Review: Galaxy S10 e S10+ são o resultado de 10 anos de avanços

Review: Galaxy S10 e S10+ são o resultado de 10 anos de avanços 6
O Galaxy S10 e o Galaxy S10+ acabaram de sair do forno e você já pode descobrir se vale a pena comprá-los

Se o Galaxy Note 9 já oferecia a experiência definitiva do Android no fim do ano passado, os novos Galaxy S10 e Galaxy S10+ (ou Galaxy S10 Plus) chegam para provar que há como ir além e entregar ainda mais recursos em um smartphone. Nesta análise, descubra o lado bom e o lado ruim de se ter os aparelhos que comemoram os 10 anos da linha Galaxy S da Samsung:

Pontos positivos:

  • Nova tela Infinity-O é a melhor já criada para um smartphone;
  • Desempenho sem precedentes;
  • Conjunto de câmeras ainda mais completo, com a nova câmera ultra-wide;
  • Recurso PowerShare deixa o S10/10+ recarregar outros dispositivos (incluindo smartphones) sem fios;
  • Longa duração de bateria.

Pontos negativos:

  • Por quase não ter bordas, a tela reconhece a palma das mãos por engano, dificultando a usabilidade;
  • Apesar de agradável esteticamente, o Galaxy S10 e S10+ escorregam com facilidade.

Design

Review: Galaxy S10 e S10+ são o resultado de 10 anos de avanços 7
Traseira: o conjunto de câmeras é o mesmo, mas o tamanho muda

Quando observado por trás, tanto o Galaxy S10 quanto o Galaxy S10+ lembram bastante as versões anteriores dos topos de linha da Samsung, com o conjunto de câmeras localizado acima e o nome da empresa logo abaixo. Mas, duas mudanças são significativas: uma nova câmera toda especial completa o trio e o sensor de impressões digitais não está mais aqui (e eu logo explico o porque).

A área frontal tem ainda mais evoluções: ela é totalmente tomada pelo novo display, denominado Infinity-O. Ele é o responsável por eliminar as bordas, a base e até o topo do aparelho – não há notch aqui – deixando todo o espaço para a tela.

Review: Galaxy S10 e S10+ são o resultado de 10 anos de avanços 8

Numa sacada brilhante, a Samsung conseguiu incorporar as câmeras frontais dentro da tela: uma para o S10 e duas para o S10+ (a segunda é uma câmera especializada em detectar a profundidade da imagem fotografada, melhorando o modo retrato, também chamado de “foco dinâmico”).

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Novo leitor biométrico fica sob a tela

E, como se não bastasse, o sensor de impressões digitais também foi incorporado ao display. Ele agora é “invisível”, graças à tecnologia de reconhecimento biométrico ultrassônico, que lê as digitais diretamente na tela.

Tanto o Galaxy S10, quanto o S10+ têm área frontal de vidro Corning Gorilla Glass 6, laterais em metal e certificação IP68 contra riscos e água. Mas há uma diferença na traseira do aparelho: no S10 é feita de vidro, mas no S10+ ela ganha um acabamento cerâmico todo especial.

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Sim, a entrada para fones de ouvido ainda está entre nós

Finalmente, é preciso parabenizar a Samsung pela manutenção da entrada para fones de ouvido (p2) na base do aparelho, juntamente com a entrada USB Tipo-C, microfone e uma das caixas de som.

Mas, nem tudo são flores: a incômoda tecla do assistente pessoal Bixby ainda está na lateral esquerda (ao menos, agora, é possível remapeá-la para funcionar como um botão de câmera, por exemplo). E o botão para ligar e desligar o aparelho poderia estar um pouco mais próximo do polegar (mais baixo), para facilitar o acesso.

Tela

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
6,1 (S10) ou 6,4 (S10+) polegadas, você escolhe

Agora, o topo de linha da Samsung – em sua versão padrão – conta com uma tela Super AMOLED dinâmica de 6,1 polegadas com resolução Quad HD+ (3040 x 1440 pixels) e proporção 19:9. Note que houve um ligeiro aumento na contagem de pixels, uma vez que a tela não possui notch. Enquanto isso, o Galaxy S10+ oferece uma tela um pouco maior: 6,4 polegadas.

A fabricante apelidou este display de “dinâmico” porque, além de oferecer um mapeamento dinâmico de tons e cores extremamente vibrantes, ele também consegue reduzir a emissão de luz azul sem apresentar qualquer tipo de distorção de cor.

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
A primeira tela com HDR10+

Outro passo importante dado pelas telas do Galaxy S10 e Galaxy S10+ foi a inclusão da compatibilidade com o formato HDR10+, desenvolvido pela própria Samsung. Através deste recurso, o display do smartphone pode reproduzir com exatidão imagens de alto brilho e cores mais intensas (desde que o vídeo reproduzido tenha sido criado com esse padrão).

Em outras palavras, cenas muito claras ou muito escuras são adaptadas e facilmente visualizadas. Além disso, a câmera do Galaxy S10/S10+ também é compatível com esse padrão, então, é possível aproveitar o potencial da tecnologia sem muito esforço, gravando seus próprios vídeos em HDR10+.

Por fim, durante os testes, as câmeras frontais não atrapalharam na visualização do conteúdo. Na verdade, elas são bem mais discretas do que um notch, especialmente se você faz uso dos temas padrões, com papéis de parede que deixam essa área ainda mais discreta.

Performance

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Galaxy S10+ (direita) possui o mesmo processador que o Galaxy S10 (meio) e o Galaxy S10e (esquerda)

Os 4 modelos do Galaxy S10 (S10, S10+, S10e e S10 5G) são fabricados com um processador Exynos 9820 da própria Samsung, em países como o Brasil e o continente europeu. Mas, se você mora nos Estados Unidos ou outras regiões selecionadas do globo, o processador utilizado pode ser o Snapdragon 855 da Qualcomm.

Eles são muito parecidos e compartilham quase todas as mesmas funcionalidades, fazendo com que muita gente nem note a diferença. Mas, em testes, o modelo com o Snapdragon 855 parece ser ligeiramente mais rápido.

[…] o chipset escolhido pela Samsung foi o Exynos 9820.

Para começar, é preciso dizer que, se você está preocupado com qualquer tipo de engasgos ou lentidões, pode se tranquilizar. Afinal, se trata de um chipset topo de linha de última geração e que possui, segundo a Samsung, uma CPU até 21% mais rápida do que a da geração anterior, uma GPU até 37% mais poderosa e uma eficiência até 15% superior.

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Exynos 9820 dá conta do recado

Ou seja: se o Galaxy S9+ já rodava absolutamente todo e qualquer aplicativo da Google Play Store com folga, o Galaxy S10/S10+ vai além e ainda economiza bateria no processo.

Quanto às memórias, no Galaxy S10 temos apenas duas combinações de configuração disponíveis: 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno ou 8 GB de memória RAM e 512 GB de armazenamento interno.

O Galaxy S10+, também tem essas mesmas opções, mas adiciona uma terceira com 12 GB de memória RAM e 1 TB de armazenamento interno. Trata-se de um hardware capaz de satisfazer qualquer tipo de usuário, rivalizando até com computadores.

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Galaxy S10+ possui gaveta “híbrida”

Ah, e, vale lembrar que tanto o Galaxy S10 quanto o Galaxy S10+ suportam cartão MicroSD de até 512 GB, para que você adicione ainda mais memória. Há apenas uma ressalva: como a gaveta para os chips de operadora é híbrida, você vai precisar escolher entre ter 2 chips de operadora ou 1 chip e um cartão MicroSD ao mesmo tempo.

De extra, o Galaxy S10 e o Galaxy S10+ devem agradar aos gamers de plantão. Eles possuem uma tecnologia especial de resfriamento do processador, são altamente otimizados para a Unity Engine (motor gráfico dos melhores games) e ainda carregam consigo tecnologias como a Dolby Atmos Gamer para melhorar o som dos jogos.

Câmeras

No total, o Galaxy S10 possui quatro câmeras, sendo uma delas posicionadas na frente e três delas posicionadas atrás do aparelho. O Galaxy S10+ se diferencia um pouco ao oferecer uma câmera frontal extra.

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Três câmeras traseiras em ambos o S10 e S10+, flash e sensores

E a boa notícia é: as câmeras da Samsung continuam evoluindo. No teste especializado do site DxOMark, por exemplo, a câmera traseira principal do Galaxy S10/S10+ alcançou a marca de 109 pontos. Isto faz dela a melhor câmera do mundo até então.

Essa câmera traseira principal é uma lente grande-angular com resolução máxima de 12 MP e abertura variável de f/1.5 a f/2.4. Trata-se da câmera inaugurada pelo Galaxy S9+ e que também foi utilizada no Galaxy Note 9. Agora ainda mais aperfeiçoada, ela grava vídeos em 4K, HDR10+ e consegue se adaptar a qualquer tipo de iluminação ou cenário. Trata-se da câmera definitiva.

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
O software de câmera do Galaxy S10+

Para completar a câmera principal, temos a lente telefoto e a lente ultra-grande-angular (ou ultra-wide). Esta primeira, que tem 12 MP de resolução e abertura de f/2.4, serve para fotografias com uma dupla perspectiva ou que precisem de um ângulo um pouco menor – é a lente com a menor distância focal.

Em contrapartida, a terceira câmera, chamada de ultra-wide, consegue capturar imagens surpreendentes com seu ângulo de 123º, resolução de 16 MP e abertura de f/2.2. Com ela, você vai sim conseguir encaixar todo mundo da família na foto e, caso seja necessário, também é possível utilizar o zoom óptico de até 2x ou zoom digital de até 10x. Confira algumas imagens capturadas com a câmera ultra-wide:

No software da câmera, é possível alternar entre os três tipos de lentes através de ícones representados por “árvores”. Caso queira utilizar a lente telefoto, basta tocar no ícone com apenas uma arvore. A grande-angular é representada por duas árvores e a ultra-wide é representada por três árvores. Assim, de maneira intuitiva, você sabe que uma câmera captura mais objetos e pessoas do que a outra.

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Alternar entre as câmeras é rápido e prático

Passando para as câmeras frontais, a câmera de selfie principal também merece destaque por ter superado a do Galaxy Note 9. Agora capaz de gravar vídeos em 4K (3840 x 2160 pixels), a lente com resolução de 10 MP e abertura f/1.9 dá conta do recado até mesmo em ambientes escuros. Ah, e, o ângulo de 80º também é bem-vindo na hora de capturar selfies com amigos.

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Modo “Live Focus” volta mais forte

A segunda e última câmera frontal – que só está disponível no Galaxy S10+ -serve para auxiliar em fotografias que utilizam recursos extras do aplicativo de câmera, já que a lente secundária de 8 MP e abertura f/2.2 consegue captar e entender profundidade. Ou seja, no modelo “plus”, há um aprimoramento via hardware em fotos com o Modo Retrato (foco dinâmico), por exemplo, enquanto no Galaxy S10 este aprimoramento se dá somente via software.

Além do já tradicional Foco Dinâmico, vários novos recursos e funções foram implementados ao app de câmera, como um “estúdio fotográfico” com efeitos que você pode testar em tempo real. Também possível criar GIFs sem o auxílio de ferramentas externas, basta escolher no menu e por a mão na massa. Um novo modo de foto que dá destaque a apenas uma cor também foi adicionado – este é muito similar ao já visto nos smartphones da Motorola.

Bateria

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Modelo “plus” realmente entrega mais bateria

Com 4.100 mAh de bateria, o Galaxy S10+ é a versão ideal do novo topo de linha da Samsung para os usuários que necessitam daquela carga extra para finalizar o dia.

Em contrapartida, a capacidade de 3.400 mAh do Galaxy S10 padrão é o suficiente para usuários menos intensos. Se o fator “tamanho de tela” não foi decisivo para você, a bateria é onde o desempate ocorrerá, já que é possível ganhar algumas horas de uso a mais com o modelo “plus”.

Review: Galaxy S10 e S10+ são o resultado de 10 anos de avanços 12
Exemplo de uso do PowerShare

Outro recurso bastante interessante a chegar tanto no Galaxy S10 quanto no Galaxy S10+ é o PowerShare. Através dele, o usuário consegue recarregar basicamente qualquer dispositivo móvel compatível com carregamento sem fio. Queira você recarregar seu smartwatch ou até o iPhone de seu familiar, tudo o que precisará fazer é posicionar o dispositivo de maneira que ele entre em contato direto com o Galaxy S10+ ou o S10.

One UI e recursos extras

Review: Galaxy S10+ é o resultado de 10 anos de avanços
Um Android de cara nova

Adeus, Samsung Experience. Em comemoração aos 10 anos da linha Galaxy, a Samsung lançou em conjunto com o Galaxy S10/S10+ sua nova interface para o Android.

A One UI, que funcionará em conjunto com o Android 9 Pie, deve limpar ainda mais o sistema do seu smartphone da linha Galaxy.

De maneira resumida, pode-se de dizer que a One UI é uma abordagem diferenciada em cima do Material Design do Google. E o resultado disso é um Android 9 Pie menos agressivo e adaptado para telas grandes.

Nele, opções de apps que ficavam no topo da tela dão lugar a um cabeçalho mais limpo e são reposicionadas na base, de mais fácil acesso.

[…]é possível se utilizar de um modo de navegação por gestos próprio da Samsung.

Ah, e, além de tudo estar repaginado, é possível se utilizar de um modo de navegação por gestos próprio da Samsung. Vale dar uma testada e ver se você se adapta.

Conclusão

Review: Galaxy S10 e S10+ são o resultado de 10 anos de avanços 13
Vale a pena?

Com uma tela estonteante, hardware de ponta e as melhores câmeras do mercado, fica muito difícil não recomendar o Galaxy S10 e, ainda mais, o Galaxy S10+. Os novos S10 inauguram o ano definindo o que é perfeição em smartphones Android em 2019. Eles também são os smartphones mais completos do mercado, até o momento.

Os novos S10 inauguram o ano definindo o que é perfeição em smartphones Android em 2019.

Ainda indisponíveis no Brasil, eles estão com data marcada para chegar aqui: 12 de março. Lá fora, os modelos custam partir de US$ 899 (aproximadamente R$ 3.370, sem impostos) nos Estados Unidos.

Especificações técnicas do Galaxy S10/S10+

Abaixo, você confere as principais características do hardware do Galaxy S10/S10+:

Tela Infinity-OGalaxy S10: 6,1 polegadas 
Quad HD+ AMOLED Dinâmico Curvo, 
19:9 (550 ppi), 
HDR10+ com redução de luz azul 
e melhor visibilidade ao sol
Vidro Gorilla Glass 6
Galaxy S10+: 6,4 polegadas, 
Quad HD+ AMOLED Dinâmico Curvo, 
19:9 (438 ppi), 
HDR10+ com redução de luz azul 
e melhor visibilidade ao sol
Vidro Gorilla Glass 6
ProcessadorQualcomm Snapdragon 855 7nm 64-bit Octa-core 
(2.8 GHz + 2.4 GHz + 1.7 GHz) (versão americana) 
Exynos 9820 8nm 64-bit Octa-core 
(2.7 GHz + 2.3 GHz + 1.9 GHz) (versão brasileira)
RedesLTE Cat.20 (2 Gbps download /150 Mbps upload), 
Enhanced 4.4 MiMo, até 7CA, 
LAADual SIM
Versão do AndroidAndroid 9 Pie
Câmera principalTrês câmeras, 
estabilização óptica dupla (Dual OIS), 
Telefoto: 12MP AF (autofoco), 
abertura F2.4, 
OIS e 45 graus de ângulo de visão, 
Grande-Angular: 12MP 2DP AF, F1.5/F2.4, 
IOS 77 graus, 
Ultra-grande-angular: 16MP FF, F.2.2 (123 graus), 
Zoom óptico de até 2x, 
Zoom digital de até 10x
Câmera frontalGalaxy S10: 10 MP 2DP AF, F1.9 (80 graus)
Galaxy S10+: Duas câmeras, 
sendo a principal com 10MP 2DP AF, 
F1.9 (80 graus) 
e secundária RGB
Profundidade: 8MP FF, F2.2 (90 graus)
MemóriasGalaxy S10: 8GB/128GB e 8GB/512GB
Galaxy S10+: 8GB/128GB, 8GB/512GB e 12GB/1TB
Cartão microSDSim
BateriaGalaxy S10: 3.400 mAh
Galaxy S10+: 4.100 mAh
Carregamento 
sem fio
Sim, com Wireless Fast Charging 2.0 
e PowerShare
Impressões 
digitais na tela
Sim, (leitor ultrassônico de digitais)
Desbloqueio 
por face
Sim
Sensoresacelerômetro; 
barômetro; 
sensor de impressões digitais ultrassônico; 
giroscópio; 
sensor geomagnético; 
sensor de ambientes; 
sensor cardíaco;
sensor de proximidade e sensor de luz RGB
CoresGalaxy S10: branco, preto, verde, azul
Galaxy S10+: branco, preto, verde, azul, 
branco cerâmico, preto cerâmico

Leia também

Galaxy S10/S10+
  • Design - 9.5/10
    9.5/10
  • Tela - 10/10
    10/10
  • Performance - 9.5/10
    9.5/10
  • Câmera - 10/10
    10/10
  • Recursos extras - 9.5/10
    9.5/10
9.7/10

Resumo

Apesar de não ser perfeitos, tanto o Galaxy S10 quanto o Galaxy S10+ entregam ótimos recursos como o PowerShare enquanto melhoram: qualidade de tela, performance geral e desempenho de câmeras.

Pros

  • Tela Infinity-O;
  • Desempenho sem precedentes;
  • Conjunto de câmeras está ainda mais completo;
  • Recurso PowerShare;
  • Grande bateria.

Cons

  • Novo leitor de impressões digitais necessita de ajustes;
  • Escorrega com facilidade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

Receba nossas notícias:
[widget id="jackmail_widget-2"]
Holler Box