A televisão influencia sua opinião política?

Será que a programação exibida na televisão influencia seu pensamento, na hora de decidir seu futuro político? Veja o que concluiu um estudo de uma Universidade britânica.

Um estudo realizado durante 30 anos na Itália concluiu que pessoas que gostam de assistir televisão por entretenimento são mais propensas a ter seu voto influenciado pela mídia que consomem.

Diferente de pessoas que assistem televisão para saber sobre os acontecimentos do Brasil e do mundo, consumidores que acompanham séries, telenovelas e outros programas de entretenimento estão mais vulneráveis para ter seu voto influenciado pelo canal que acompanham. É o que diz um estudo realizado durante 30 anos na Universidade Queen Mary de Londres.

Foi comparado o comportamento de pessoas que viviam em regiões onde a Mediaset (maior geradora de conteúdo da Itália) era transmitida e locais onde a rede de Silvio Berlusconi ainda não estava disponível.

Descobriu-se que as pessoas que tiveram acesso à Mediaset na época em que se apresentava entretenimento leve, votaram em média 1% a mais para o partido liderado por Berlusconi, o Forza Itália. Em comparação à municípios que foram expostos posteriormente a implementação da rede, esta influência persistiu durante quase duas décadas e cinco eleições.

Concluiu-se também que que quanto menor a educação do telespectador, maior é a chance de ele ter sua opinião política influenciada. Segundo o mesmo estudo, as pessoas menos educadas (desistentes do ensino médio, neste caso) que foram expostas a programação de entretenimento, votaram 3% a mais para o Forza Italia do que os indivíduos não expostos (ou seja, baixo conhecimento escolar nos municípios onde a Mediaset não estava disponível).

Quanto maior a exposição, maior é a influência da mídia

Crianças que tiveram acesso antecipado à televisão votaram em sua idade adulta 8% a mais nos candidatos do partido Forza Italia, sofrendo uma maior influência em comparação com pessoas que foram expostas mais tarde. Todos estes dados sugerem que quanto maior a exposição dos telespectadores, maior a possibilidade de a mídia que o indivíduo consome vá influenciar em seu pensamento político, seja através do desenho que a criança assiste, ou até mesmo nos comerciais transmitidos durante a pausa de seu programa favorito.

Os pesquisadores também descobriram que as pessoas que são expostas quando crianças são cognitivamente desfavorecidas na vida adulta; aqueles que foram expostos quando crianças classificam 5% pior do que as crianças não expostas no teste cognitivo como adultos. Eles também são 13% menos propensos a relatar um interesse em política e uma possibilidade de 10% menor a participar de um grupo voluntário.

Pessoas mais velhas são os maiores influenciados

Estudando também as pessoas de mais idade, foi encontrado um efeito ainda mais forte entre as pessoas que já eram mais velhas (55+) quando expostas à televisão. Este grupo votou em média 10% a mais para o Forza Italia do que os eleitores não expostos da mesma idade. O estudo descobriu que as pessoas idosas expostas durante a década de 1980 são 16% mais tendenciosas a assistir as notícias (tradicionalmente inclinadas a favor de Berlusconi e introduzidas no Mediaset em 1992) nos canais tradicionalmente inclinados a favor do Ex-Presidente do Conselho de Ministros da Itália.

O Dr. Andrea Tesei, conferencista da Universidade Queen Mary de Londres disse:

Nossos resultados sugerem que o conteúdo de entretenimento pode influenciar as atitudes políticas, criando um terreno fértil para a propagação de mensagens populistas. É o primeiro grande estudo a investigar o efeito político da exposição entre os eleitores a uma dieta de entretenimento leve “.

Fonte:Canal Seeker, e site Eurekalert.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: