Pré-cadastro para vacina pode ser feito em site do Governo de SP

Pré-cadastro para vacina já pode ser realizado em site oficial
O pré-cadastro para vacina contra a COVID-19 pretende agilizar na campanha de vacinação para grupos prioritários

O governo de São Paulo lançou nesta segunda-feira, 18, um site específico para a população realizar de forma antecipado o pré-cadastro para vacina contra COVID-19. O lançamento do site Vacina Já ocorre após a votação unânime da Anvisa para o uso emergencial da CoronaVac no Brasil, e a aplicação da primeira dose no país no último domingo, 17.

O site tem como principal objetivo agilizar a campanha de vacinação, e enfatiza que neste primeiro momento apenas os grupos prioritários receberão a primeira dose da vacina. A fases iniciais são voltadas e profissionais da saúde, que receberão o imunizante em seus locais de trabalho, e indígenas.

Além disso, é importante salientar que caso a pessoa não seja de algum dos grupos prioritários, é bom evitar realizar o pré-cadastro para vacina neste momento, no intuito de não congestionar o site e resultar em quedas nos servidores, prejudicando os demais.

Para o pré-cadastro para vacina contra o novo coronavírus é necessário incluir dados como número do CPF, endereço, município e data de nascimento. Entretanto, o governo de São Paulo enfatiza que o preenchimento de tais informações é opcional, e não se configura como um agendamento para receber a vacina, mas sim uma forma de evitar aglomerações e garantir um atendimento mais rápido à população.

Saiba como fazer o pré-cadastro para vacina da covid-19
A enfermeira Monica Calazans foi a primeira pessoa a ser vacinada no Brasil

Caso você não consiga realizar esse cadastro, não se preocupe, pois a vacinação também será feita sem ele, basta apresentar os dados necessários e realizar um cadastro completo no posto de vacinação quando a hora chegar. O site também mostra outras informações, como eficácia da vacina e locais de vacinação.

A vacina já disponível no Brasil é a CoronaVac, desenvolvida em parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica Sinovac Life Science. A vacina possui um índice de eficácia geral de 50,4%, e eficácia de 78% na prevenção de casos leves. Já para quadros moderados e graves a vacina tem eficácia de 100%. Sua aplicação é feita em duas doses com espaçamento entre 15 a 28 dias.

A primeira pessoa a ser vacinada no Brasil foi Mônica Calazans, enfermeira negra de 54 anos que serviu como voluntária na fase de testes, e havia recebido um placebo anteriormente, ao contrário do que notícias falsas idealizam internet a fora. Ao total 112 profissionais da saúde foram imunizados no última dia 17 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, acompanhados do governador João Dória (PSDB).

Além do pré-cadastro para vacina, o governo de São Paulo começou o envio dos insumos necessários para hospitais de referência do estado, e a previsão é que na terça-feira, 19, as doses da CoronaVac sejam enviadas para outros estados.

A vacinação é o início de uma nova caminhada rumo ao enfrentamento contra a COVID-19, e reiteramos que quaisquer tipos de tratamento precoce ou alternativo não possui nenhuma garantia de eficácia comprovada cientificamente, mas a vacinação em massa salva vidas.

Os leitores podem realizar o pré-cadastro para vacina acessando site oficial Vacina Já.

Fonte: Governo de São Paulo, G1

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:
Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário