Conecte-se conosco

Geral

“Piratas” compram mais música do que outros usuários na internet

A indústria fonográfica é a primeira a condenar quem usa as chamadas redes P2P (de compartilhamento de arquivos). Um estudo realizado nos Estados Unidos e na Alemanha, no entanto, comprova que esses internautas também impulsionam o mercado legal de música.

A indústria fonográfica é a primeira a condenar quem usa as chamadas redes P2P (de compartilhamento de arquivos). No entanto, um estudo realizado nos Estados Unidos e na Alemanha, no entanto, comprova que esses internautas também impulsionam o mercado legal de música.

Segundo a American Assembly, vinculada à Universidade de Columbia, pessoas que fazem downloads de canções na internet também compram 30% mais músicas do que os que não optam pelas redes de compartilhamento.

Na Alemanha, os números impressionam. Apesar de apenas 4% dos entrevistados terem assumido que baixam arquivos de redes P2P (como os do BitTorrent), esses usuários compram até três vezes mais músicas do que os que não baixam nada.

A American Assembly ouviu 2,3 mil pessoas nos dois países. Os resultados derrubam os argumentos da indústria fonográfica, que diz que os downloads destroem artistas e acabam com empregos.

Do Metro BH – [email protected]

Continue lendo
Advertisement

notícias importantes sobre tecnologia publicadas pelo portal de internet do Grupo Bandeirantes.

Comentários

Mais de Geral

Dica

Advertisement


Mais Lidas

Advertisement

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

Recomendado para você



Subir