PS4 x PS5: quais as diferenças entre os consoles

Imagem de capa mostra um PS4 Pro e um PS5.
O PS5 está próximo do lançamento, e nós destacamos as principais diferenças para o PS4
Anúncio
PS4 x PS5: quais as diferenças entre os consoles

O PlayStation 4 está perto de ser substituído pela nova máquina de videogames da Sony, o PlayStation 5, que será lançado no Brasil no dia 19 de novembro de 2020 e já está em período de pré-venda.

Como é comum durante este período, muitos jogadores ficam em dúvidas quanto às diferenças entre a plataforma nova e a que será substituída, e por isso nós trazemos as principais diferenças entre o PS4 e o PS5, desde design, passando por especificações de hardware, até serviços e jogos, considerando também a retrocompatibilidade.

O design

O PlayStation 4, lançado originalmente em novembro de 2013, era montado como dois retângulos sobrepostos, de modo que ganhou um tamanho considerável em profundidade (se o console estiver deitado, como a Sony fez questão de mostrá-lo nas campanhas de marketing). Considerado grande quando fora lançado, o modelo original do PS4 tem dimensões de 27,5 (largura) x 30,5 (profundidade) x 5,3 (altura) cm.

Imagem do PS4 e o DualShock 4.
O primeiro modelo do PS4

Como é de costume com todas as plataformas de videogame da Sony, o PlayStation 4 recebeu uma revisão de hardware (em 2016) menor e mais barata, chamada de PS4 Slim. Ainda com a aparência de dois retângulos sobrepostos, o PS4 Slim é mais fino, produz menos barulho e esquenta menos, em comparação ao modelo original,. Suas dimensões são 26,5 x 28,8 x 3,9 cm.

Imagem do PS4 Slim e o DualShock 4.
O PS4 Slim, menor e mais fino

No mesmo ano (2016), um modelo mais robusto fora lançado para se juntar à família PlayStation 4, o PS4 Pro. Com capacidade para rodar vídeos e jogos em 4K, o novo modelo ainda permanece como a experiência definitiva da Sony para a 8ª geração de videogames. Diferentemente dos outros aparelhos, o PS4 Pro possui três retângulos sobrepostos, de forma a conter espaço suficiente para guardar o hardware mais robusto. Possui dimensões de 29,5 x 32,7 x 5,5 cm.

Imagem do PS4 Pro e o DualShock 4.
O poderoso PS4 Pro, capaz de rodar jogos em 4K

O PlayStation 5, a exemplo de seu antecessor, não é nada pequeno. Pelo contrário, a Sony fez questão de enaltecer seu tamanho com um design bastante chamativo (que foi comparado até a um roteador), e destacou que por baixo da carcaça do PS5 há um poderoso hardware.

O novo videogame, que tem lançamento previsto para o próximo dia 19 de novembro, foi anunciado apenas na cor branca e em posição “em pé” (características que também contrastam com os aparelhos anteriores da marca japonesa). A Sony promete um console silencioso e com ventilação suficiente para livrar os problemas de superaquecimento. Suas dimensões são 39,0 x 26,0 x 10,4 cm na versão com disco.

Imagem do PS5 e o DualSense.
O PS5 também pode ser deixado deitado, mas a base necessária é vendida separadamente

Vale destacar também as mudanças que a Sony preparou para o controle do PlayStation 5, desta vez chamado de DualSense (em contraposição à nomenclatura DualShock, utilizada desde o primeiro PlayStation). O novo controle tem um formato que, segundo a companhia japonesa, adequa-se a diferentes tamanhos de mãos, para que sessões longas de jogatina sejam confortáveis.

Em comparação com o DualShock 4, controle do PS4, os botões de ombros do DualSense ficaram maiores, e os botões de ação (cruz, círculo, quadrado e triângulo) não são mais coloridos. A área sensível ao toque e a luz emitida pelo controle permanecem.

O DualSense trará bateria melhorada, sistema de vibração háptico (no estilo dos controles do Nintendo Switch) e os gatilhos R2 e L2 serão tensionáveis à escolha dos desenvolvedores, que poderão definir o quanto estes botões poderão ser apertados para executar uma tarefa específica no jogo — atirar com um arco e flecha ou com uma arma de fogo, por exemplo.

DualSense, o controle do PS5.
DualSense, mais bonito e ergonômico como nunca

Por fim, no controle do PS5 haverá um bem-vindo microfone embutido, que poderá ser silenciado no próprio DualSense.

Potência de hardware

O PS4 sempre foi considerado um videogame muito potente, com capacidade para fazer os visuais mais bonitos da 8ª geração — no entanto o PS4 Pro, apesar de ser mais potente que o PS4 comum, não é tecnologicamente tão avançado quanto o Xbox One X. Claro, estamos falando de um aparelho de 2013, consequentemente seu poderio gráfico não é nada páreo ao PS5, de 2020.

Os números do PlayStation 4 eram (em 2013) expressivos: o processador contém oito núcleos com arquitetura x86-64, a uma frequência de 1,6 GHz que, segundo a Sony, torna-o dez vezes mais rápido que o do PlayStation 3. A GPU, ou unidade de processamento gráfico, possui desempenho máximo de 1,8 Teraflops por segundo. Enquanto isso, a memória RAM do videogame é de 8 GB com tecnologia GDDR5. Posteriormente, o console ganhou atualização de software que o fez ser compatível com HDR.

Em 2016, a Sony lançou o PS4 Pro, que atualiza a GPU para suportar até 4,2 Teraflops por segundo de processamento e uma CPU com 2,13 GHz. Isto permitiu rodar jogos com uma performance melhor, bem como em resolução até 4K.

Captura de Marvel's Spider Man em 4K.
Marvel’s Spider Man, um dos jogos mais bonitos do PS4 Pro

Agora, em 2020, o PlayStation 5 virá com especificações para fazer o PS4 um aparelho totalmente obsoleto. O processador também terá oito núcleos, porém atingirá uma frequência de 3,5 GHz. A GPU, a uma frequência de 2,23 GHz, dará ao PS5 uma performance de incríveis 10,28 Teraflops. Completa o pacote uma memória RAM de 16 GB GDDR6.

Como novidade, O PlayStation 5 também contará com suporte à tecnologia Ray Tracing via hardware, além de uma inovadora tecnologia Tempest 3D AudioTech, que, segundo a Sony, “fará você acreditar que os sons estão vindo de todas as direções”, não importando se o jogador está usando fones de ouvido ou os alto-falantes da própria TV.

O resultado é uma máquina que será capaz de rodar jogos a uma taxa de 120 quadros por segundo, com HDR. Apesar da Sony afirmar que o PS5 terá saída em 8K, a empresa não detalhou quais jogos serão compatíveis com essa resolução, mas é seguro afirmar que os jogos rodarão muito bem em telas de resolução 4K.

Captura de Marvel's Spider-Man: Miles Morales no PS5.
Marvel’s Spider-Man: Miles Morales será ainda mais bonito no PS5

A cereja do bolo é, ainda, outra tecnologia…

A magia do SSD

A maior propaganda da Sony para o PlayStation 5 é o armazenamento SSD que virá no console. No PS4 já era possível colocar um SSD compatível com notebooks, porém a Sony promete que a tecnologia desenvolvida exclusivamente para o seu novo videogame será rápida o bastante para fazer toda a diferença na experiência de jogo.

Segundo a empresa, jogos que rodarem no PS5 praticamente não terão telas de carregamento. Em 2019, a Sony demonstrou o jogo Marvel’s Spider-Man rodando em um PS4 Pro e o comparou com o desempenho do PlayStation 5: enquanto o videogame antigo levou 8,1 segundos para carregar, a nova máquina — ainda em desenvolvimento na época — levou apenas 0,8 segundo.

A tecnologia também pode beneficiar o desenvolvimento de novos jogos. Por exemplo, o já anunciado Ratchet & Clank: Rift Apart possibilitará que o jogador se teletransporte por vários cenários ou pontos do cenário, durante a ação, enquanto o carregamento das informações na tela se dá de forma imediata.

Os jogos

Um bom videogame não se faz sem jogos, obviamente. E o PS4 tem uma extensa biblioteca de obras de qualidade e de grande sucesso. Podemos citar, como disponíveis exclusivamente no PlayStation 4, nomes como Uncharted 4, The Last of Us Part II, God of War, InFamous: Second Son, Days Gone, Bloodborne, Ghost of Tsushima, Horizon: Zero Dawn, Marvel’s Spider-Man, entre outros, além de uma boa variedade de títulos remasterizados de gerações anteriores.

Captura de Ghost of Tsushima.
Ghost of Tsushima é um excelente título do PS4

Enquanto boa parte dessas marcas certamente ganharão novas iterações no PlayStation 5, três já tiveram a confirmação de sequências: Horizon: Forbidden West, que continua a aventura de Aloy em um mundo pós-apocalíptico em que humanos precisam aprender a conviver com perigosas máquinas que se comportam como animais, e Marvel’s Spider-Man: Miles Morales, que coloca um novo personagem sob o uniforme do Homem Aranha. Sem dar nenhum detalhe, a Sony também confirmou o desenvolvimento de um novo God of War.

Dos jogos já anunciados, foi confirmado que as sequências de Horizon e Spider-Man serão lançadas tanto para o PS4 quanto para o PS5, com melhorias para o novo videogame, obviamente. Enquanto é improvável que no PlayStation 4 os novos jogos rodem com visuais melhores do que os títulos anteriores, a Sony garante que o PlayStation 5 os rodará a 60 quadros por segundo, além dos já mencionados efeitos de iluminação Ray Tracing e supressão das telas de carregamento.

Captura de Horizon: Forbbiden West.
Horizon: Forbbiden West terá cenários vibrantes e máquinas ainda mais detalhadas

Caso o jogador deseje migrar para a nova geração de videogames mas não quer perder seus jogos já adquiridos, ou queira acessar games que ainda não jogou, o PlayStation 5 será retrocompatível com o PlayStation 4. A compatibilidade se dará através de discos ou em formato unicamente digital, sendo possível baixar os jogos da conta do jogador na PSN. O PS5, inclusive, será lançado em duas versões: uma com leitor de discos e outra sem, para games digitais.

A Sony ainda não detalhou se jogos do PS4 rodarão com melhorias no PS5, mas é esperado que funcionem, no mínimo, com os visuais e desempenho do PS4 Pro.

PlayStation Plus

Para conseguir jogar online, jogadores devem assinar o serviço PlayStation Plus. Como bônus, a Sony ainda oferece aos assinantes descontos exclusivos e dois jogos gratuitos a cada mês.

Por ser um videogame novo, não é de se esperar que jogos do PlayStation 5 já comecem a ser distribuídos para assinantes desde o lançamento, mas ainda assim a Sony preparou um benefício para assinantes que buscam o novo console.

O serviço se chamará PlayStation Plus Collection e contará com 18 jogos que “definiram a geração do PlayStation 4”. Até o momento, não foi confirmado se mais títulos serão adicionados à lista, que por enquanto conta com os seguintes games: God of War; The Last of Us: Remastered; Uncharted 4: A Thief’s End; Battlefield 1; Monster Hunter World; Fallout 4; Final Fantasy XV; The Last Guardian; Ratchet & Clank; InFamous: Second Son; Days Gone; Bloodborne; Detroit: Become Human; Batman Arkham Knight; Mortal Kombat X; Persona 5; Until Dawn; e Resident Evil 7.

Sem dúvidas uma boa forma de acessar o legado do PS4.

PS4 construiu um legado para o PS5

Sem dúvidas o PS4 é um grande videogame, que não à toa conseguiu ultrapassar a marca de 100 milhões de unidades vendidas — número que ainda deve continuar em crescimento por um tempo. E o PS5 chega com grandes expectativas da Sony, que espera vender mais unidades no primeiro ano que o seu antecessor.

Agora, o aparelho dá lugar a outro que também tem tudo para ser um sucesso. O PlayStation 5 já está disponível em pré-venda, ao preço de R$ 4.499,00 na versão que não tem leitor de discos e R$ 4.999,00 na versão completa.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter