Conecte-se conosco
Capa Review ZenFone 3 Zoom - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Android

Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

O smartphone possui qualidade de imagem e duração de bateria para ninguém botar defeito.

Lançado em janeiro, durante a CES 2017, com a missão de ser o novo “câmeraphone” da ASUS, o Zenfone 3 Zoom surpreendeu positivamente ao deixar de lado o design do modelo anterior e trazer um sistema de câmeras duplas, uma bateria gigante, corpo em metal e o melhor: um preço competitivo.

Pelo nome, dá pra notar que o foco desse aparelho é a sua câmera, mas será que ele consegue entregar algo além de uma boa câmera para os usuários? A bateria de 5.000 mAh dá quanto tempo de autonomia? A ZenIU evoluiu ou não? Descubra a resposta para estas e outras perguntas em nosso review do aparelho.

Layout e Acabamento

Layout ZenFone 3 ZOOM - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

O design dos aparelhos da ASUS deu um salto gigante em seus novos aparelhos, e não poderia ter sido diferente com o Zenfone 3 Zoom. De todos os modelos mais recentes da fabricante, este é o mais bonito. Deu pra notar que ela se esforçou para melhorar o acabamento do aparelho e teve atenção nos mínimos detalhes.

Seu corpo em metal com linhas arredondadas lembra um pouco um smartphone da Apple em particular, inclusive pelo conjunto de câmeras duplas, mas de certa forma, ele mantém sua originalidade, e em minha humilde opinião, é mais bonito que o smartphone da Maçã.

Na parte frontal está a tela, câmera de selfie, auto-falante para ligações e os botões capacitivos padrões do Android, que continuam sem retroiluminação. Apesar de não serem visíveis no escuro, os botões possuem resposta tátil por meio de vibração, então não fica ruim de usar. Os sensores de iluminação e outros presentes na frente do aparelho não são visíveis.

botoes - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Em uma das laterais, está a bandeja para SIM e cartão MicroSD. O aparelho suporta dual SIM, mas você vai precisar escolher entre colocar dois cartões SIM ou um SIM e o cartão de memória.

Na outra lateral estão os botões de volume e ligar. Eles têm um design chamativo, com os tradicionais círculos concêntricos, padrão da ASUS, mas não funcionam tão bem quanto deveriam. Se você aperta os botões leve demais, chega a sentir o “click”, mas o comando (ligar a tela ou aumentar/diminuir volume) não é computado.

Também existe outro detalhe que me incomoda nesse aparelho em relação aos botões. Por que removeram o botão físico da câmera, que existia no seu antecessor?

Jackie Chan WTF 320x190 - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Quem é realmente amante de fotografia sabe que um botão dedicado faz toda a diferença numa foto, inclusive em smartphones, onde um toque mais sutil no botão faz a câmera focar e ao pressionar o botão até o final a foto é capturada.

Aqui fica meu relato: usar o modo manual do Zenfone 3 Zoom com um botão dedicado para câmera seria mais divertido.

ZenFone 3 Zoom USB Tipo C - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Mas voltando a falar do layout do aparelho… Na parte superior está um microfone e todo o restante foi colocado na parte debaixo do aparelho: um alto-falante, outro microfone, a porta USB Tipo C e a entrada para fones de ouvido.

Na traseira do aparelho está o conjunto de câmeras, logo abaixo os sensores da câmera e flash duplo. Um pouco mais abaixo o sensor de impressões digitais, que eu adorei (conto logo mais os motivos) e quase no final do corpo do aparelho a logo da ASUS, de maneira bem discreta.

Ah, apesar da cor dele ser descrita como “preto” no site da ASUS, na verdade ele tem uma tonalidade de azul bem elegante e muito bonita. Com 170 g ele também é um aparelho leve. Em termos gerais, o aparelho é elegante e bem acabado, não deixando a desejar em nada em termos visuais.

Bateria pra usar e compartilhar

bateria - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Nunca achei que chegaria um dia que smartphones tivessem baterias suficientes para durar um dia inteiro e ainda assim ter carga sobrando pra emprestar. Apesar da ideia ser maluca, é vendida pela ASUS para o Zenfone 3 Zoom.

Equipado com uma bateria de 5.000 mAh, ele é capaz de ficar até três dias inteiros longe da tomada. A ASUS está de parabéns por ter conseguido construir um aparelho com uma autonomia tão exemplar.

Confesso que depois de ter utilizado um aparelho com uma performance tão boa, vou ficar bem mais criterioso em relação à duração da bateria de um smartphone. Afinal, a fabricante não precisou engordar o aparelho apara colocar mais bateria, ou até precisar de módulos ou baterias externas para obter tal desempenho.

Em dias de uso moderado, apenas com navegação, leitura de e-mails e uso de Wi-Fi na maior parte do tempo, conseguir utilizar o aparelho durante três dias. Já em dias de uso mais intenso, com jogos, streaming de músicas e vídeos ele dura “apenas” dois dias, chegando ao final do segundo dia ainda com alguma carga. É muito difícil conseguir drenar a bateria do aparelho em um só dia.

Por conta disso, a ASUS implementou o sistema de recarga reversa, que permite recarregar outros aparelhos com a carga do Zenfone 3 Zoom. Para facilitar, ele vem com um adaptador junto para dar a carga para outro smartphone. Boa sacada da fabricante.

Apesar do ponto super positivo, fica um questionamento. O processador presente no aparelho, um Snapdragon 625, suporta Quick Charge 3.0, mas o carregador do aparelho suporta apenas a versão 1.0 do carregamento rápido, fazendo com que a bateria leve mais de 2 horas para uma carga completa. A solução é: colocar o aparelho na tomada na hora de dormir.

Câmera: um capítulo a parte

Camera ZenFone 3 ZOOM - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Para falar da câmera desse aparelho, vou precisar de muitos parágrafos, então pegue um lanche, se acomoda e senta que lá vem a história…

*Versão para quem não gosta muito de ler (TL;DR): a câmera é sensacional, talvez uma das melhores do mercado na atualidade. A qualidade de imagem é ótima, porém o pós-processamento erra na tonalidade das cores às vezes. A câmera frontal faz fotos excelentes, mas não é surpreendente, porém possui um modos bem interessantes.

isso é tudo pessoal - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Logo abaixo, temos a versão estendida… Brincadeira, dá uma lida que tem muita informação importante.

Agora vamos para o review detalhado sobre a câmera do Zenfone 3 Zoom, que é o item de maior destaque desse aparelho.

Como já falei várias vezes, ele possui um conjunto de duas câmeras com zoom óptico de 2,3x e zoom digital que vai até 12x. A câmera principal tem 12 megapixels, abertura de ƒ/1.7, grande angular e tecnologia ASUS SuperPixel, que consegue capturar cenas em ambiente com pouca luz. Já a segunda câmera, serve para o zoom e também tem 12 megapixels e zoom óptico de 2,3x.

No modo automático, as duas sempre trabalham juntas, e com um simples truque você consegue notar qual das câmeras está sendo usada no momento. Tampando a segunda lente, você continua a enxergar a imagem, mas a partir do momento que você começa a dar o zoom, vai notar a troca de câmeras e verá apenas seu dedo na foto no lugar de uma imagem ampliada. Depois de alguns milissegundos, o software compreende que a segunda lente está indisponível e usa só a outra para dar zoom.

Junto das câmeras, logo abaixo, estão um sensor RGB, usado para correção de cor, um flash duplo com duas cores e um laser, usado para foco automático.

O software da câmera é bem completo. Ele inicia no modo automático, mas com um simples toque na letra “M” bem acima do botão do obturador, você é transportado para o modo manual. E é ai que a mágica acontece. Não que a câmera no modo automático não tive boas fotos. Mas para extrair a capacidade total do aparelho, só no modo manual.

Camera modo manual - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Com o modo manual ativo, você pode controlar o balanço de branco, valor de exposição, ISO, abertura e foco. Quase uma DSLR (ênfase no quase), se não fosse a falta do botão dedicado da câmera. Se deixar tudo no automático, você verá na tela as configurações que o smartphone está atribuindo automaticamente.

No modo automático, só é possível controlar o zoom, que vai até 12x, mas recomendo não passar muito de 2,3x, que é o onde o zoom óptico para e entra um zoom digital. E todos estamos carecas de saber que zoom digital é ruim até em câmeras profissionais, imagine em smartphones.

Aqui estão algumas fotos que tirei com o aparelho durante os testes:

No modo manual, é possível obter resultados excelentes:

vela - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

P 20170424 105257 DF - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Testando o Zoom em fotos:

Coloquei todas as imagens feitas com o aparelho em um álbum no Google Photos, com resolução original.

A câmera frontal vai no sentido contrário da câmera principal. Ela não tem nada de especial e perde feio de câmeras frontais de aparelhos bem mais baratos, como Moto G3, que ainda faz selfies excelentes, entre muitos outros.

E para piorar a situação, vem sempre com o modo de embelezamento ligado por padrão. Embora seja uma função de quase todos os smartphones asiáticos (LG, ASUS, Samsung, Xiaomi, etc, não  sei o que eles pensam, mas eu acho exagerado.

Que custa deixar a câmera frontal com o modo automático de gente normal como padrão?

Para vídeos, todas as configurações do modo manual são possíveis e ele faz vídeos em 4K e Full HD (60 fps). Abaixo estão dois testes de vídeo nas duas resolução, também demonstrando na prática o zoom de até 12x em vídeos.

Devo ressaltar que a estabilização é excelente, se você gravar vídeos sem zoom. A qualidade de áudio também é boa, mas deve se tomar cuidado na hora de gravar para não tapar nenhum microfone, pois isso deixa o som muito abafado.

Software: a parte menos elegante

apps asus - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Assim como todos os outros smartphones da ASUS, a beleza acaba no software. Desde o review do ZenFone 2 que falo que o sistema é cheio de bloatwares e isso diminuiu, mas não mudou por completo.

A primeira dor de cabeça me veio logo que tirei o aparelho da caixa. Sei que o aparelho é recente, mas para quem ler isto no futuro fique atento. Não compre o aparelho usado sem ter contato direto com o vendedor, ou vai ter dor de cabeça para logar com sua conta do Google. O aparelho veio para mim depois do evento ASUS OnBoard, e foi utilizado por outro editor.

Para minha surpresa, mesmo com o hard reset feito, ao tentar efetuar o login em minha conta recebi a seguinte mensagem: “Este dispositivo foi redefinido. Para continuar, faça login com uma Conta do Google que tenha sido previamente sincronizada neste dispositivo.

Sim, sei que isso é uma proteção do Google criada a partir do Android 6.0, e que a ASUS não tem culpa nisso, mas fica o aviso. Eu tive que perder uma tarde procurando tutorias bem complexos para quebrar essa trava.

Terminada essa dor de cabeça inicial, fui para as configurações. A ASUS colocou um assistente até interessante que permite escolher quais apps eu quero ter no aparelho inicialmente, além dos 3998529^10 já instalados. Isso me economizou um tempo na instalação de apps como Messenger, Instagram, Uber, etc.

Agora, quero saber por qual motivo o app do Facebook vem instalado por padrão e sem a opção de desinstalar? Fazia um tempo que não tinha mais este app comedor de bateria no meu aparelho e agora me vi forçado a usá-lo. Fora este, existem os outros apps que vêm no aparelho que não vale a pena nem citar. Se você odeia Android cheio de apps extras e funcionalidades a mais, este aparelho não é para você.

A ZenUI parece não ter melhorado nada com o passar dos anos, e me lembra a mesma que usei ainda no Zenfone 2. Tem até erro de português em alguns apps. Meu primeiro movimento para melhorar isto foi instalar um outro launcher. A sensação de upgrade é imediata.

Ah, e sem contar que o aparelho, até o momento da publicação desse review não recebeu o Android 7.0 Nougat. Um aparelho que chegou em 2017, já poderia ter vindo com o sistema mais recente, levando em conta que até aparelhos do ano passado já foram atualizados. E o mais engraçado é que o aparelho promete fotos em RAW, mas só no Android 7.0…

Outro ponto a se notar é que a ASUS não costuma atualizar seus aparelhos em duas versões do Android, ou seja, o Android 7.0 Nougat deve ser o último que ele receberá.

Ignorando a parte ruim, o sistema tem algumas adições interessantes, como os toggles de lanterna, calculadora e etc que ficam na barra do Android. O aplicativo de otimização do aparelho também é legal e conta com vários recursos.

Desempenho: rápido o suficiente

desempenho - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Equipado com um processador Qualcomm Snapdragon 625, 3 ou 4 GB de RAM, GPU Adreno 506, ele consegue executar tarefas com agilidade de sobra. Não engasga em momento algum e possui fluidez mesmo na troca de aplicativos mais pesados.

Em jogos, o aparelho se porta bem, não esquenta e dá conta do recado. A belíssima tela Amoled ajuda a enaltecer a experiência de uma boa jogatina. E o aplicativo Game Genie da ASUS é uma mão na roda para quem grava suas gameplays no celular. Ele grava a tela do jogo e a câmera frontal ao mesmo tempo. E o app sempre abre no momento que um jogo é aberto, permitindo até transmitir o jogo ao vivo.

A versão que testei possui 128 GB de memória interna, então mesmo entre várias fotos em alta resolução, vídeos em 4K, séries e filmes baixados da Netflix e muitos aplicativos, vai demorar um bom tempo para lotar esse espaço.

O sensor de impressões digitais é outra parte desse aparelho que merece destaque. Ele é o melhor que já vi funcionando. Extremamente rápido e preciso. E apesar de alguns discordarem, considero sua posição acertada. Em meu uso, preferi o sensor na parte de trás, pois sempre tirei o celular do bolso já desbloqueado de maneira bem natural.

Para os que defendem sensor na frente: acho que essa posição só é útil quando ele está em uma mesa, e para mim, quando o aparelho está nessa posição, estou em frente a um computador, onde não necessito utilizá-lo.

Para os que defendem o sensor na lateral: parece ser a melhor posição, mas a única empresa que colocou o sensor ali foi a Sony, e me desculpem, mas além de deixar o aparelho mais espesso, a Sony colocou um sensor de péssima qualidade no Xperia Z5. De tanto tentar desbloquear o aparelho, eu (que possuo um) sempre prefiro digitar a senha. Se melhorou nos posteriores, melhor…

Conclusão

conclusao - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra

Para quem não indico: para usuários que querem um aparelho com Android puro, sempre com a melhor versão do sistema e com uma excelente câmera para selfies.

Para quem indico: Se você procura um smartphone elegante, com uma boa pegada, tela Amoled de qualidade, um dos melhores sensor de impressões digitais do mercado e uma câmera que não faz feio, o Zenfone 3 Zoom é uma excelente opção de compra.

Se seu foco é fotografia, seja ela profissional ou amadora, e não selfies, e um aparelho que fica até 3 dias sem pedir tomada, ele é uma compra mais que certa. Fotógrafos e entusiastas de fotografia vão adorar o aparelho e seu modo manual, apesar do automático não decepcionar.

Preço e disponibilidade

Falando dos preços, ele pode ser encontrado a partir de R$ 1.709,91, na versão de 32 GB e 3 GB de RAM nas cores preto ou prata.

A versão com 64 GB de armazenamento interno e 4GB de RAM, que é a que recomendo, pode ser encontrada por R$2.199,00. E por fim, toda poderosa versão com 128 GB de armazenamento e 4 GB de RAM pode ser encontrada por R$2.499,00 na loja oficial da ASUS ou por R$ 2.249,90 à vista no Kabum.

Review em Vídeo:

Especificações técnicas

SIMDual SIM
Tipo de Tela5,5″ AMOLED
ProcessadorQualcomm Snapdragon 625 rodando a 2 GHz
Sistema OperacionalAndroid 6
Memória RAMaté 4 GB
Armazenamentoaté 128 GB
Resolução da Tela1920 x 1080
Câmera PrincipalDUAL: 12MP + 12MP
Câmera Frontal13 MP
Wi-Fi802.11 B/G/N
GPSGPS, aGPS, Glonass, BDS
Cartão MemóriaMicroSD até 2 TB
ÁudioResolução de áudio 192kHz/24-bit standard 4x melhor que a qualidade de CD. Autofalante com estrutura com 5 imãs para som mais alto e menos ditorção. Suporte para fonescom DTS (Digital Theater System).
SaídasUSB Tipe C
Plug padrão para fonesde ouvido 3.5mm
Bateria5000 mAh
RádioRádio FM
Conteúdo da EmbalagemTelefone

Carregador

Fone de Ouvido

Cabo de dados

Manual do usuario

Cartão Garantia

Cabo para carregamento reverso

Garantia12 meses
Peso do Produto0,17 Kg
Dimensões15,2 cm X 7,5 cm X 0,7 ~ 0,7 cm
Adaptador de Energia10,00 W
4GLTE Cat4 150 Mbps
Proteção da TelaGorila Glass 5

Zenfone 3 Zoom

R$2.199,00
conclusao - Review: ASUS Zenfone 3 Zoom; câmeras e bateria de sobra
9

Design

9/10

Câmera

9/10

Performance / Conectividade

9/10

Bateria

10/10

Preço

8/10

Pros

  • Design elegante e pegada firme
  • Câmera excelente
  • Bateria além da conta
  • O Melhor sensor de impressão digital
  • Tela Amoled

Cons

  • Sistema desatualizado
  • Intervenções da ASUS
  • Câmera frontal deixa a desejar
Continue lendo
Advertisement

Desenvolvedor web, técnico em eletrônica, geek desde criança, nerd e gamer caixista, ama Halo e Gears of War mas está esperando a SEGA lançar outro console porque é fã de Sonic. Entusiasta de tecnologia em geral, ama robôs e PC gaming.

Comentários
Subir