PAC-MAN é recriado do zero por Inteligência Artificial da NVIDIA

20f6647164d366ad1e05ea76997e393a
Desenvolvida pela NVIDIA, GameGAN consegue recriar o clássico Pac-Man sem utilizar uma game engine
Anúncio
PAC-MAN é recriado do zero por Inteligência Artificial da NVIDIA

Quando um videogame antigo faz aniversário, um tipo de homenagem cada vez comum feita por programadores é ensinar uma IA a jogá-lo. Mas, para a comemoração de 40 anos de PAC-MAN, a NVIDIA levou este tipo de homenagem a outro nível, e não apenas ensinou uma IA a jogar o game, mas sim desenvolveu uma que foi capaz de criar a sua própria versão do jogo sem o auxílio de qualquer game engine (motor de jogo).

Lançado em maio de 1980, o primeiro PAC-MAN foi um enorme sucesso dos arcades e um dos principais responsáveis pela popularização dos videogames. Ao longo de seus 40 anos de história, PAC-MAN deixou de ser apenas um jogo e tornou-se uma das franquias mais famosas e bem sucedidas da história dos videogames, vendendo cerca de 48 milhões de cópias distribuídas entre diversas plataformas e arrecadando uma receita de cerca de US$ 14,10 bilhões.

E é para celebrar os 40 anos de sucesso do game que a NVIDIA desenvolveu a inteligência artificial GameGAN, um modelo de IA que consegue desenvolver uma versão totalmente jogável de PAC-MAN apenas observando vídeos de pessoas jogando o game.

O que é a GameGAN de PAC-MAN

A GameGAN é uma IA criada pela NVIDIA que foi desenvolvida a partir de redes generativas adversariais (generative adversarial networks, em inglês) . Também conhecida pela sigla GAN, este é um método de aprendizado de máquina que utiliza duas redes neurais que competem entre si, sendo um gerador e um discriminador, para analisar um conteúdo e criar um novo que seja praticamente idêntico ao original.

Criado em 2014 por Ian Goodfellow (um pesquisador na área de IA que atualmente trabalha para a Apple), as IAs do tipo GAN foram desenvolvidas para mostrar que programas de computador podem aprender a copiar algo mesmo que eles não tenham conhecimento das engrenagens por trás de seu funcionamento, mais ou menos como o cérebro humano, que consegue fazer com que imitemos algo mesmo sem entender toda a base por trás daquilo — como, por exemplo, copiar uma coreografia de dança de um artista pop mesmo que não tenhamos nenhum conhecimento sobre teoria musical ou mesmo feito aulas de dança.

Assim, uma equipe de pesquisadores da NVIDIA liderada por Seung-Wook Kim fez com que a IA “observasse” os milhões de frames possíveis (ou seja, cada movimento que o jogador poderia fazer no game) das fases do PAC-MAN original, além dos comandos usados por uma outra IA que havia sido treinada para jogar o game, e então verificaram se a GameGAN conseguiria criar um jogo igual ao original apenas a partir dessa experiência.

O resultado foi melhor do que o esperado: a GameGAN não apenas conseguiu recriar exatamente todo o ambiente do jogo (o labirinto cheio de bolinhas com o PAC-MAN, quatro bolinhas maiores nos cantos e quatro fantasmas), mas também compreender praticamente toda a lógica dele, desde as mais simples (como o fato de que o personagem não atravessa paredes e precisa comer todas as bolinhas do mapa para passar de fase) até as mais complexas (como o fato de que os fantasmas deverão sempre perseguir o jogador, mas caso o protagonista coma uma das bolinhas maiores, esses fantasmas devem ficar todos da cor azul e passar a fugir durante um determinado período de tempo).

O futuro da indústria de games

pac-man nvidia
NVIDIA prometeu que irá disponibilizar nos próximos meses o jogo criado pela GameGAN

Apesar de não ter sido a primeira IA do tipo GAN a ser desenvolvida, a GameGAN da NVIDIA foi a primeira criada para o uso específico em videogames, e o resultado obtido pode ser usado de base para uma mudança em toda a indústria.

Isto porque, caso novos experimentos com a GameGAN consigam atingir resultados tão promissores quanto os obtidos no jogo PAC-MAN ao utilizar a IA em games mais complexos, ela pode se tornar uma poderosa ferramenta para desenvolvedores de jogos, ajudando-os a criar novos cenários e personagens de maneira muito mais rápida, diminuindo o tempo necessário para se desenvolver um jogo de videogame.

E a mesma tecnologia pode ser usada também para outras funções. De acordo com Sanja Fidler, diretor do laboratório de pesquisas da NVIDIA em Toronto, a GameGAN pode ser o primeiro passo para o desenvolvimento de uma IA que poderia aprender como dirigir um carro apenas observando vídeos de pessoas fazendo essa atividade e como elas se comportam em diversas situações de trânsito, podendo ser uma nova abordagem para o desenvolvimento de veículos autônomos.

Por enquanto, a NVIDIA está apenas divulgando os resultados obtidos pela pesquisa, mas já prometeu que até o fim do ano irá liberar uma versão totalmente jogável do PAC-MAN desenvolvido pela GameGAN no IA Playground, a plataforma onde pesquisadores da empresa disponibilizam de forma gratuita alguns programas desenvolvidos em seus laboratórios que utilizam inteligência artificial.

Fonte: NVIDIA

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter