden” e a revelação sobre a aparência de Bernard sendo dada. Vale ressaltar, também, que Willian mata sua própria filha nesse ano achando que ela era uma anfitriã, e isso lhe assombra pelos episódios seguintes.

3ª temporada

O terceiro ano é o mais diferente de todos. Ele leva a guerra para fora dos parques da Delos. Dolores descobre uma tecnologia chamada Rehoboam. Trata-se de uma inteligência artificial pela qual uma companhia, chamada Incite, controlava o futuro das pessoas. A princípio, dava-se a entender que a protagonista queria usá-la para controlar os humanos; somente no final se descobre que ela queria libertá-los.

1_z-urkltipfpxu-1yoiwvjq
Rehoboam

Enquanto a verdade sobre as intenções da anfitriã não eram reveladas, ela gera aliados e inimigos. O seu principal parceiro é o ex-militar Caleb (Aaron Paul). Ele foi uma das vítimas do Rehoboam. Por muito tempo, ficou preso a uma existência “pobre” e traumática, obrigado a reviver seus traumas a todo momento sem parar.

Como inimigos, Dolores tem, entre outros, Bernard e Maeve. A segunda é coagida por Serac, dono da Incite, a matar a protagonista, sob promessa de lhe ajudar a encontrar sua filha. O objetivo é obter os dados dos clientes da Delos, que estariam no cérebro de Dolores, assim como uma ponte de acesso ao Sublime. Porém, descobrimos ao final da temporada, que essa “chave” estava com Bernard o tempo todo.

A personagem de Evan Rachel Wood multiplica o seu “DNA” por diversas cópias de pessoas. A intenção era se proteger, assim como a “chave”. Entre eles, estão Connells (Tommy Flanagan), o “faz-tudo” da Incite; Musashi (Hiroyuki Sanada), o anfitrião do Shogun World que passou a ser um chefe dos Yakuza; e a CEO interina da Delos, Charlotte Hale (Tessa Thompson). Porém, essa última se rebela por conta de muitas frustrações e acaba liderando um novo movimento para eliminar a humanidade.

Westworld-03x03-the-absence-of-field
Dolores como Charlotte em Westworld

Vale lembrar que há seis cópias de Dolores pelo mundo. A contar com a própria que morreu, os três acima citados e Bernard, falta uma. A cópia nova de Charlotte cria um anfitrião igual a Willian, que mata o original no fim da temporada. Ao fundo, vemos diversas máquinas criando anfitriões novos. Sem dúvida, ela irá utilizá-los em breve para seguir a revolução.

Caleb e Dolores acabam destruindo o Rehoboam, e a primeira tem sua memória apagada. Apesar dessa missão ter chegado ao fim, algumas novas se apresentam. Além da nova Dolores sob a pele de Charlotte, novas ameaças ainda não explicadas surgem na quarta temporada de Westworld. Inclusive, vamos a ela?

Episódio 1 da nova temporada de Westworld

Pois, enfim, chegamos ao início da quarta temporada. Vamos dividir o episódio entre os personagens para a explicação ficar melhor:

Willian

Começamos o primeiro episódio com Willian (anfitrião, ou não?) visitando a sede de uma empresa controlada por um cartel. A campanha possui tecnologia que armazena dados por centenas de anos sem necessidade de manutenção. Willian está muito interessado nisso.

Willian na nova temporada de westworld
Willian na 4ª temporada de Westworld

Quando ele tenta comprar a empresa toda e não consegue, faz a ameaça de que “amanhã vou consegui-la de graça”. E o que acontece é que o próprio dono da empresa acaba matando todos os empregados e entregando a posse para o anfitrião. Uma nuvem estranha de formigas voadoras apareceu na sua casa e, aparentemente, lhe jogou algum “feitiço” para controlar seus pensamentos e atos. No final, ele se suicida também.

Há a possibilidade de as formigas simplesmente terem matado o dono original. E colocado um anfitrião em seu lugar. Tratam-se provavelmente de formigas robóticas que trabalham sob comando. Na primeira temporada, algumas aparecem passeando por cima de Dolores, cansada e violentada.

Uma detalhe interessante é que no trailer da 4ª temporada, Willian chega à empresa em um determinado momento e vemos uma fenda no meio da fundação. Essa é remanescente ainda da segunda temporada. Através dela, os anfitriões chegaram ao Sublime.

Willian menciona, ainda, nesse primeiro episódio, que a empresa controlada pelo cartel foi contratada por uma pessoa já morta. Tudo indica que ela seja Dolores a original.

Dolores/Charlotte/Christina

Uma cópia de Dolores vive agora em Nova York, com nome de Christina, trabalhando como escritora para uma empresa de videogames, a Olympiad Entertainment. A atriz vencedora do Oscar Ariana DeBose aparece pela primeira vez na série, como sua amiga Maya.

Captura-de-tela-2022-06-30-174909
Christina e Maya em Westworld

A princípio tudo indica que essa talvez fosse uma Dolores real, na qual a anfitriã fosse baseada. Mas alguns detalhes dão conta de que o cenário trata-se de outro parque fictício. Pessoas passam a todo momento dizendo que experiência incrível aquilo está sendo; um morador de rua até menciona uma torre central em uma determinada cena. Ainda há possibilidade da personagem não ser uma anfitriã, mas é difícil.

Aliás, o mesmo vale para Willian. Ele definitivamente parece morrer no final da terceira temporada. Porém, a maneira com que Charlotte/Dolores conversa com ele no trailer do 4º ano deixa dúvidas sobre isso. Diversas versões do mesmo também são mostradas no vídeo.

Uma coisa que, sem dúvida, Christina não possui igual à famosa anfitriã morta é a memória. Ela realmente parece ter uma história completamente nova. Tanto que um homem, Peter, lhe persegue o episódio inteiro dizendo que lhe conhece, e que ela é responsável por acabar com sua vida. E no final, ele se joga do alto de um prédio. Porém, a personagem de nada sabe.

Vale comentar que a própria Olympiad pode estar por trás de toda essa história. O logo da empresa se parece muito com o da Delos e alguns objetos no escritório da empresa se assemelham com os globos de dados colocados nos anfitriões da Delos. Sendo assim, escritoras e escritores como Christina podem estar sendo usados para criar histórias para anfitriões locais e não para videogames.

Logo olympiad westworld
Logo da Olympiad Entertainment em Westworld

Isso explicaria a perseguição de Peter contra a personagem citada acima. O episódio menciona que a empresa obriga os redatores a comporem histórias de grande violência e sexo. Christina tenta por algumas vezes implementar uma história de uma garota que vive com o seu pai, mas sonha com algo mais. Essa sem dúvida é uma referência à trama dentro de Westworld da própria Dolores original nas primeiras temporadas. Estaria Christina criando a própria história de Dolores?

Caleb e Maeve

Caleb maeve westworld
Caleb e Maeve se preparam para novas lutas em Westworld

Caleb e Maeve também ganham grande destaque no episódio. O primeiro aparece primeiramente com sua família, tentando viver uma vida normal. Já a anfitriã está isolada em uma cabana, testando sua habilidade mental e memória. Porém, os dois são atacados em um determinado momento e, enfim, decidem partir juntos para enfrentar Charlotte/Dolores e Willian.

Ainda na cabana, vale destacar que a anfitriã tem visões de ela e Caleb invadindo um local. Esse lugar se parece muito com o que abrigava o Rehoboam na terceira temporada. Eles explodem tudo e Caleb fica ferido. Fica agora a dúvida de se trata-se de flashbacks, para o passado, ou de visões do futuro.

Um outro detalhe interessante é que Maeve consegue entrar na mente de um dos homens que a atacou, após matá-lo. É através disso que ela percebe que Willian está por trás dos ataques. E assim, fica a pergunta: será que o rapaz era um anfitrião? Ou as habilidades da moça se aprimoraram e agora se estendem aos humanos?

Final

Por fim, o episódio termina com um “reencontro” emocionante. Christina está na sacada do seu apartamento, criando uma nova história para um jogo (ou não, como comentamos). Essa história é de uma mulher que está em busca de algo para preencher um vazio dentro de si. Quando a câmera vai para a rua, Teddy Flood aparece. Não se sabe se é um humano ou uma nova versão do antigo namorado de Dolores, lá das primeiras temporadas.

Na 2ª temporada, Teddy se mata após ter suas programações alteradas por Dolores (a original). O rapaz não gostava dos caminhos violentos que a sua namorada estava lhe dando e resolveu terminar com tudo. Esse reencontro pode dar nova vida ao casal, agora sem suas memórias passadas; talvez, no caso de Teddy. Ou então, pode ser alguma estratégia da Olympiad, Dellos ou alguma outra conspiração para chegar a algum objetivo. Não sabemos ainda. Como disse, temos mais perguntas que respostas.

Veredicto

Depois de todos os detalhes, podemos dizer que Westworld retorna como sempre: complexo e cheio de novos mistérios. Particularmente, este que vos escreve adora uma trama complexa, com linha temporais diferentes. É empolgante assistir algo que estimula o raciocínio, tem profundidade na história e é muito bem escrito.

Porém, fica a dúvida se a série não se perderá na sua própria trama. A terceira temporada foi criticada por muitos justamente por isso, e por ser completamente diferente das outras duas. Eu, particularmente, não acho essa última característica ruim. E no geral, considero o terceiro ano muito bom também, apesar de inferior aos outros.

O primeiro episódio da 4ª temporada parece oferecer uma nova perspectiva, mais estimulante. A trama da empresa de videogames envolvida em uma Nova York fictícia e uma nova Dolores sem noção nenhuma do passado trazem uma trama interessante. Assim como os poderes de Maeve, que podem ser fundamentais para salvar sua filha e o mundo em um geral.

Fica a expectativa para os próximos episódios. Eles saem semanalmente aos domingos, às 22h, na HBO e HBO Max.

Veja mais

Confira outros lançamentos da HBO Max em junho.

Fontes

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
17
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados