OVI Maps 3D: o mundo em 3D

OVI MAPS 3D
A Nokia, em parceria com a C3 Technologies, lançou o OVI Maps 3D. Apesar de já existir o Google Earth, o OVI Maps 3D tem um grande diferencial: ele utiliza o mesmo hardware necessário para guiar mísseis e uma tecnologia que é tão precisa quanto a LIDAR*, porém mais barata...
Anúncio
OVI Maps 3D: o mundo em 3D

OVI Maps 3D: o mundo em 3D

Antes de tudo, gostaria de me apresentar. Sou Rodrigo Gosling e sou o mais novo membro da equipe de autores do blog. Sou formado em Engenharia de Telecomunicações e atualmente trabalho com implantação e ampliação de rede de celular. Enfim, vamos ao que interessa.

A Nokia, em parceria com a C3 Technologies, lançou o OVI Maps 3D. Apesar de já existir o Google Earth, o OVI Maps 3D tem um grande diferencial: ele utiliza o mesmo hardware necessário para guiar mísseis e uma tecnologia que é tão precisa quanto a LIDAR*, porém mais barata.

De acordo com a C3, as imagens são mais detalhadas que as do Google Earth e muito mais precisas. O processo utilizado pelo Google consiste em tirar algumas fotos e o restante é elaborado usando o SketchUp 3D, logo após as imagens são reunidas manualmente. Enquanto isso, a técnica da C3 promete fazer 98% do trabalho automaticamente e o restante são apenas alguns ajustes manuais.

Apenas 20 cidades dos Estados Unidos e Europa foram mapeadas, por isso ainda não é possível fazer o download desse aplicativo, mas para testá-lo é só acessar https://maps.ovi.com .

Veja abaixo alguns vídeos:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=DUpkWF_3o5E&feature=player_embedded[/youtube]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=3Lcja6HkRuw&feature=player_embedded[/youtube]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=HgEtyLbmXMA&feature=player_embedded[/youtube]

*LIDAR (do inglês Light Detection And Ranging) –  A distância a um objecto é determinada medindo a diferença de tempo entre a emissão de um pulso laser e a detecção do sinal refletido, de forma semelhante à tecnologia do radar, que utiliza ondas de rádio. (Wikipedia)

?
Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter