Retrospectiva: os melhores jogos do 1º semestre de 2019

2019 tem sido um ano de releituras e trazido diversas surpresas agradáveis. Confira nossa lista dos melhores jogos que saíram até agora

Com a chegada do mês de julho, é hora de fazermos a Retrospectiva dos melhores jogos que saíram até junho de 2019. Este foi um ano com muitas novidades e diversos jogos remakes que nos fizeram reviver a infância.

O ano teve diversas surpresas agradáveis e muitos jogos decidiram reviver novas versões do sucesso que um dia já foram. Ainda assim, não estragou a experiência e têm agradado tanto a crítica especializada quanto os fãs. 2019 está sendo um ano de continuações e releituras, mas mesmo assim está sendo uma disputa difícil de decidir qual está se saindo melhor até agora. Confira abaixo a lista dos melhores jogos que separamos para vocês:

A lista dos melhores jogos de 2019 não foi fácil decidir
A lista dos melhores jogos de 2019 não foi fácil decidir

Resident Evil 2

Revivendo o pesadelo lançado em 1998, Resident Evil 2 é o primeiro jogo do ano da lista de melhores jogos
Revivendo o pesadelo lançado em 1998, Resident Evil 2 é o primeiro jogo do ano da lista de melhores jogos

Revivendo o pesadelo lançado em 1998, Resident Evil 2 é o primeiro jogo do ano da lista de melhores jogos, e trouxe uma pequena amostra de como um jogo antigo pode ser refeito e, ainda assim, trazer inovações. Lançado no dia 25 de janeiro, o jogo acompanha dois pontos de vistas diferentes.

O jogador pode escolher entre Leon S Kennedy, novato da força policial de Raccoon City, que apenas luta por um mundo melhor, ou Claire Redfield, irmã de Chris Redfield, famoso personagem que ficou conhecido por enfrentar a corporação Umbrella. Nós jogamos o game e podemos dizer: é uma magnífica recriação do clássico survival horror. Leia nossa crítica no link abaixo:

Kingdom Hearts 3

A conclusão para a épica saga Disney que emocionou muitas crianças em 2000 finalmente chega após dez anos de espera
A conclusão para a épica saga Disney que emocionou muitas crianças em 2000 finalmente chega após dez anos de espera

A conclusão para a épica saga do RPG da Disney que emocionou muitas crianças em 2000 finalmente chega após mais de dez anos de espera. Kingdom Hearts 3 conta a história de Sora, que se uniu a Donald, Pateta e companhia, para derrotar Xehanort em um duelo entre Luz e Trevas. Existe todo um desenrolar do enredo e de cada personagem envolvido, além deles passarem por diversos mundos do universo da Disney, como Toy Story ou Piratas do Caribe, por exemplo. É uma verdadeira aventura que mexe com o seu coração. Leia a nossa crítica do game:

Metro: Exodus

Metro se destaca por sua dificuldade, onde todo cuidado é pouco, já que tudo que foi fruto da guerra, é um perigo mortal
Metro se destaca por sua dificuldade, onde todo cuidado é pouco, já que tudo que foi fruto da guerra, é um perigo mortal

A franquia Metro, desenvolvida na Ucrânia pelo estúdio 4A Games, é um jogo inspirado nos livros de Dmitry Glukhovsky, que se utiliza de uma Rússia pós-apocalíptica como plano de fundo para toda a trama, não só política, mas emocional.

A história segue os eventos de Metro 2033 e Metro Last Night, onde Artyon e seus companheiros procuram um lugar habitável numa Rússia que sofreu diversos atentados nucleares. Com isso, a única saída era viver debaixo da terra, vagando por túneis de metrô e sobrevivendo, buscando aliados e lidando com o lado mais perverso do ser humano.

Devil May Cry 5

A empresa especializada em caçar demônios, abre suas portas novamente para enfrentar uma nova ameaça
A empresa especializada em caçar demônios, abre suas portas novamente para enfrentar uma nova ameaça

Devil May Cry abre suas portas novamente para enfrentar uma nova ameaça no mundo. Precisando pagar diversas contas e despesas para manter a empresa, Dante se vê obrigado a aceitar o contrato de um estranho chamado V, que decide contribuir diretamente nas investigações. Vendo seus dias contados, V não vê outra saída para resolver a situação, se não contratar os serviços da Devil May Cry.

Os problemas se tornam mais complexos do que pareciam para Dante e sua equipe, pois o demônio ao qual V se refere é mais forte do que eles esperavam. Para piorar a situação, Dante e Nero precisam lidar com seus próprios demônios do passado para poderem resolver o novo problema. Nós jogamos o novo Devil May Cry 5 e tanto a história quanto os gráficos estão incríveis! Leia nossa crítica:

The Division 2

A Division tem que lidar com um vírus liberado durante a Black Friday
A Division tem que lidar com um vírus liberado durante a Black Friday

The Division 2 segue os eventos do primeiro jogo, e leva os jogadores para Washington DC tentando se reconstruir após os eventos de Nova York. No primeiro jogo, um vírus mortal, chamado Gripe do Dólar, foi liberado durante a Black Friday.

Isso acarretou a diversas zonas de contenção e diversas zonas de quarentena sendo formadas em Manhattan, centro econômico de Nova York. Nesse meio, diversos grupos hostis se formaram perante ao caos instalado. Cabia à Division (Divisão) cuidar de alguns casos, além de montar uma base para que as pessoas tenham um lugar onde possam buscar atendimento e se abrigar. No segundo jogo, chegou a vez de Washington sofrer as mesmas consequências do vírus.

Sekiro Shadow Dies Twice

Em Sekiro, morrer faz parte do gameplay
Em Sekiro, morrer faz parte do gameplay

Sekiro se passa no século XVI, no período Sengoku, do Japão e seu protagonista é um shinobi (ninja) que foi deixado para morrer depois que seu mestre foi raptado e sua mão cortada por um samurai. Ao acordar, o ninja descobre que seu braço foi re-moldado por um escultor. Após cuidar do ninja, o escultor passa a chamá-lo de Sekiro, ou “o lobo de um braço só”. Agora, munido de uma katana e sua prótese customizável, Sekiro, irá atrás de quem raptou seu mestre e buscar vingança.

Por mais que o jogo seja muito difícil, padrão dos jogos da linha Souls da FromSoftware, não se assuste: morrer faz parte do gameplay. Porém, o alerta: só é permitido morrer duas vezes apenas. Essa mecânica, no entanto, surpreende no gameplay, podendo dar uma chance contra inimigos ou chefes muito difíceis. Apesar de um game de ação, Sekiro dá uma lição sobre lealdade e combate ninja. Leia nosso review completo:

Mortal Kombat 11

Mortal Kombat 11 estabeleceu mais ainda a ideia de que o jogo veio para continuar o universo e-sports
Mortal Kombat 11 estabeleceu mais ainda a ideia de que o jogo veio para continuar o universo e-sports

É notório o empenho da NetherRealm Studio quando decidiu que a franquia Mortal Kombat deveria sofrer um reboot, em 2011. E os frutos colhidos dessa escolha são os melhores possíveis. Desde Mortal Kombat 9, a narrativa se tornou um dos pontos fortes da franquia, desenvolvendo enredo com personagens que já eram cativantes na cultura pop.

No que diz respeito a jogabilidade, Mortal Kombat 11 estabeleceu mais ainda a ideia de que o jogo veio para continuar o universo e-sports de jogos de luta. Com combos mais difíceis de acertar e redução da quantidade de x-rays permitidos ao jogador, o jogo ainda assim continua divertido. O jogo é facilmente um dos melhores jogos de ação da geração. Confira nossa crítica sobre o game:

Days Gone

Deacon tem que buscar suprimentos e tentar sobreviver o máximo de tempo que conseguir
Deacon tem que buscar suprimentos e tentar sobreviver o máximo de tempo que conseguir

Desenvolvido pela SIE Bend Studio e publicado exclusivamente pela Sony para o PlayStation 4, Days Gone é um game de zumbi que consegue estabelecer seu lugar ao sol, com diversas mecânicas de sobrevivência, apesar da temática aparentemente datada, e merece um destaque nesta lista de melhores jogos até o momento.

O jogo apresenta aos jogadores Deacon e sua motocicleta. Porém, a motocicleta não é apenas um meio de transporte. Para Deacon, é a única conexão que ele tem com o mundo antes do desastre e uma companheira em um mundo caótico. Junto com uma comunidade e uma sociedade que luta para se acertar e tentar voltar a viver com dignidade, Deacon tem que buscar suprimentos e tentar sobreviver o máximo de tempo que conseguir. Leia nossa crítica sobre o game:

Crash Team Racing – Nitro Fueled

Nitro Fueled traz novamente a sensação de pilotar os karts com a turma do Crash Bandicoot
Nitro Fueled traz novamente a sensação de pilotar os karts com a turma do Crash Bandicoot

O sucesso, lançado em 1999 está de volta. Nitro Fueled traz novamente a sensação de pilotar os karts com a turma do Crash Bandicoot em um mundo extremamente divertido. Trazendo as pistas clássicas, o jogo não se preocupou em parar por aí, com as pistas e customizações dos jogos seguintes.

Permitindo customizações no modo aventura, Crash Team Racing ainda deixa que o jogador jogue à moda antiga, até as músicas originais podem ser colocadas para tocar no jogo. Independente de tudo, o que mais vale a pena nesse jogo é jogar com os amigos com a tela dividida. E, com o jogo sendo um pouco difícil até aprender os controles, fica mais divertido ainda ver as pessoas errando os itens ou caindo nas próprias armadilhas. Estamos jogando Crash Team Racing – Nitro Fueled e o review sai em breve.

Super Mario Maker 2

O jogo é uma ferramenta poderosa de criação e edição de fases, capaz de deixar os fãs de Mario satisfeitos
O jogo é uma ferramenta poderosa de criação e edição de fases, capaz de deixar os fãs de Mario satisfeitos

Lançado no final de 2015, Super Mario Maker deu a muito fãs o que eles esperavam por muito tempo: a capacidade de criar suas próprias fases e ainda poder jogá-las com um dos personagens mais icônicos dos videogames: Mario. Porém, com algumas limitações de hardware do WiiU, o jogo não explorava máximo de potencial que ele poderia.

Com melhora de hardware, processamento e gráficos, o Switch se tornou uma excelente plataforma para lançar Super Mario Maker 2. Isso quer dizer que o jogo não só faz o que se espera dele, mas supera as expectativas de possibilidades e de diversão. O jogo é uma ferramenta poderosa de criação e edição de fases, capaz de manter fãs das aventuras 2D do Super Mario satisfeitos por muitos e muitos anos. E, ainda assim, o jogo pode servir para esutdo de game design, onde os jogadores podem testar porque mecânicas ou puzzles funcionam de certa forma ou não.

E o ano ainda não acabou

Dreah Stranding, que será lançado em setembro, pode se tornar um dos melhores jogos de 2019
Dreah Stranding, que será lançado em setembro, pode se tornar um dos melhores jogos de 2019

Por mais que essa lista de melhores jogos tenha data de julho, o ano ainda não acabou. 2019 ainda trará novos jogos, como Death Stranding, a recém criação de Hdeo Kojima, Control, novo jogo da Remedy, responsável por Alan Wake, Gears of War 5, e Pokémon Sword and Shield.

O que achou da nossa lista? Faltou algum game que merecia estar por aqui? Deixe sua recomendação nos comentários abaixo.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: