Samsung creative startups

Samsung Creative Startups acelera edtechs brasileiras, conheça os projetos

Avatar of bruno martinez
Samsung Creative Startups vai acelerar projetos que visam melhorar o ensino remoto e melhorar a interação entre alunos e professores

A Samsung divulgou a lista com os 14 projetos finalistas do Batch #5, a última etapa do Samsung Creative Startups, programa de aceleração de startups promovido pela empresa desde 2016.

Todos os anos a Samsung escolhe temas diferente para o Samsung Creative Startup. Diante dos desafios enfrentados no setor de educação no ano passado, devido a pandemia do novo coronavírus, a empresa decidiu apostar também na aceleração de edtechs, como são chamadas as startups de educação. Das 14 startups selecionadas, quatro delas possuem projetos voltados para a área da educação.

Paulo Quirino, coordenador do programa Samsung Creative Startups, afirmou que a pandemia apenas acelerou os planos da Samsung. Segundo Quirino, a empresa já tinha identificado a necessidade de acelerar projetos capazes de promover a digitalização da educação e com desafios causados com a pandemia a empresa percebeu que “essa demanda poderia ser atendida com eficiência pelo programa Samsung Creative Startups”. 

As edtechs selecionadas receberão treinamento, mentoria e aporte financeiro de até R$ 200 mil reais que deverá ser investido no desenvolvimento de serviços e produtos, seguindo as regras da Lei da Informática, conforme divulgou a Samsung. 

Samsung creative startups
Um dos destaques da edição são projetos baseados em realidade aumentada

“Temos como propósito no Samsung Creative Startups detectar o potencial de transformação da sociedade, buscando startups que forneçam o empoderamento por meio da tecnologia para tornar o mundo melhor. Em um momento no qual as conexões de internet se tornam mais rápidas e eficientes, as edtechs se tornam fundamentais porque trazem soluções para a educação acompanhar a nova realidade tecnológica.”

Paulo Quirino, Coordenador Nacional do Programa Creative Startups da Samsung

Conheça um pouco mais sobre os projetos educacionais selecionados no Samsung Creative Startups

Dos quatro projetos voltados para educação, selecionados no Batch #5 do Samsung Creative Startups, três são de Manaus e apenas um de São Paulo. As startups oferecem soluções para melhorar o ensino remoto, criação de plataformas baseadas em Realidade Aumentada (AR) para estimular a interação, gamificação, entre outras. A seguir, conheça mais detalhes sobre cada um:

CAEx — São Paulo

A proposta da startup é desenvolver uma plataforma interativa para o ensino fundamental. Usando Realidade Aumentada (AR) e um dispositivo mobile para criar laboratórios imersivos de matemática e ciências. Assim, professores e estudantes poderão interagir mais durante as aulas, permitindo, inclusive, que os alunos assimilem o conteúdo com mais facilidade. 

GAWA — Manaus

Samsung creative startups
A GAWA estimula a coleta seletiva através da gamificação

A startup tem como foco a educação ambiental e usa a gamificação como para estimular coleta seletiva. A plataforma segue o modelo arcade ou fliperama e o jogo só é iniciado se a pessoa recolher resíduos recicláveis como tampinhas plásticas, por exemplo. O coletor interativo, usa Inteligência Artificial (IA) e pode interagir, por meio de mensagens, quando a pessoa se aproximar da máquina.

Além de estimular estudantes a realizar a coleta de itens recicláveis, o projeto ainda incentiva outros setores da sociedade a participar, já a ideia é fazer com que os alunos ganhem pontos ao realizar o descarte e troque os pontos por produtos, brindes ou descontos em empresas parceiras do projeto.

LAZU — Manaus

Samsung creative startups
LAZU prepara estudantes para os principais vestibulares do país e o ENEM

A plataforma LAZU é voltada para estudantes do ensino médio e conta com um banco de dados com questões e conteúdos para facilitar a preparação para exames admissionais como vestibulares, provas específicas de algumas instituições e ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio).

MANAÓS TECH — Manaus

Utilizando Realidade Aumentada (AR), a edtech está desenvolvendo uma plataforma capaz de oferecer quatro cursos para estudantes entre 5 a 16 anos, usando a metodologia STEAM, que integra conhecimentos de Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática. A Manaós Tech, quer usar AR para estimular os alunos na aprendizagem de conteúdos como lógica, pensamento computacional, robótica, desenvolvimento de jogos e aplicativos, linguagens de programação como Python, Desenvolvimento Web, Unity 3D, entre outros.

Samsung creative startups
Manaós Tech oferece quatro cursos diferentes desde robótica até desenvolvimento de aplicativos

Confira também os cursos gratuitos do Samsung Ocean de março, com destaque para Jornada Python.

Fonte: Samsung; Anprotec

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados