Saturday Night Live inova com primeiro episódio do programa gravado via Zoom

snl
Gravado através de videoconferência, Saturday Night Live contou com Tom Hanks falando de sua casa sobre ter contraído a COVID-19
Anúncio
Saturday Night Live inova com primeiro episódio do programa gravado via Zoom

Conhecido não apenas por ser o programa de comédia mais longevo da TV dos Estados Unidos mas também por estar constantemente se reinventando com o passar dos anos, o Saturday Night Live (SNL) fez história mais uma vez neste sábado (11) ao se tornar o primeiro programa de comédia a ser transmitido ao vivo por videoconferência.

Essa edição “em quarentena” do humorístico foi possível com o uso do Zoom, o programa para chamadas de vídeo em grupo que, apesar de possuir alguns problemas de segurança, se tornou o aplicativo mais usado no mundo todo por pessoas que precisam trabalhar de suas casas ou apenas se comunicar com os amigos e familiares.

E, mais do que uma ferramenta, o Zoom foi um dos personagens principais do episódio, tendo sido usado como tema de diversos quadros e piadas durante os 90 minutos do programa. E, como não havia a possibilidade dos comediantes interagirem pessoalmente entre si – um dos pontos altos do programa – o resultado final ficou bem diferente de um episódio padrão de SNL.

Saturday Night Live a distância

Saturday Night Live via zoom
Edição histórica do programa utilizou o aplicativo de chamadas em vídeo Zoom durante toda a gravação (Imagem: The Verge)

A necessidade de distanciamento social criou diversas dificuldades para a gravação do programa Saturday Night Live – afinal, todo os cenários montados, objetos de cena e câmeras profissionais de um estúdio de TV foram trocados pelos ambientes caseiros dos participantes do programa, que gravaram tudo utilizando suas webcams e microfones que estão longe de possuir a mesma qualidade que estamos acostumados a ver na TV.

Ao mesmo tempo, os próprios comediantes que compõe o elenco de Saturday Night Live também tinham suas próprias limitações, pois além de não haver a possibilidade de dividir a mesma cena com outra pessoa, o fato de todo o programa ser gravado em webcams impedia o uso de uma comédia mais física, já que praticamente a única parte do corpo que estava sempre em foco era o rosto deles.

Mesmo assim, isso não impediu o elenco de Saturday Night Live a criar uma versão o mais próximo possível daquela que estamos acostumados a assistir, e houve um esforço para tentar manter o mesmo formato de um convidado abrir o show com um monólogo, que então é seguido pelos diferentes quadros de humor daquele episódio.

E, para este episódio tão especial, o convidado para apresentar o programa foi ninguém menos do que Tom Hanks. O aclamado ator foi um dos primeiros famosos a revelar que havia contraído o COVID-19 e a se recuperar dela, e apresentou um monólogo em que fala sobre sua experiência com a doença e sobre poder apresentar um programa ao vivo da cozinha de sua casa.

tom hanks snl
Tom Hanks apresentou a primeira edição do Saturday Night Live a distância da cozinha da própria casa (Imagem: AP)

Como era de se esperar, nem todos os quadros apresentados foram bem recebidos pelo público, e alguns deles era possível perceber que poderiam ser bem melhores se o programa estivesse sendo gravado em estúdio, mas o programa apresentou algumas boas versões de comédia via Zoom.

Uma delas foi um quadro onde o elenco finge estar participando de uma reunião de uma empresa de vendas via Zoom, e que acaba tirando sarro de duas coisas muito comuns para quem continua trabalhando neste período de quarentena: o fato de, mesmo a distância, muitas empresas ainda não terem ideia de quem são os funcionários importantes para participar de uma reunião (como, por exemplo, chamar as recepcionistas para uma reunião de vendas) e também sobre as dificuldades que as pessoas mais velhas muitas vezes passam ao serem obrigadas a lidar com as novas tecnologias.

Outro quadro de destaque foi o tradicional Weekend Update, com Colin Jost e Michael Che se esforçando para tentar comentar de maneira satírica sobre as principais notícias da semana. E, mesmo que Michael tenha corretamente colocado que fazer piadas para a câmera sem nenhum público presente parecer aqueles vídeos de sequestradores pedindo por resgate, a dupla consegue fazer um bom trabalho via Zoom.

Claro, este não é o futuro do Saturday Night Live, que certamente irá retornar para o formato tradicional em estúdio assim que for possível, mas é uma maneira diferente de se pensar um programa de comédia em tempos onde todos devem ficar presos em suas casas – e, quem sabe, não servirá de inspiração para o surgimento de todo um novo estilo de comédia voltada para o público na internet.

Fonte: The Verge

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter