Qualcomm alerta: só compre roteadores com Wi-Fi 5 ou Wi-Fi 6. Entenda

Logo da Qualcomm e do Wi-Fi 6
Qualcomm mostrou seus avanços nos padrões de conexão, com foco no Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E, e explicou porque eles são recomendados para o nosso "novo normal"

Hoje em dia, é raro você perguntar se um smartphone possui Wi-Fi (afinal, todos têm). Mais raro ainda é você perguntar até qual padrão de Wi-Fi o aparelho suporta. Wi-Fi 5? Wi-Fi 6? Essa é uma questão mais técnica, mas que faz toda a diferença na sua experiência com o aparelho. E isso também se estende a roteadores.

Em tempos de pandemia, distanciamento social e quarentena — o chamado “novo normal” — a Qualcomm recomenda que, para dar conta desse novo tipo de demanda, você compre roteadores com Wi-Fi 5 ou Wi-Fi 6.

Esse alerta foi dado por Hamilton Mattias, diretor de marketing de produtos da Qualcomm, durante o evento virtual “Latam Connectivity Roadshow 2020”, em que ele apresentou os avanços da empresa nos seus padrões de conexão, com foco no Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E.

“O Wi-Fi 4 não atende mais às necessidades de hoje.”

Hamilton Mattias, diretor de marketing de produtos da Qualcomm
Família usando Wi-Fi 6
‘Novo normal’ exige Wi=Fi melhor, segundo a Qualcomm

Segundo Mattias, a quantidade de dispositivos conectados na casa e a necessidade de streaming de games e filmes faz com que seja recomendado que o usuário tenha roteadores Wi-Fi 5 ou Wi-Fi 6.

O diretor de marketing também ressaltou como a tecnologia de Wi-Fi 2×2 — dois pares de antenas para recepção do sinal e dois pares para envio de sinal — deixa a internet mais rápida nos celulares, melhorando muito a experiência do usuário. Mattias também explorou os resultados de uma pesquisa inédita feita pela Qualcomm na América Latina sobre a experiência dos usuários com a tecnologia Wi-Fi. 

Para o diretor de marketing da Qualcomm, essas novas tecnologias de Wi-Fi são as mais recomendadas para dar conta das demandas do “novo normal” e do futuro.

Mas o que são esses padrões de Wi-Fi? O que eles trazem de vantagem para o nosso dia a dia? Quais foram os avanços da Qualcomm? Quais aparelhos já tem suporte a eles aqui no Brasil? 

O Showmetech responde tudo isso logo abaixo!

O que é Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E?

wi fi 6 logo
Wi-Fi 6 garante conexão mais estável

Em resumo: são padrões de redes sem fio. “É a última geração do Wi-Fi que complementa de maneira perfeita o 5G. Ele foi pensado e projetado para ambientes densos e de alta demanda”, explicou Hamilton Mattias.

Os nomes, inclusive, vem das novas definições da Wi-Fi Alliance, que representa grande parte das empresas que trabalham com redes sem fio. As novas nomenclaturas oficiais do Wi-Fi são as seguintes:

  • Wi-Fi 802.11b agora é Wi-Fi 1;
  • Wi-Fi 802.11a agora é Wi-Fi 2;
  • Wi-Fi 802.11g agora é Wi-Fi 3;
  • Wi-Fi 802.11n agora é Wi-Fi 4;
  • Wi-Fi 802.11ac agora é Wi-Fi 5;
  • Wi-Fi 802.11ax agora é Wi-Fi 6.

No caso do Wi-Fi 6, é um padrão que existe desde 2019, mas que vem passando por melhorias. E em 2020, as empresas começaram a lançar dispositivos com suporte a ele, como roteadores e smartphones.

O Wi-Fi 6 é o próximo passo na tecnologia wireless, que promete aumentar as velocidades de conexão e oferecer um ambiente de rede mais estável para vários dispositivos ao mesmo tempo.

Em relação às velocidades de conexão, o Wi-Fi 6 consegue suportar até 9.6Gbps. Para você ter uma noção, a geração Wi-Fi 5 suporta velocidades até 3.5Gbps. Porém é importante lembrar que ambos esses limites são apenas teóricos, pois dificilmente sua conexão conseguiria alcançar esses níveis de velocidade.

Outro ponto importante é que esse potencial maior de velocidade significa que o Wi-Fi 6 consegue distribuir melhor a velocidade da sua internet entre uma rede de dispositivos, o que significa mais potencial de velocidade para cada aparelho.

wi fi 6 1280x720
Wi-Fi 6 suporta mais dispositivos conectados na rede simultaneamente

Um exemplo prático: se a sua casa tiver dois notebooks, um videogame, uma smart TV e quatro smartphones conectados a uma mesma rede e os aparelhos tiverem suporte ao Wi-Fi 6 e seu roteador também, a internet vai ficar mais estável em todos os aparelhos. Consequentemente, a conexão vai fluir melhor.

Isso porque ao invés de aumentar a velocidade de conexão de cada dispositivo, o verdadeiro objetivo do Wi-Fi 6 é melhorar justamente a condição da rede quando muitos aparelhos estão conectados ao mesmo tempo.

As novas tecnologias do Wi-Fi 6 permitem que os roteadores se comuniquem com mais dispositivos simultaneamente, enviem dados para múltiplos dispositivos no mesmo sinal broadcast (para vários ao mesmo tempo), e ainda permitem que os aparelhos Wi-Fi programem quando irão se comunicar com o roteador. 

Juntos, esses recursos devem manter as conexões estáveis mesmo que mais aparelhos entrem na rede e requisitem dados.

Logo do Wi-Fi 6E
Wi-Fi 6E é uma evolução do Wi-Fi 6

E o Wi-Fi 6E? Este é um novo padrão de rede sem fio que complementa o Wi-Fi 6, liberando as faixas de frequência de 6GHz para conexões desse tipo. Em outras palavras, o Wi-Fi 6E é um Wi-Fi 6 com suporte a redes de 6GHz.

Dessa forma, a rede oferece três bandas: 2.4GHz, 5GHz e 6GHz. Isso permite uma conectividade mais estável e garante uma performance maior entre os aparelhos que são compatíveis. Outra vantagem é que essa oferta maior de canais evita problemas de congestionamento na demanda da rede. De acordo com a Wi-Fi Alliance, o WiFi 6E traz 14 canais novos de 80MHz e sete de 160MHz.

Graças a essa oferta de 1.200MHz a mais, no Wi-Fi 6E a performance em conexões de curta distância — isto é, em aparelhos que não estejam longe do roteador — acaba sendo superior ao Wi-Fi 6.

Quando Mattias recomendou que você use roteadores com Wi-Fi 5 ou 6, ele considerou que nesse “novo normal” as pessoas estão passando mais tempo em casa, conectadas e com demandas de trabalho, escolares e de entretenimento.

O isolamento social e a quarentena fez com que as casas se tornassem, também, escritórios, escolas e cinemas. Essa nova realidade, com mais chamadas de vídeo e streaming de conteúdos diversos, aumentou a demanda sobre a rede sem fio doméstica. Daí a recomendação de se investir em dispositivos com padrões de Wi-Fi que aguentem o tranco.

“Novas tendências surgiram e precisamos nos adaptar. Este é o Wi-Fi para o novo normal e para o futuro.”

Hamilton Mattias, diretor de marketing de produtos da Qualcomm

Quais foram os avanços da Qualcomm?

Logo do Wi-Fi 6 da Qualcomm
Qualcomm anunciou dispositivos com suporte ao Wi-Fi 6 e Wi-Fi 6E

No evento virtual, a empresa mostrou as novidades que devem chegar ao mercado brasileiro entre o final deste ano e o começo de 2021. O diretor de marketing comentou sobre o Wi-Fi 6, Wi-Fi 6E, os chips FastConnect e a plataforma Networking Pro Series.

Os lançamentos anunciados abrangem smartphones e notebooks (dispositivos clientes) e roteadores e access points (APs), que são os provedores de sinal.

A tecnologia Wi-Fi 2×2 está presente em smartphones e tablets. De acordo com a Qualcomm, a nova tecnologia oferece três principais vantagens em comparação ao Wi-Fi 1×1 (uma antena para enviar sinal e uma para receber):

  • Velocidade de internet maior;
  • Cobertura maior, mantendo as velocidades altas mesmo longe do roteador;
  • Maior economia de bateria, porque graças à estabilidade maior o smartphone não precisar dedicar energia à reconexão com a rede.
Dispositivos da Qualcomm que suportam Wi-Fi 6
Chips e plataformas da Qualcomm

A Qualcomm informou que o Wi-Fi 2×2 vai estar disponível em aparelhos com processadores Snapdragon das séries 660 e 800. Os chips da Qualcomm com suporte ao Dual Band (5GHz e 2.4GHz) também possuem Wi-Fi 2×2.

Agora falando sobre o Wi-Fi 6E, a empresa informou que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) deve finalizar sua decisão sobre liberar a banda necessária para que os dispositivos com suporte a Wi-Fi de 6GHz possam operar até o final deste ano.

A empresa anunciou que os dispositivos com chips FastConnect 6700 e 6900 contarão com tecnologia Wi-Fi 6E e Bluetooth 5.2. Entre as vantagens dessa nova tecnologia de Bluetooth, a principal é o compartilhamento do áudio de um dispositivo com mais de um par de fones de ouvido sem fio.

Com isso, de acordo com a Qualcomm, o Wi-Fi 6E deve chegar no Brasil até o início de 2021. A decisão da Anatel vai fazer do Brasil o país da América Latina a estar mais próximo de implementar esse novo padrão de rede sem fio. Confira no mapa abaixo:

Mapa da América da Latina na pesquisa da Qualcomm
Países em amarelo estão com processo de implementação do Wi-Fi 6E em andamento

A empresa também citou, entre as vantagens, a latência baixa e cobertura maior tanto do Wi-Fi quanto do Bluetooth, velocidade maior do Wi-Fi para conteúdos e aplicativos “da nova geração” e qualidade de música “padrão com fio” – só que sem fio.

Em relação ao Networking Pro Series, o diretor de marketing explicou que esta é uma plataforma de Wi-Fi 6 para roteadores. Ela foi desenvolvida com o objetivo de ser um meio para implementar a tecnologia Wi-Fi 6, com uma nova arquitetura de chipset otimizada para ambientes com demanda alta de rede.

Essa plataforma possui quatro modelos: 400, 600, 800 e 1200. Entre as vantagens do Networking Pro Series, Mattias destacou que as conexões continuam confiáveis e seguras mesmo com centenas de dispositivos conectados numa mesma rede, considerando um contexto corporativo.

O que a Qualcomm descobriu na pesquisa?

Uma das principais descobertas da empresa na pesquisa aplicada em usuários da América Latina foi que sete a cada dez pessoas não possuem cobertura de Wi-Fi em todo o ambiente da casa.

De acordo com a empresa, o levantamento foi realizado com 2.305 usuários de smartphones com Android no Brasil, México, Colômbia e Peru. Segundo a pesquisa, experiências ruins com Wi-Fi levou 44% dos usuários a se desconectarem das redes sem fio e passarem a usar seus respectivos planos de dados (3G e 4G).

Infográfico comparando Wi-Fi 2x2 e Wi-Fi 1x1
Comparação entre smartphone com Wi-Fi 2×2 e Wi-Fi 1×1

Em relação ao Wi-Fi 2×2, em testes cegos com dois smartphones — um com Wi-Fi 1×1 e outro com Wi-Fi 2×2 — 76% dos entrevistaram acharam o desempenho do segundo superior ao do primeiro. Após constatarem essa diferença e entender o que a causou, 82% dos usuários disseram que trocariam de marca se sua marca preferida não tivesse smartphones com Wi-Fi 2×2.

De acordo com Hamilton Mattias, implementar essa tecnologia não impacta muito no custo do desenvolvimento de smartphones, mas tem um impacto significativo na experiência dos usuários.

Quais aparelhos têm suporte ao Wi-Fi 6 no Brasil?

Veja abaixo uma lista com os smartphones comercializados no Brasil que atualmente possuem suporte ao Wi-Fi 6:

Logo com roteador da Qualcomm
Mercado brasileiro já tem roteadores que suportam Wi-Fi 6

Confira agora alguns exemplos de roteadores vendidos no Brasil que possuem suporte ao Wi-Fi 6:

Em relação a tablets, o único disponível no Brasil que possui suporte ao Wi-Fi 6 atualmente é o iPad Pro, da Apple. Ainda não há smart TVs que ofereçam suporte a esse padrão de rede sem fio.

Fonte: Qualcomm

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter