Whatsapp vs telegram vs. Signal, qual app de mensagens é mais seguro?

WhatsApp vs Telegram vs. Signal, qual app de mensagens é mais seguro?

Avatar of fernando telles
Signal e Telegram batem recordes de downloads após WhatsApp anunciar mudanças em sua política de privacidade; descubra qual app de mensagens é mais seguro

Após as recentes mudanças anunciadas pelo WhatsApp em sua política de privacidade, muitos usuários têm buscado outras opções de mensageiro. Com isso, além do Telegram, que há algum tempo já é a principal alternativa ao app do Facebook, surgiu também o Signal, com foco em privacidade. Todos os três contam com conversas criptografadas – mas, afinal, qual app de mensagens é mais seguro?

Embora essa já fosse uma pergunta importante, ela vem ganhando mais atenção após o WhatsApp anunciar que, entre outras mudanças, passaria a compartilhar dados dos seus usuários com o Facebook. Apesar da rede social já ser dona do mensageiro há quase sete anos, a novidade não foi nem um pouco bem recebida.

No comunicado, o WhatsApp informava, inclusive, que os usuários que não aceitassem a nova política não poderiam continuar usando a plataforma.

Ainda que o WhatsApp nunca tenha afirmado que compartilharia o conteúdo das conversas, explicando que a troca de dados envolveria apenas as informações de perfil (nome, localização, foto etc.), muitos usuários inconformados já estão baixando o Telegram e o Signal.

Se você também deseja migrar de mensageiro, acompanhe o comparativo a seguir e entenda qual app de mensagens é mais seguro. Além da privacidade, também abordaremos outras funções de destaque nos três. Confira:

WhatsApp vs Telegram

Whatsapp-vs-telegram-vs-signal-qual-app-de-mensagens-é-mais-seguro-1
Telegram é a alternativa mais popular ao WhatsApp desde que foi lançado, em 2013 (Imagem: TechCrunch)

Lançado em 2013, o Telegram tem raízes na Rússia. Desde o início, o aplicativo promete ser mais seguro que os mensageiros existentes, tais como o Messenger e o WhatsApp, ambos do Facebook. Para cumprir com essa promessa, o Telegram dispõe de chats secretos, mensagens que desaparecem automaticamente, criptografia para mensagens e chamadas, entre outros.

Apesar de ser famoso com quem se interessa por privacidade, o Telegram não trabalha com a criptografia da mesma forma que o Signal e o Whatsapp. Nesses dois aplicativos, quando um usuário A envia uma mensagem para um usuário B, antes de deixar o telefone de A, todo o conteúdo a ser enviado é criptografado.

Essa criptografia, que pode ser entendida como um embaralhamento da mensagem original, só pode ser desfeita no telefone de B, pois apenas ele tem o código necessário para realizar este processo. Dessa forma, WhatsApp e Signal garantem que só o remetente e o destinatário têm acesso ao conteúdo das mensagens, o que também vale para conversas em grupos, mídias (imagens, documentos, áudios etc.), chamadas e videochamadas.

Whatsapp-vs-telegram-vs-signal-qual-app-de-mensagens-é-mais-seguro-2
Telegram ganhou fama por foco em segurança, mas não oferece criptografia de ponta-a-ponta em todas as conversas (Imagem: Reprodução/Internet)

No Telegram, por outro lado, esse tipo de criptografia é oferecida apenas nos chats secretos. Além de ocorrerem só entre duas pessoas, essas conversas privadas precisam ser iniciadas de um modo específico. Ao invés de abrir o contato do destinatário e simplesmente digitar a mensagem, o usuário precisa acessar um menu, abrir um chat secreto e só então decidir com quem irá conversar privadamente.

Em conversas comuns, inclusive nos grupos, o Telegram só oferece o que chama de criptografia “usuário-servidor”. E é aqui onde mora a polêmica:

Assim como no WhatsApp, qualquer mensagem enviada no Telegram precisa sair do telefone de A, passar pelos servidores da empresa e só então chegar ao telefone de B. A diferença, no entanto, é que, enquanto no WhatsApp a mensagem está criptografada em todo esse processo, no Telegram, a conversa é sempre descodificada ao chegar nos servidores. Noutras palavras, o Telegram pode sim ler suas mensagens, ainda que afirme não ter nenhum interesse nisso.

O Telegram é capaz de ler suas conversas porque a criptografia “usuário-servidor” usa chaves às quais a empresa tem acesso. Lembra quando falamos que a criptografia é como um “embaralhamento” das mensagens? Então, tanto para codificar quanto para descodificar as conversas, é necessário ter uma chave específica, como se fosse uma senha.

Enquanto no WhatsApp e no Signal apenas o remetente e o destinatário têm essas chaves, no Telegram, a empresa também pode acessá-las.

Ainda que o Telegram negue veementemente que acessa as mensagens, tal fator faz surgirem outras preocupações sobre a segurança do app russo. Isto porque, uma vez que consigam invadir os servidores da empresa, hackers poderiam ler as conversas de quem quisessem.

Signal promete proteção total

Whatsapp-vs-telegram-vs-signal-qual-app-de-mensagens-é-mais-seguro-3
Signal entra na batalha de qual app de mensagens é mais seguro (Imagem: Signal Foundation)

E se você ficou desapontado com o Telegram, não pense que o WhatsApp é perfeito. Apesar de garantir total proteção às conversas enquanto elas ocorrem, o mensageiro do Facebook é menos seguro quanto às mensagens que passam por backup.

Se você tem um iPhone e salva suas mensagens no iCloud, elas continuam criptografadas e seguras. Por outro lado, se você usa Android e salva suas conversas no Google Drive, elas não estão protegidas da mesma forma.

É diante desse cenário que o Signal se apresenta como uma terceira via. Além de se vender como o mais seguro dos três, o app oferece todas as funções que fazem sucesso no WhatsApp ou no Telegram, incluindo:

  • Mensagens efêmeras (que desaparecem automaticamente tempos depois);
  • Criptografia de ponta-a-ponta em todos os tipos de conversa;
  • Chamadas de voz ou de vídeo, inclusive em grupo;
  • Verificação em duas etapas;
  • Envio de mídia (imagens, áudios, notas de voz, documentos e outros);
  • Figurinhas;
  • Aplicativos para iOS, Android, Windows, Linux e Mac (ao contrário dos rivais, o Signal não tem versão web).

O Signal afirma ser mais seguro pois, além de oferecer a criptografia de ponta-a-ponta, aquela na qual apenas os usuários conseguem descodificar as mensagens, simplesmente não há serviço de backup. Na prática, as mensagens ficam salvas apenas no celular do destinatário e do remetente, e ao mesmo tempo em que não há risco delas serem acessadas enquanto estão na nuvem, não há como recuperá-las caso você troque de telefone.

De fato, a solução encontrada pelo Signal resolve o problema que citamos com o WhatsApp. Ao eliminar a função de backup, contudo, o app também deixa de oferecer um recurso essencial para quem dá valor às suas conversas. Mais uma vez, vemos que a privacidade tem um preço.

Qual app de mensagens é mais seguro?

Whatsapp-vs-telegram-vs-signal-qual-app-de-mensagens-é-mais-seguro-4
Signal tem criptografia de ponta-a-ponta e outros recursos de sucesso no Whatsapp e Telegram (Imagem: Reprodução/Inc. Magazine)

Conforme vimos ao longo deste artigo, o Signal é o único dos três mensageiros capaz de proteger integralmente as suas conversas. Em comparação com o Telegram, Signal e WhatsApp saem ganhando, pois impedem que até mesmo a empresa acesse os chats.

Já no comparativo com o WhatsApp, o Signal também leva a melhor, pois embora a função de backup faça falta, essa é uma forma de garantir que nem os serviços responsáveis por armazenar as conversas terão acesso ao seu conteúdo. Apesar dessa vitória indiscutível, é válido ressaltar que você não precisa trocar de app para ter mais privacidade:

No WhatsApp, suas mensagens ficam vulneráveis apenas quando são armazenadas na nuvem do Google Drive. Com isso, se você tem um iPhone, pode ficar despreocupado porque que, mesmo quando salvas no iCloud, ninguém além de você tem acesso às suas conversas.

No caso de quem usa Android, também não é preciso mudar para o Signal, basta desativar o recurso de backup automático. Como o Signal não tem essa função, você já iria ficar sem ela. Não é mesmo?

E para aqueles que desejam manter-se no Telegram, a questão da privacidade também tem jeito. Embora o aplicativo consiga ler suas conversas “normais”, ele não é capaz de fazer isso nos chats secretos. As conversas secretas do Telegram são protegidas com a mesma tecnologia usada no Signal e no WhatsApp.

Deixamos abaixo um resumo com os principais recursos de segurança de cada app de mensagem:

Whatsapp vs telegram vs. Signal, qual app de mensagens é mais seguro?. Signal e telegram batem recordes de downloads após whatsapp anunciar mudanças em sua política de privacidade; descubra qual app de mensagens é mais seguro

Como os chats secretos também não são salvos em backup, sequer há o risco de que eles fiquem vulneráveis após irem para a nuvem. Assim como ocorre no Signal, contudo, essa característica te impedirá de recuperar suas conversas secretas caso você troque de celular.

Privacidade ou praticidade?

Whatsapp-vs-telegram-vs-signal-qual-app-de-mensagens-é-mais-seguro-5
Edward Snowden e outros nomes influentes da tecnologia saíram recentemente em defesa do Signal (Imagem: Reprodução/Wired)

Viu como é simples? Ainda que você precise abdicar de algumas conveniências, incluindo a possibilidade de recuperar suas mensagens, é perfeitamente possível ter uma vida mais segura no WhatsApp e no Telegram. Vale citar, no entanto, que o Signal não só oferece funções direcionadas à privacidade, como também foi totalmente construído sob esse princípio.

Para começar, o aplicativo é desenvolvido e mantido pela Signal Foundation, uma organização sem fins lucrativos e que, consequentemente, tem interesses bem diferentes dos do Facebook. Além disso, o time responsável por criar o mensageiro é o mesmo que elaborou os protocolos de criptografia usados no WhatsApp e no Telegram, no caso dos chats secretos.

Com isso, várias personalidades defensoras da privacidade online, bem como todas as pessoas que lutam por uma rede menos centralizada, incentivam a migração para o app. Em suma, num momento em que as redes convencionais são acusadas de cometer diversos abusos contra seus usuários, adotar o Signal se torna quase um ato político.

Na última semana, o mensageiro lançado em 2014, e que até então era desconhecido do público geral, passou os 50 milhões de downloads na Play Store, a loja de aplicativos do Android. Da mesma forma, nomes com influência na tecnologia, como Elon Musk, defenderam o uso do Signal. O ativista digital Edward Snowden, conhecido por desmantelar o esquema de espionagem internacional conduzido pelos EUA, em 2013, afirmou usar o Signal desde que o aplicativo foi lançado.

E você, acha que qual app de mensagens é mais seguro? Lembre-se que você pode interagir conosco usando o campo de comentários abaixo. Seu feedback é importante para nós!

Fontes: How To Geek, BGR, Mashable

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
114
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados