Conecte-se conosco
celular casal

Ciência e Tecnologia

O celular pode ser o motivo das suas brigas de casal

Se o parceiro ou parceira reclama do seu celular toda hora, talvez seja hora de criar algumas regras de casal; veja dicas

O celular, ou mais especificamente o smartphone, virou objeto de desejo de muita gente no mundo, mas para muitos já passa disso. Há quem goste tanto dos seus smartphones que começa a apresentar comportamentos similares ao amor. Você perde a hora por estar usando o aparelho no dia a dia? Não consegue ficar longe dele por muito tempo? Não dorme sem o dispositivo na cama? Se você respondeu sim, é bem provável que essa tecnologia tenha conquistado um papel importante demais. E isso pode ser a causa de seus problemas de casal.

Um estudo publicado na revista Psicologia da Cultura Popular de Mídia revela que smartphones podem influenciar negativamente relacionamentos amorosos. Até 70% das mulheres entrevistadas disseram que o smartphone estava prejudicando um namoro, casamento ou outro tipo de relação. De 143 mulheres, um terço reclamou de parceiros respondendo a notificações no meio de conversas entre o casal, e um quarto acusou o par romântico de mandar mensagens mesmo ao falar com a mulher. O resultado era um só: quem mencionou excesso de uso de celular estava menos feliz.

Situação parecida foi identificada entre homens. Um questionário de 175 perguntas aplicado a homens e mulheres sobre o uso de smartphones mostrou que a quase a metade sofre com eles na relação. Esse tipo de interferência do celular em um relacionado amoroso tem até jargão próprio. Chama-se phubbing, um termo originado das palavras em inglês para telefone e esnobar.

Pesquisas revelam que a mera presença do celular sobre a mesa (em casa ou no restaurante) pode provocar efeito negativo. Smartphones vibram e emitem notificações o tempo todo, tirando a atenção das pessoas e inibindo o fluxo de conversa.

Pesquisadores descobriram que a um aparelho ligado e recebendo alertas não interrompe conversa. No entanto, são capazes de tornar a comunicação menos satisfatória, segundo relatos de entrevistados. Na prática, as pessoas deixam de dar atenção devida à conversa. Com isso, têm menos empatia com eventuais problemas compartilhados – e isso pode ser um desastre para um casal.

O que fazer se o celular atrapalha o casal

celular casal alarme 720x405 - O celular pode ser o motivo das suas brigas de casal

Regras de uso e um simples alarme de cabeceira podem ajudar a resolver os problemas

Dr. Roberts, um pesquisador da Baylor University, nos EUA, que fez o questionário para homens e mulheres, diz que o primeiro passo é a conscientização. A partir daí, o casal pode tomar algumas medidas para diminuir o uso do celular. O resultado final é a redução de conflitos entre o casal. Veja algumas dicas do cientista:

1. Zona proibida

É impossível não usar o smartphone totalmente na casa, então a dica é criar zonas onde ele é proibido. Defina a cozinha como um local sem acesso ao aparelho, por exemplo. Segundo o pesquisador, outra dica é deixar de usar o celular no carro para aproveitar o tempo e conversar com o parceiro.

2. Desintoxicação no quarto

Usar o smartphone logo antes de dormir é um perigo não só para o relacionamento, mas para a saúde. Checar redes sociais na cama impede conversas em um momento íntimo do casal, e ainda prejudica o sono por conta da luz azul do LCD. A dica é deixar os celulares fora do quarto para não cair em tentação e usar alarme convencional para acordar.

3. Nada de celular em cima da mesa

A hora da refeição é sagrada mesmo se você não for religioso. Pesquisas indicam que celular na mesa de casa ou do restaurante tem um efeito negativo sobre a qualidade das conversas. Portanto, ao comer, é importante deixar o aparelho longe do alcance – e com notificações silenciadas para não gerar ansiedade.

4. Avise quando for usar o celular

Olhar para o smartphone é automático para muita gente, mas uma dica de comportamento simples pode ajudar a diminuir a frequência. Sempre que precisar usar o smartphone, avise antes. Diga algo como “Só vou checar se recebi aquele e-mail importante”. Assim, você não só deixa seu parceiro saber que sua atenção será desviada, como ajuda a ter noção do tempo gasto para a tarefa, que deve ser curto.

No geral, a ideia é criar regras em conjunto para que o celular não prejudique o casamento ou namoro. E, para isso, é preciso conversar – e deixar o celular de lado agora mesmo.

Continue lendo
Advertisement

É jornalista e comunicador digital por formação, gosta de tecnologia desde que se entende por gente e escreve sobre isso há bastante tempo. Como um bom nerd, gosta de séries e ficção científica, e tenta relacionar tudo isso com estudos sobre comunicação.

Comentários
Subir