Showmetech testa internet em vôo com Airbus A380

Showmetech testa internet em vôo com Airbus A380 6
Aproveitando uma viagem com o Airbus A380 no trecho Hong Kong - Dubai, testamos a conexão de internet oferecida pela Emirates.

Airbus A380 no aeroporto de Hong Kong / foto: Henri Karam

A primeira informação deste post é também a mais importante: ele foi publicado direto da cabine de um Airbus A380 a cerca de 11 mil metros do chão.

Viajar de avião com acesso a internet até pouco tempo era impossível. Mas nos últimos anos, algumas empresas começaram a disponibilizar o serviço em determinadas rotas. Aproveitando uma viagem com o Airbus A380 no trecho Hong Kong – Dubai, testamos a conexão oferecida pela Emirates.

Nas primeiras 5 horas da viagem, o serviço não funcionou, possivelmente por conta da posição do satétite usado para enviar e receber os dados. Após algumas tentativas, consegui fazer a conexão quando o avião sobrevoava a cidade de Ajanta, na Índia.

Mapa de vôo do Airbus A380 na hora da conexão

A internet é cobrada. Para smartphones o custo é de US$ 2,75 (cerca de R$ 6,30) por 5 MB ou US$ 10 (cerca de R$ 23) para 30 MB. Já quando você usa o Wi-Fi do computador, os preços mudam:  US$ 7,50 para 15 MB e US$ 20 para 100 MB de dados.

Opções de plano para notebooks

Ao escolher o plano, existe a opção de bloquear o serviço ao atingir o limite de dados ou pagar um valor extra a cada 100 KB utilizados.

Pra não ter surpresas, escolhi a opção de encerrar a conexão ao atingir o limite. Depois, basta fazer um breve cadastro e digitar as informações do cartão de crédito para liberar o acesso.

Assim que o serviço é ativado, uma tela no navegador indica a quantidade de dados utilizada. Decidi conectar meu smartphone em vez do notebook  para aproveitar o Whatsapp.

Contador de dados para monitorar o uso do plano

No caso dos smartphones, a primeira dica é desabilitar a sincronização de dados em segundo plano. Assim, você não desperdiça seus preciosos MB com aplicativos que não estejam sendo usados ou com atualizações.

Para começar, decidi fazer alguns testes com o Facebook e o Instagram. Logo percebi que os dois apps iam torrar meu plano em poucos minutos. Por isso, olhei rapidamente minhas notificações e fechei os dois aplicativos (fui no gerenciador de aplicativos e escolhi a opção “forçar encerrar” para que não ficassem rodando em segundo plano).

Aproveitei também para fazer um teste com o Ookla Speedtest. Para download, a velocidade foi de 0,41 Mbps e para Upload 0,67 Mbps. Nada mal pra quem voava a 900 Km/h.

Teste de velocidade da internet no Airbus A380 da Emirates

Em seguida, fiz uma atualização dos meus e-mails. Como era domingo no Brasil, não tinha muitas mensagens e consegui visualizar todas sem problemas.

Após checar as mensagens, passei a utilizar o Whatsapp para falar com os amigos. Fiquei mais de uma hora mandando mensagens e algumas fotos da cabine do avião e não gastei nem 10 MB. Ou seja, vale muito a pena!

Já havia tentado utilizar serviços semelhantes em outras companhias, sempre sem sucesso. Foi divertido ficar conectado no avião e espero que logo mais companhias ofereçam o serviço (se possível, de graça!).

Você já utilizou o serviço em outra companhia? Conte pra gente sua experiência!

2 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Usei isso na US Airways no ano passado em dois trechos dentro dos EUA, no trecho internacional entre o Brasil e os EUA não havia o serviço.
    Não cheguei a pagar pelo serviço, lembro que o preço não era nada agradável e não precisava tanto assim do serviço, então usei somente o gratuito que durava 15 minutos.

    Lembro que a velocidade foi a contento e consegui fazer uns posts no Facebook para comentar com meus amigos que estava postando de dentro do avião em pleno voo.

Receba notícias por e-mail

Receba notícias no seu e-mail
Holler Box
%d blogueiros gostam disto: