PlayStation 5 digital ou com disco? Saiba como escolher o modelo ideal

Comparamos as vantagens e desvantagens de comprar um PlayStation 5 digital ou com disco.
Com o lançamento anunciado para o dia 19 de novembro, e as pré-vendas acontecendo, vale mais a pena comprar um PlayStation 5 digital ou com disco? Levantamos as vantagens e desvantagens de cada modelo
Anúncio
PlayStation 5 digital ou com disco? Saiba como escolher o modelo ideal

Recentemente a Sony realizou uma nova apresentação e revelou o preço e a data de lançamento do PS5, mas afinal, é melhor escolher um PlayStation 5 digital ou com disco? Quais são as vantagens e desvantagens? Juntamos algumas informações e tentaremos ao máximo te ajudar a escolher o modelo ideal para suas jogatinas.

Preço

Não podemos começar sem levar o fator preço em consideração. O console da Sony chega oficialmente em 19 de novembro por US$ 499 para a versão “normal” e US$ 399 para a versão digital. No Brasil nós tivemos a confirmação que os modelos chegarão por R$ 4.999 e R$ 4.499 em lojas como o Magazine Luíza.

Por se tratar de uma diferença de 500 reais e estarmos vivendo em um período conturbado econômica e socialmente falando, a disparidade de valores é um ponto crucial na escolha de um PlayStation 5 digital ou com disco. Não somente por isso, mas como também pelo valor dos games exclusivos do console, como Demon’s Souls e Spider-Man: Miles Moralesvistos no último PlayStation 5 Showcase — que sofreram um aumento e custarão R$ 350.

Infelizmente vivemos uma realidade difícil, e o que por enquanto são apenas games exclusivos mais caros, há uma tendência de um aumento geral na indústria, e grande parte da massa consumidora brasileira não conseguirá acompanhar bem os lançamentos. Portanto, 500 reais podem fazer muita diferença.

Quando falamos em dinheiro outra questão que surge aqui é especialmente em relação ao valor cobrado em jogos digitais e jogos físicos. A melhor maneira de definir esse tópico é através da exemplificação. Death Stranding foi lançado no fim de 2019, e já em 2020 normalmente chega a aparecer por R$ 249,90 na PSN Store.

Em contrapartida lojas como o Magazine Luiza cobram R$ 75 + frete pela versão física, além de realizarem promoções constantes ao longo dos meses. Isso nos faz concluir que a total dependência de mídias digitais deixam o consumidor à mercê de grandes empresas, inibindo suas escolhas e oferta de produtos mais baratos.

Revenda e compra

Na hora de escolher se irá adquirir um PlayStation 5 digital ou com disco é importante levar em consideração o fator da revenda, pois muitas vezes o jogador pode querer repassar o jogo após ter fechado o título. O valor residual dos jogos físicos acaba ajudando a pagar uma parte de um novo jogo.

E a revenda só é possível com mídias físicas, pois ao adquirir um game digitalmente não é possível revendê-lo, ou muita das vezes não é possível emprestá-lo para um amigo e até mesmo realizar trocas, algo que é certamente possível com uma mídia física.

Além do único fator dos jogos, uma vez que seus games estão em uma biblioteca digital vinculada à sua conta da PSN não é possível vendê-la juntamente do seu console no futuro, visto que a compra e venda dessas contas são consideradas ilegais e passíveis de banimentos em muitos casos.

Edições de colecionador podem influenciar na hora de decidir entre um PlayStation 5 digital ou com disco.
Edições Limitadas com estatuetas e caixas metálicas são peças de colecionador e podem te fazer mudar de ideia.

Por outro lado, muitas vezes realizamos a pré-compra em mídia física de um game super aguardado, como The Last of Us Part II e ele só chega semanas ou dias depois do seu lançamento, situação que digitalmente não aconteceria, uma vez que os games são desbloqueados na madrugada.

Armazenamento

É inquestionável que os games estão ficando cada vez maiores e mais pesados no quesito armazenamento, principalmente aqueles que se utilizam de recursos multiplayer, como Call of Duty: Warzone, que pode facilmente ocupar 200 GB em um HD de 1 TB, ou seja, também ficamos reféns do nosso espaço interno. Logo, utilizar somente games digitais pode ser um fator limitante, mesmo que muitos títulos ainda que em CD sirvam como instaladores no console.

Retrocompatibilidade

Recentemente o CEO da Sony, Jim Ryan, confirmou que o PS5 terá retrocompatibilidade com 99% do catálogo do PlayStation 4, portanto, caso você mantenha os discos do antigo console há opção de usá-lo no quinto videogame da Sony para jogar novamente. O mesmo acontece com a mídia digital, caso você a tenha em sua conta da PSN.

Conclusão

Cada um dos modelos tem pontos positivos e negativos, e se você já é um jogador de PS4 vale à pena avaliar como tem sido seu consumo recente de jogos: tem adquirido mídias físicas, ou já utiliza apenas as versões digitais dos jogos? Isso pode ser um primeiro balizador para a sua escolha.

Não é aqui uma questão de melhor ou pior — visto que a experiência de jogo será a mesma com ambos os consoles — portanto é você quem deve analisar os pontos citados nessa matéria e escolher um PlayStation 5 digital ou com disco, mas que se encaixa da melhor forma nas suas preferências e principalmente no seu bolso.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter