PlayStation 5: tudo que sabemos até agora!

O desenvolvimento do PlayStation 5 se iniciou há alguns anos e sabemos também que ele chegará no final do ano de 2020. No entanto, as informações sobre como ele será ainda são relativamente escassas, mas juntamos todas elas neste artigo.

Arquitetura do PlayStation 5

O devkit do PlayStation 5 (Foto: Reprodução)
O devkit do PlayStation 5 (Foto: Reprodução)

Segundo uma matéria publicada pelo Financial Times e endossada pelo arquiteto líder do sistema, Mark Cerny, em entrevista ao Wired, a arquitetura do PlayStation 5 não representa uma “grande diferença quando comparado ao PS4“.

Isso indica que o PS5 deve continuar rodando jogos em mídia física e tendo a opção de baixá-los via download, e não será uma plataforma de games por streaming como o Google Stadia, por exemplo. Por outro lado, a Sony fechou uma parceria com a Microsoft para jogos em nuvem, indicando que há alguma pretensão nesse sentido.

O kit de desenvolvimento lembra o número cinco em números romanos, mas o produto que chegará aos consumidores será, segundo o Android Central, muito diferente.

“Não espere algo tão grande como o Xbox Series X” – diz a matéria do Android Central

Especificações

PreçoDesconhecido
DimensõesDesconhecidas
CPUBaseado no AMD Ryzen 8-Core
GPURadeon Navi Customizado (TFLOP desconhecido)
MemóriaDesconhecida
ArmazenamentoDesconhecido
Tipo de ArmazenamentoSSD
Optical OutDesconhecido
Wi-FiDesconhecido
AV outDesconhecido
Consumo de ForçaDesconhecido
Resolução8K
USBDesconhecido
Suporte ao PSVRSim

CPU E GPU

Mark Cerny disse que o CPU vai ser baseado na terceira geração do AMD Ryzen, com oito núcleos da nova microarquitetura de 7nm Zen2. Aparentemente também deve incluir uma unidade de áudio 3D customizada.

Já a GPU é uma variação da Radeon Navy, dando suporte a ray tracing. Podemos considerar uma grande vitória para a Sony, visto que essa tecnologia permite que a luz interaja com modelos virtuais de modo hiper-realista.

Segundo a mesma matéria da Wired, grandes produções Hollywoodianas utilizam esta técnica, mas fora alguns jogos de PC, nenhum console tinha tido apresentado essa capacidade.

“Há a aceleração do Ray Tracing no GPU, e creio que isso seja algo que as pessoas estejam procurando” – disse Mark Cerny, que também enfatiza que a tecnologia não é apenas visual, mas também incorpora outros elementos.

“Se você quiser testar se os jogadores podem ouvir alguns audios ou até mesmo pisadas no chão de outros jogadores, o Ray Tracing é útil”.

PS5 E SSD

O jogo Spider-Man foi testado no SSD do PlayStation 5 e teve um tempo de resposta consideravelmente menor quando comparado ao PS4 (Foto: Reprodução)
O jogo Spider-Man foi testado no SSD do PlayStation 5 e teve um tempo de resposta consideravelmente menor quando comparado ao PS4 (Foto: Reprodução)

Os SSDs são mais poderosos, rápidos e entregam uma experiência gamer muito melhor quando comparado a outros discos rígidos, como o HDD.

Mark Cerny demonstrou como exemplo o jogo Spider-Man de PS4, mostrando que no PS4 demorava 15 segundos para rodá-lo rapidamente, enquanto no kit de desenvolvimento do PS5 demorava 0.8 segundos.

Além disso, o SSD consegue rodar gráficos em 8K, ainda que atualmente a grande maioria das pessoas não possuem esse tipo de TV.

Outra coisa que pode ser mudada graças ao SSD é o modo como os downloads de games funcionam, já que no PS5 os downloads podem ser mais customizados e partes removíveis. Isso significa que um jogador poderia baixar apenas a campanha para um jogador de um game, ou apenas a parte multiplayer, ao invés de precisar baixar o jogo inteiro.

Retrocompatibilidade

Rumores apontam que o PlayStation 5 terá retrocompatibilidade com todos os consoles da Sony (Foto: Reprodução)
Rumores apontam que o PlayStation 5 terá retrocompatibilidade com todos os consoles da Sony (Foto: Reprodução)

Já foi confirmado tanto pelo Mark Cerny quanto pelo CEO do PlayStation, Jim Ryan, que o PlayStation 5 será retrocompatível, seguindo a tradição dos consoles da Sony desde o PlayStation 2.

A diferença é que dessa vez há a pretensão de um sistema “cross-generation”, que significa que um jogador poderá iniciar um jogo no PlayStation 4, continuar de onde parou no PlayStation 5, e depois voltar para o PS4 se quiser.

Ainda não se sabe se a Sony planeja colocar a biblioteca de jogos do PS4 no PS5. Além disso, vazamentos apontam que o videogame pode ter retrocompatibilidade também com todas as edições anteriores do PlayStation. No entanto, ainda não está confirmado.

DualShock 5

A patente do DualShock 5 nos mostra um joystick bem semelhante ao do PS4 (Foto: Reprodução)
A patente do DualShock 5 nos mostra um joystick bem semelhante ao do PS4 (Foto: Reprodução)

A patente indica que o controle do PlayStation 5 não será muito diferente do DualShock 4. Apesar do mais provável é que o nome seja DualShock 5, Mark Cerny disse que o controle “ainda não tem um nome”.

Na imagem é perceptível um pequeno buraco que, muito provavelmente, deve ser utilizado como assistente de voz do PlayStation, algo que tinha sido confirmado pelas informações da patente.

No entanto, um representante da Sony também veio a público dizer que as patentes mudam o tempo todo a medida que o projeto vai avançando, e só saberemos como o controle será, de fato, quando o produto estiver finalizado.

Sabemos que o controle da próxima geração usará o carregamento USB-C e que será levemente mais pesado que o DualShock 4. Ainda sim, pesará menos que o controle do Xbox One.

Interface do usuário

Até o momento, sabe-se que a interface do usuário do PlayStation 5 será mais dinâmica e dará ao jogador mais informações quando comparada ao do PS4.

“Servidores multiplayer vão prover ao console as atividades em tempo real. Já o modo single-player também proverá informações como missões que você pode fazer e recompensas que você pode receber após completar todas as suas escolhas.” – disse Mark Cerny.

Realidade Virtual

O novo PSVR será mais leve e com menos cabos (Foto: Reprodução)
O novo PSVR será mais leve e com menos cabos (Foto: Reprodução)

O chefe da divisão global da R&D do Playstation, Dominic Mallinson, quer que o próximo dispositivo de realidade virtual seja mais leve, fácil de colocar e com menos cabos para serem utilizados.

Um produto completamente sem cabos é difícil de colocar no mercado até o momento porque sairia muito caro aos consumidores, mas Mallinson acredita que esta é uma tendência para o futuro.

Já Mark Cerny diz que o “VR é muito importante para nós e que os PSVR atuais serão compatíveis com o novo console”.

Vale dizer que a Sony patenteou um novo dispositivo VR sem fio, mas como dito antes, ainda não deve ser lançado junto com o PlayStation 5, sendo algo mais para o futuro.

Informações gerais

O único game que será lançado com o console, que se tem conhecimento até agora, chama-se “Godfall”, que será exclusivo do PlayStation 5. No entanto, não há maiores informações sobre o jogo.

A estimativa é que o preço do PS5 seja, em média, de US$ 400 e sabemos também que o console será lançado no final do ano junto com o videogame rival, o Xbox Series X.

E você? Empolgado com o PlayStation 5? Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte: Android Central


Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário:

Assine nossa Newsletter