Service marketplace: ferramenta para freelancers chega ao linkedin. Anteriormente exclusiva para os estados unidos, o service marketplace agora chegará a todos os usuários. Confira a novidade

Service Marketplace: ferramenta para freelancers chega ao LinkedIn

Avatar of lucas gomes
Anteriormente exclusiva para os Estados Unidos, o Service Marketplace agora chegará a todos os usuários. Confira a novidade

As redes sociais atualizam diariamente com várias funções novas, dando oportunidade para maiores interações ou ampliando suas funcionalidades. Hoje falaremos do LinkedIn, rede social da Microsoft utilizada para fins profissionais, e sua atualização trazendo o Service Marketplace, uma nova ferramenta que é voltada para atividades freelancers. Confira!

Conhecido mundialmente como a rede social que ajuda a impulsionar seu currículo, bem como te aproxima de perfis empresariais, o LinkedIn ajuda, diariamente, muitas pessoas a encontrarem empregos. Geralmente você precisa apenas preencher seu perfil, incluir suas experiências profissionais e tudo mais o que um currículo exige e pronto! Já está disposto para ver e ser visto, aumentando um pouco mais suas oportunidades de ser contratado.

Mas nem todo mundo busca, necessariamente, um emprego fixo. Às vezes o candidato almeja apenas algum — como é conhecido nacionalmente — bico ou até algum trabalho que não requeira uma contratação em CLT. Estes casos também são conhecidos como “freelancers”, as pessoas que possuem vínculo com alguma empresa por trabalhos menores ou menos compromissados, oferecendo sua mão de obra para trabalhos específicos e remunerados.

Service marketplace: ferramenta para freelancers chega ao linkedin
Service Marketplace: ferramenta para freelancers chega ao LinkedIn

Com a nova ferramenta do LinkedIn, o Service Marketplace, será possível que usuários da rede social ofereçam seus serviços como freelancers, em complemento à oferta de vagas de emprego fixo.

A rede social da Microsoft ainda incluiu várias outras funções, junto com o Service Marketplace. Uma delas é o novo filtro para buscas de empregos fixos que podem variar entre remoto, híbrido ou presencial. É possível também ligar a função “Open to Work” (algo como “Disponível para Trabalhar“), em que evidencia sua disponibilidade atual para que recrutadores possam te localizar e entrar em contato. O candidato ainda pode configurar seu perfil para encontrar empresas que solicitam comprovação de vacina, aumentando ainda mais a segurança dos envolvidos.

Selo open to work expõe a disponibilidade do usuário em ser contratado
Selo Open to Work expõe a disponibilidade do usuário em ser contratado

Nos Estados Unidos, o LinkedIn liberou o Service Marketplace para um pequeno teste em fevereiro deste ano, e desde então, cerca de 2 milhões de usuários — em relação aos 800 milhões de perfis que existem no mundo todo — já utilizaram a ferramenta para freelancers. A ferramenta ficará disponível para todos os usuários em breve, facilitando a busca de candidatos e empresas que possuam interesse nesse tipo de prestação de serviço.

Veja também:

Você sabia que o LinkedIn foi retirado na China? Entenda!

Fonte: TechCrunch.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
3
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados