Snapdragon spaces melhora criação de apps para realidade aumentada

Snapdragon Spaces melhora criação de apps em realidade aumentada

Avatar of otávio queiroz
O Snapdragon Spaces deve lançado em 2022 e poderá ser baixado para smartphones Android compatíveis e que tenham processadores Snapdragon

Atualmente, diversas grandes empresas do mercado global já vêm investindo em seus próprios metaversos. Apesar disso, poucos são os projetos anunciados compatíveis com smartphones. Pensando nisso, a Qualcomm revelou a sua mais recente iniciativa voltada à esses novos mundos virtuais. Chamado de Snapdragon Spaces, o projeto permitirá que programadores recorram a headsets e óculos de realidade aumentada enquanto trabalham nas suas criações.

A novidade foi apresentada na mais recente edição do evento Augmented World Expo. A plataforma de desenvolvedor contará com um kit que ajudará os desenvolvedores a expandir os aplicativos existentes e criar novos para aproveitar as vantagens dos dispositivos de Realidade Aumentada, criando novas experiências imersivas. O Snapdragon Spaces promete abrir o leque de possibilidades no que se refere a aplicativos para headsets e óculos de realidade aumentada em smartphones.

Snapdragon spaces xr developer platform
Snapdragon Spaces terá suporte para mapeamento espacial, detecção de planos, rastreamento e reconhecimento de objetos (Foto: Reprodução/Qualcomm)

Ao contrário das plataformas de desenvolvimento de jogos mais tradicionais, como Unity e Unreal Engine, a Snapdragon Spaces oferecerá um conjunto de ferramentas que promete facilitar o desenvolvimento de aplicativos que precisam reconhecer e interagir com o mundo real usando realidade aumentada — graças ao suporte para mapeamento espacial, detecção de planos, rastreamento e reconhecimento de objetos.

A proposta da Qualcomm é, em um futuro não muito distante, substituir todas as telas por um único dispositivo acoplado sobre a cabeça que permitirá executar todas as funções. Segundo o vice-presidente da marca, Hugo Swart, a humanidade caminha para um mundo onde as tradicionais “telas 2D realmente desaparecerão”. A fala demonstra o interesse da companhia em realizar uma fusão de mundos virtuais e físicos, algo semelhante ao que o Meta (antigo Facebook) está tentando fazer.

Snapdragon spaces xr developer platform
Objetivo da Qualcomm é substituir todas as telas por um único óculos (Imagem: Reprodução/Qualcomm)

Durante a apresentação, a Qualcomm informou que o Snapdragon Spaces XR Developer Platform poderá ser baixado para smartphones Android compatíveis e que tenham processadores Snapdragon. A empresa norte-americana ainda revelou também que já estabeleceu parcerias com empresas como a Niantic e operadoras como a T-Mobile, além de fabricantes como Lenovo, Motorola, Oppo e Xiaomi. No caso da Lenovo, os seus óculos inteligentes ThinkReality A3 serão um dos primeiros a serem compatíveis com a nova plataforma da Qualcomm.

Desenvolvedores terão papel importante

Para encorajar o desenvolvimento de realidade aumentada, a Qualcomm também lançou o seu programa Snapdragon Spaces Pathfinder, que pretende apoiar e promover novos projetos relacionados a essa tecnologia. Com isso, a Qualcomm irá oferecer a tecnologia de plataforma sem custos, financiar projetos, produzir ações de marketing em conjunto, realizações promoções e, claro, entregar kits de desenvolvimento de hardware para o Snapdragon Spaces.

Atualmente, o Snapdragon Spaces já está sendo testado por uma quantidade restrita de desenvolvedores. A expectativa é de que a plataforma se torne disponível para todos os usuários a partir de 2022.

Veja também:

A Qualcomm está empenhada em trazer soluções tecnológicas para transformar a vida das pessoas. Em setembro, ela apresentou soluções para a integração urbana.

Fonte: Qualcomm.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados