Qualcomm Latam Summit 2020 mostra todo o potencial do 5G mmWave

Qualcomm Latam Summit 2020 mostra todo o potencial do 5G mmWave
No Qualcomm Latam Summit a empresa mostrou seus planos para a implementação da tecnologia 5G e suas aplicações
Anúncio
Qualcomm Latam Summit 2020 mostra todo o potencial do 5G mmWave

A tecnologia 5G em breve será o novo padrão de conectividade em redes para dispositivos movéis. Essa evolução da 4G LTE promete velocidades até 20 vezes mais rápidas, estabilidade e maior área de cobertura. Pensando nisso, a Qualcomm realizou nessa quarta (23/09) o Qualcomm Latam Summit 2020 revelando novidades sobre suas novas tecnologias e propostas de uso para o 5G.

A tecnologia 5G e suas aplicações no Qualcomm Latam Summit 2020

A Qualcomm apresentou diversas informações sobre a forma como a empresa pretende implementar e utilizar as futuras infraestruturas e tecnologias 5G, além de seus modems Snapdragon X55 e X60, totalmente compatível com a nova geração de conectividade móvel.

A 5G pretende atender um mundo conectado que demanda por maiores velocidades de tráfego de dados. Para se ter uma ideia, é estimado que a quantidade de dados enviados e recebidos na Internet é de 25 Exabytes para redes móveis e impressionantes 111 Exabytes para redes cabeadas. 1 Exabyte equivale a 1024 Terabytes.

A Qualcomm e a 5G mmWave

A 5G é o próximo passo na evolução da tecnologia de Internet para dispositivos móveis, sucedendo as redes 4G LTE às quais nos conectamos desde 2010. Porém, poucos sabem que existem dois tipos de redes 5G: a mmWave, correspondendo ao 5G super rápido que a maioria dos usuários e empresas conhecem e pretendem implementar, e a sub-6GHz, o 5G que a maioria das pessoas experimentará no início dessa nova geração de conexão móvel.

Como muitos sabem, os smartphones transmitem voz e dados pelo ar usando frequências de rádio eletromagnéticas, com essas frequências organizadas em diferentes bandas de frequência. Algumas dessas bandas têm mais capacidade do que outras e são capazes de fornecer informações mais rapidamente, o que é o caso do mmWave (“milimetric Waves”, ondas milimétricas, em inglês).

A mmWave refere-se a bandas de rádio de frequência mais alta variando de 24 GHz a 40 GHz, enquanto a Sub-6 GHz refere-se a bandas de frequência média e baixa abaixo de 6 GHz. As bandas de baixa frequência estão abaixo de 1 GHz, enquanto as bandas médias variam de 3,4 GHz a 6 GHz e não são consideradas mmWave.

Exemplo de tecnologias 5G no Qualcomm Latam Summit
As redes em 5G podem ser divididas em duas categorias: mmWave e Sub-6GHz

As redes 5G mmWave são ultrarrápidas, mas também possuem alcance ultracurto. Para usar a tecnologia mmWave, você precisa estar a cerca de um quarteirão de uma torre 5G, o que não é viável em áreas suburbanas e rurais. O espectro mmWave também é bloqueado e obscurecido por portas, janelas, árvores e paredes, limitando ainda mais seu alcance disponível e, como requer tantas torres para cobertura, sua implantação é cara.

Devido ao seu alcance limitado, o acesso ao espectro mmWave só se tornou possível ao longo dos últimos anos devido aos avanços tecnológicos feitos por empresas como a Qualcomm, que forneceram um feixe adaptável e miniaturização de funções complexas de processamento de antena, e mmWave ainda é uma tecnologia nascente que está em processo de ser adotado.

No entanto, atualmente os EUA, Japão, Coréia do Sul e Austrália já possuem infraestrutura para a implementação da 5G mmWave, com a China, Europa e América Latina em breve recebendo esse tipo de tecnologia. O principal foco da Qualcomm na expansão da cobertura das redes 5G mmWave é investir em IoT (“Internet of Things”, Internet das Coisas, em inglês), possibilitando a adoção de smartphones, aparelhos inteligentes e hotspots ccompatíveis com 5G.

Além disso, a 5G mmWave tem por objetivo alcançar o máximo potencial de experiências de consumidores (shows, streamings e conferências virtuais, aprendizado imersivo em salas de aula), conectividade de alta densidade (partidas de futebol), industrial (posicionamento com precisão, monitoramento em 4K, telemedicina) e jogos (games em multiplayer).

É importante notar que mmWave 5G oferece maior largura de banda, aliviando o congestionamento da rede e tendo velocidades de até 20 vezes mais rápido que a 4G.

Em áreas aglomeradas, as velocidades LTE podem diminuir devido ao número de dispositivos conectados, enquanto a tecnologia mmWave é capaz de lidar com um número maior de conexões sem quedas significativas de velocidade. Por esse motivo, você pode ver o mmWave configurado em áreas lotadas onde o congestionamento da rede é um problema, como em eventos esportivos, aeroportos, concertos e outros locais onde muitas pessoas se reúnem, bem como em áreas urbanas.

5G FWA

Felizmente existem formas de ultrapassar as limitações físicas do 5G mmWave. O FWA (“Fixed Wireless Access”, Acesso sem fio fixo, em inglês) permite que as operadoras de rede forneçam banda larga de ultra-velocidade para áreas urbanas e rurais, sendo compatível com aplicações domésticas e comerciais onde a infraestrutura de fibra-ótica é muito cara de instalar e manter.

Dessa forma, o 5G FWA emprega arquiteturas padronizadas e componentes móveis comuns para fornecer serviços de banda larga de altíssima velocidade para assinantes residenciais e clientes empresariais.

Com a 5G FWA, a Qualcomm fornece uma alternativa competitiva para DSL de linha fixa, cabo e fibra em todos os mercados. Isso fornece os meios pelos quais os consumidores urbanos e rurais podem receber a largura de banda necessária para suportar serviços de streaming de alta definição e acesso à Internet de alta velocidade.

Modem Snapdragon X55

Lançado em 2019, o modem Snapdragon X55 da Qualcomm é totalmente compatível com a nova tecnologia de conectividade criada pelo 5G mmWave (além da variante 5G FWA). Esse modem já pode ser encontrado nos chipset Snapdragon 865 para smartphones.

Modem Snapdragon X55
Compatível com a 5G, o modem Snapdragon X55 já pode ser encontrado em smartphones

O sistema moderno desse modem é compatível com praticamente qualquer combinação de bandas de espectro 5G e os módulos sub-6 e mmWave. Além disso, o dispositivo apresenta alta performance para conectividade com Wi-Fi 6.

Modem Snapdragon X60

Também revelado em fevereiro deste ano, o modem Snapdragon X60 da Qualcomm promete ser completamente compatível com a nova tecnologia 5G mmWave. Além disso, o modem utilizará uma técnica chamada Carrier Aggregation (“Agregação de faixas”, em tradução livre). O ojetivo dessa abordagem é aumentar a taxa de dados enviados e recebidos de um usuário, onde múltiplos blocos de frequência são designados para o mesmo usuário. Ou seja, permitir o uso simultâneo de bandas para maximizar a vazão de dados.

Modem Snapdragon X60
O Snapdragon X60 é um modem de alta performance para conexões 5G

Com a utilização dessa técnica, a proposta da Qualcomm com o Snapdragon X60 é que ele fornecerá alta flexibilidade ao operador de rede e alta performance no uso do 5G. Dessa forma, o modem permitirá uma capacidade maior de transmissão e recebimento de dados e uma cobertura mais ampla.

O futuro da 5G com a Qualcomm

A Qualcomm já tem praticamente toda sua estratégia pronta para quando a 5G se tornar a rede móvel mais utilizada no mundo. A empresa quer investir pesado em IoT e nas diversas aplicações empresariais e industriais que essa nova tecnologia móvel proporciona. Capaz de lidar com a demanda crescente de tráfego de dados e uso do espectro de frequência disponível, os modems da Qualcomm trazem tecnologia de ponta para fornecer alta conectividade e performance.

Imagem de capa: Depositphotos

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter