REVIEW: Concrete Genie (PS4) é uma explosão de cores em um mundo sombrio

Utilizando apenas um pincel mágico e sua criatividade, ajude um jovem a devolver vida a sua cidade natal; confira o review de Concrete Genie

De todos os desenvolvedores internos da Sony, o Pixelopus até o momento não teve muito para mostrar à empresa e a comunidade de jogadores. Seu jogo de estreia, Entwined, apesar da proposta e visuais interessantes, não chamou muita atenção. Porém, agora a equipe de jovens desenvolvedores deu um salto maior com Concrete Genie, um título muito mais ambicioso que se alinha mais com o estilo de títulos de estúdios independentes. Mas isso não significa que o game seja uma obra-prima do PS4 – longe disso. Mesmo assim, é uma aventura bela e carismática que vale a pena ser vivida.

O Showmetech teve acesso a uma cópia de Concrete Genie para PlayStation 4 cedida pela Sony e, após alguns dias de intensa jogatina, trazemos uma análise completa dessa bela história que mistura arte e emoção com uma apresentação de encher os olhos!

Dando vida ao concreto

A história de Concrete Genie começa com a apresentação de Ash, um jovem garoto com um talento artístico. Enquanto ele cuida de seus afazeres, alguns valentões chegam, roubam seu caderno de rascunhos e arrancam todas as páginas antes de enviá-lo ao farol supostamente assombrado só para atormentar sua vida. 

Você está pronto para devolver cores à cidade de Denska?
Você está pronto para devolver cores à cidade de Denska?

Para a trama do game, os principais inimigos de Ash não são apenas os valentões que implicam com ele quase o tempo todo, mas também a cidade de Denska, abandonada e invadida por delinquentes após um acidente que causa uma misteriosa podridão negra que se espalha por todos os locais. Tanto quanto os valentões, a cidade oprime nosso protagonista e faz ele se fechar cada vez mais no mundo de seus desenhos como uma válvula de escape para essa realidade tão sombria e sem cor.

É nesse farol misterioso que a vida de Ash sofre uma reviravolta. O jovem recebe um pincel mágico e, após um tutorial decente que familiariza o jogador com as mecânicas básicas do instrumento, você é incumbido de reviver a cidade pintando murais vivos em suas paredes decrépitas. Saindo da sua mente e das folhas de seus cadernos, as criações de Ash agora podem tomar vida pelas paredes da cidade e seus sonhos se tornam realidades coloridas e brilhantes a sua volta.

Em Concrete Genie, Ash pode dar vida a suas pinturas com um pincel mágico
Em Concrete Genie, Ash pode dar vida a suas pinturas com um pincel mágico

É importante mencionarmos o tutorial, porque os controles da Concrete Genie são um tanto pouco ortodoxos. O nosso personagem principal, Ash, pode ser controlado como você esperaria – ele até consegue escalar algumas construções e fazer alguns movimentos mais arrojados – mas quando você está no modo de pintura, o sensor de giroscópio do DualShock 4 assume o controle do game. 

A boa notícia é que a pintura é maravilhosamente tátil e intuitiva. Depois de destacar o design escolhido, basta pressionar o gatilho R2 e mover o cursor como se estivesse dando uma pincelada. Os controles de movimento não se encaixam bem com todos os tipos de desenho, (você pode trocá-los pela configuração certa seu perfil, se preferir), mas mesmo assim eles tornam o jogo muito acessível e é maravilhoso ter suas ações transformadas em imagens brilhantes e animadas.

As mecânicas de pintura são um pouco limitadas, mas muito intuitivas
As mecânicas de pintura são um pouco limitadas, mas muito intuitivas

No entanto, infelizmente você não pode utilizar o pincel mágico com um estilo livre. A pintura é restrita às páginas que você desbloqueou ou encontrou no mundo aberto em miniatura, cada uma oferecendo novos itens de paisagem, decorações de gênios ou novos gênios para criar. 

Apesar de não ser capaz de pintar qualquer coisa, você tem bastante liberdade dentro dos limites que o jogo coloca diante de você. Além do mais, é quase impossível criar algo que não pareça maravilhoso – mesmo que você não tenha espírito criativo em sua mente. Os frutos do seu trabalho são quase sempre um espetáculo – é satisfatório e certamente trará um sorriso ao seu rosto quando você completar uma pintura.

Os gênios coloridos

Mesmo que Ash seja o protagonista principal do game, são os gênios do título que são as verdadeiras estrelas do show. Pontilhadas em todas as áreas do mapa, há oportunidades para pintar esses monstros que habitam seus murais e, novamente, depende muito de você como eles se parecem. Os gênios não apenas são responsáveis por deixar esse mundo sombrio mais colorido, mas também por tornar a vida e aventura de Ash menos solitária.

Os gênios são criaturas mágicas que ganham vida com o pincel mágico de Ash
Os gênios são criaturas mágicas que ganham vida com o pincel mágico de Ash

Eles podem interagir com você e com os outros gênios de várias maneiras, mas o mais importante é que eles o ajudarão com alguns quebra-cabeças que o mundo do game apresenta diante de você. Porém é preciso deixar claro que Concrete Genie está longe de ser um game com foco em puzzles e desafios, por isso não espere ser surpreendido por eles.

Talvez o elemento mais inusitado do game seja o combate e a forma como ele é introduzido em Concrete Genie. Sem revelar muitos spoilers, basta dizer que o combate faz uma aparição abrupta e de curta duração no final da história do game que pode ser completada em cerca de oito horas. É uma adição muito incomum para uma mecânica que contrasta tanto com o resto do estilo do game. 

Concrete Genie tem um pouco de combate, mas o foco do game continua nas pinturas e desafios dos cenários
Concrete Genie tem um pouco de combate, mas o foco do game continua nas pinturas e desafios dos cenários

Depois de um passeio descontraído e de ritmo suave, enquanto você ilumina e devolve vida à cidade de Denska, você de repente aprenderá a lutar e a surfar – o último dos quais permite que você se mova muito mais rapidamente. É uma mudança chocante, e você precisará se acostumar rapidamente à esse novo estilo de jogabilidade. 

A última hora é gasta em grande parte lutando contra monstros de pintura, como se os desenvolvedores não tivessem muita fé na mecânica de pintar e precisassem adicionar algum elemento de última hora para fortalecer a trama do jogo e capturar a atenção do jogador. É mantido em contexto pela história, é claro, mas é um passo final desajeitado.

O pincel mágico de Ash não serve apenas para dar vida à cidade mas também para protegê-lo de perigos
O pincel mágico de Ash não serve apenas para dar vida à cidade mas também para protegê-lo de perigos

Mas será que, apesar de sua chegada incomum, o combate é feito de forma apropriada? Sim, e é uma adição divertida. Assim como seus gênios, os ataques de Ash surgem na forma de fogo, eletricidade ou vento, e você precisará associar suas habilidades ofensivas aos escudos correspondentes. 

É uma mecânica rápida e frenética que, embora quase nem um pouco especial, é bastante divertida enquanto dura. E isso ocorre exatamente porque tudo se encaixa de forma perfeita aos cenários e contextos que o game cria para manter a mecânica da pintura e do combate unidades e funcionando de forma eficiente.

Todos os tons e todas as cores

Enquanto isso, o estilo artístico de Concrete Genie é deslumbrante e você nunca consegue ficar cansado da qualidade excelente do movimento dos personagens similar à técnica de stop motion. Denska pode inicialmente parecer um ambiente frio e inóspito, mas isso é intencional – é literalmente uma tela sobre a qual você pode decorar com o conteúdo do seu coração. 

O modo Pintura livre permite que você vá para as várias áreas do mapa e comece novamente suas sessões artísticas sem distrações, o que é uma boa opção para os jogadores que buscam uma versão mais simples e confortável do game. Além disso, se você possui o PlayStation VR, também pode entrar em um modo complementar que atua como uma extensão virtual do game que proporciona uma experiência muito interessante e imersiva.

Enquanto o modo VR opera a uma taxa de quadros suave – como é o requisito – o jogo principal falha nesse sentido. Não é um incômodo constante, mas muito estranho para um título de exclusivo do PS4 e que não parece utilizar os recursos de hardware do console de forma otimizada. As animações também podem parecer um pouco desajeitadas, mas, novamente, isso não deve atrapalhar tanto assim. 

Mesmo sendo belo de olhar, ainda falta um certo polimento no game
Mesmo sendo belo de olhar, ainda falta um certo polimento no game

O maior problema de Concrete Genie é ser perceptível que o polimento usual atribuído aos jogos da Sony simplesmente não está lá. Felizmente, este é um título que acaba escapando com erros desse tipo por causa de seu charme. Não é perfeito, mas este é absolutamente um passo na direção certa para a Pixelopus investir mais em próximos trabalhos.

A beleza quase perfeita de Concrete Genie

Concrete Genie é uma experiência charmosa e alegre que abraça a criatividade de uma maneira única. Pintar seu caminho através de Denska é divertido e sem esforço, e os gênios que ajudam Ash em sua aventura são muito divertidos. Embora esse elemento principal do jogo seja bem realizado, o combate parece uma adição tardia, já que está escondido no final. Este e alguns problemas menores impedem o jogo de ser grandioso, mas, no conjunto, isso definitivamente vale a pena ser jogado e não apenas apreciado à distância como uma pintura em uma galeria de arte.

Concrete Genie (PS4)
8/10

Resumo

Se você procura uma aventura simples mas bonita, Concrete Genie será uma ótima escolha. O jogo pode não estar à altura dos grandes sucessos do PS4, mas é uma jornada bela com um toque de emoção que promete divertir o jogador e deixar você com um sorrisso no rosto a cada pincelada dada na tela.

Pros

  • Apresentação maravilhosa;
  • Jogabilidade relaxante e intuitiva;
  • Mensagem positiva e inspiradora.

Cons

  • Combate pouco explorado;
  • Problemas ocasionais de desempenho.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: