Review Monitor LG32UD59 – O primeiro monitor 4K da LG

Opera Instantâneo 2018 03 19 092334 www.lg .com  - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG
Testamos o LG 32UD59, o primeiro monitor 4K da LG no Brasil. Veja a nossa opinião sobre ele.

Sempre considerei a LG uma fabricante com bom custo benefício, mas mais recentemente ela se destacou por ser a proprietária da excelente (e cara) tecnologia OLED, o que a colocou em uma posição premium no mercado.

Pois a LG está lançando no Brasil seu primeiro monitor 4K, o LG 32UD59, que chega para atender ao campo mais exigente do mercado, em especial pessoas que trabalham com imagens ou querem jogar seus games na melhor resolução possível.

Tirando da caixa

IMG 0888 720x540 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG

O LG 32UD59 vem desmontado e, à princípio, eu achei que daria um bom trabalho para deixá-lo pronto para uso. Eu estava errado. Em menos de cinco minutos, encaixei todas as peças do pedestal e ele já estava em pé na minha frente.

IMG 0891 720x540 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG
A traseira do monitor, ainda desmontado.

Não é possível colocar o LG 32UD59 preso na parede, o que pode decepcionar aqueles que pretendem usá-lo com consoles e blu-rays, ao invés de computadores. Ele também vem com dois cabos de conexão, um DiplayPort e um HDMI, ambos bem curtinhos.

Design

Opera Instantâneo 2018 03 19 092519 www.lg .com  720x317 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG

O monitor tem um design bastante clean, com bordas finas e apenas o logo da LG e um adesivo da Energy Star na parte frontal. Sua tela, quando desligada, é fosca e se destaca imediatamente. Como não há luzes indicativas, chega a ser difícil diferenciar a tela ligada sem imagens de quando ela está devidamente desligada.

Algo que chamou minha atenção é a total ausência de botões visíveis. Admito que fiquei em dúvida de como ligá-lo, mas ao analisar cuidadosamente, você encontrará um botão escondido na parte de baixo, que serve também como direcional.

É com este botão quase invisível que você liga e desliga o monitor, além de navegar nos menus. A tela é bem fina, e o pedestal é bem ergonômico e fácil de usar. Com ele, é possível inclinar ou ajustar a altura da tela, possibilitando que ela sempre fique em uma posição confortável com pouco esforço. Não é possível girar a tela.

Opera Instantâneo 2018 03 19 092952 www.lg .com  720x305 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG

Conexões

Na parte traseira estão todas as entradas disponíveis. O LG 32UD59 tem duas entradas HDMI, uma DisplayPort, além de uma para fonte de energia e uma para fone de ouvido.

Considero que a de fone de ouvido está bem mal localizada. Um bom lugar para colocá-la, que combinaria design com usabilidade, seria na parte de baixo, ao lado do botão escondido. Isso facilitaria para colocar e tirar o fone, uma vez que ter que fazer isso mexendo atrás do monitor é bem desconfortável.

Basta lembrar que a maioria das pessoas usa o m0nitor com a parte de trás próxima a uma parede ou dentro de um armário.

IMG 0889 720x960 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG
As entradas disponíveis.

As duas entradas HDMI podem parecer pouco para quem está habituado às quatro ou cinco comuns em uma TV, mas para um monitor parece de bom tamanho. Particularmente, eu nunca liguei mais de uma fonte de imagem em um monitor.

De acordo com o manual, há vantagens para se usar a entrada DisplayPort, uma vez que as HDMI só são capazes de usar a frequência de 60 Hz caso você use uma placa Geforce GTX950 ou superior.

Menus e configurações

Para abrir os menus, basta apertar o botão escondido e as indicações aparecerão na tela. O menu principal permite escolher a entrada de vídeo que deseja exibir, desligar ou então mexer nas configurações. Para escolher uma delas, basta mover o botão na direção que deseja, como um joystick mesmo.

Escolhendo as configurações, um menu mais avançado é aberto, no qual você pode configurar coisas simples, como brilho, contraste e nitidez, além de opções mais avançadas.

IMG 0895 720x960 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG

O menu é bem acessível, com várias opções de idiomas (inclusive português) e explicações em texto do que cada função faz.

Há também alternativas pré-definidas de imagem, inclusive algumas calibragens específicas para gêneros de jogos, como FPS ou RTS. Não é o menu de monitor mais avançado que já vi, mas tem as principais funções e configurações, além de ser bem fácil de navegar.

Minha única picuinha é que a direção que minha cabeça dizia que deveria ser cima no direcional, a LG programou como baixo, mas é questão de costume.

O teste de fogo

Com tudo devidamente explorado, era hora de ver o principal: a imagem. Eu já tenho alguma experiência em 4K, pois tenho uma TV, também da LG. É o modelo E7P, top de linha da marca, então seria interessante ver como este monitor, consideravelmente mais barato do que a TV, se sairia em comparação.

IMG 0898 720x540 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG
O LG 32UD59, e sua concorrente da mesma marca, a TV E7P.

Resolvi testar o monitor com o mais próximo de um computador top de linha que eu tenho aqui: um Xbox One X. A configuração foi tranquila. Simplesmente liguei o videogame no monitor com o cabo HDMI fornecido, escolhi a entrada apropriada e pronto.

Estava livre para jogar em 4K e 60 fps. Uma coisa bem útil de usar o Xbox One X para review de um monitor é que ele tem um sistema de diagnóstico, dizendo o que seu equipamento é ou não capaz de fazer. Estes foram os resultados.

IMG 0902 720x540 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG

Foi aí que surgiu a primeira decepção. Como assim o monitor não suporta HDR? Apesar de no diagnóstico do Xbox One X mostrar que o monitor não suporta todos os modos HDR, eu não consegui fazer o recurso ser ativado nem com games nem com Netflix. O que na minha TV mostra Dolby Vision e no Xbox One mostra HDR, no LG 32UD59 aparece apenas como 4K. A profundidade de cor também deixa a dever, pois de acordo com a assessoria de imprensa da LG, aceita apenas 10-bit, sendo incompatível com o superior 12-bit.

Outra coisa que pode decepcionar aqueles que queiram o monitor para jogar em um computador é o limite relativamente baixo de 60 Hz. Uma das vantagens de jogar no PC é aproveitar as frequências mais altas para reproduzir frames por segundo muito superiores a 60 fps. A opinião geral dos gamers, aliás, costuma defender que fps e HDR fazem mais diferença do que o salto em resolução de Full HD para 4K em si, então é bem estranho que um monitor premium como este não tenha investido mais nestas características.

E a imagem?

Felizmente, ao pararmos de analisar siglas e aspectos técnicos e usarmos o monitor para aquilo que ele se destina – ou seja, mostrar imagens – a decepção some. Testei o monitor com vários jogos que rodam em 4K, como Gears of War 4Burnout Paradise Remastered e a boa notícia é que eu sinceramente não vi diferença alguma entre a imagem da minha TV top de linha e o consideravelmente mais barato LG 32UD59. Isso significa que sua imagem é provavelmente superior à de TVs 4K vendidas na sua faixa de preço, embora a maioria delas aceite HDR.

IMG 0903 720x540 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG
Burnout Paradise Remastered fica tão bonito no LG 32UD59 quanto na TV top de linha da LG.

O som, por outro lado, é relativamente fraco. Em um jogo bem focado em músicas com alta qualidade, como o Burnout Paradise Remastered, as canções ficam relativamente abafadas, além de haver alguma distorção no volume máximo, que nem é tão alto assim.

Pelo menos o teste no Netflix, em algo mais focado em vozes, foi bem mais satisfatório. A imagem também ficou muito boa, sem diferenças perceptíveis no conteúdo 4K mostrado no LG 32UD59 e na E7P.

IMG 0904 720x540 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG
O monitor se dá bem também mostrando conteúdo 4K no Netflix.

Ao contrário do HDR e da frequência de imagem, o som é bem menos relevante em um monitor. Se você vai usar com um computador, provavelmente tem caixinhas de som dedicadas. Já se for usar para videogames e vídeos, é bem provável de já ter tudo conectado a um receiver.

LG 32UD59

Embora se posicione como um monitor premium, o LG 32UD59 tem preço sugerido de R$2.999,00, o que o coloca em uma faixa de preço bem próxima à de outros monitores de 32 polegadas com suporte a 4K da concorrência, então acredito que ele esteja até em um custo/benefício bacana, uma vez que tem qualidade de imagem equiparável a uma TV bem mais cara.

screenshot 20180319 092223 720x341 - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG

No entanto, estamos em uma época na qual TVs e monitores são quase a mesma coisa, mas monitores são bem mais caros que TVs. Claro, se você vai usar em um computador, coisas como o excelente suporte ajustável e a entrada de DisplayPort devem fazer diferença. A questão é pensar o quanto essas coisas valem para você e pesar isso na falta que o HDR e uma frequência superior podem fazer.

Opera Instantâneo 2018 03 19 092334 www.lg .com  - Review Monitor LG32UD59 - O primeiro monitor 4K da LG

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe seu comentário:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Receba Notícias por E-mail:

Share via