Telescópio chinês pode ter detectado sinais de civilizações alienígenas

Telescópio chinês pode ter detectado sinais de civilizações alienígenas

Avatar of lucas gomes
O telescópio chinês FAST, popularmente conhecido como Sky Eye, pode ter encontrado traços de tecnologias alienígenas. Veja a novidade!

Quando se trata de assuntos alienígenas, muitos olhares se viram para saber quais as novas informações sobre os possíveis seres que ocupam o espaço. Algumas tecnologias oferecem certa capacidade de enxergar além do nosso planeta, como é o caso do Sky Eye, um telescópio chinês de disco único que possivelmente identificou sinais de civilizações alienígenas. Entenda o caso.

O telescópio chinês

De acordo com pesquisadores da Universidade de Pequim, o telescópio FAST — sigla para Aperture Spherical Radio Telescope, que significa algo como “Radiotelescópio Esférico de Abertura” — conseguiu identificar traços de tecnologias e civilizações alienígenas fora da Terra. A nota foi publicada nessa última terça-feira, 14 de junho, no Science and Technology Daily, o jornal oficial do Ministério da Ciência e Tecnologia local.

O telescópio chinês fast teve seu disco finalizado em 2016, está localizado na província de guizhou e está estimado em us$ 171 milhões. Reprodução: bloomerang
O telescópio chinês FAST teve seu disco finalizado em 2016, está localizado na província de Guizhou e está estimado em US$ 171 milhões. Reprodução: Bloomerang

O FAST também é popularmente conhecido como Sky Eye, pelo seu formato similar a um grande olho direcionado para o céu — como sugere a tradução de seu nome popular. O equipamento é um disco com 500 metros de diâmetro que funciona para captar alguns sinais de acordo com os estudos ou trabalhos realizados na região.

Outros relatos

O cosmólogo Zhang Tongjie, conhecido também pelo apelido de “o maior caçador de alienígenas da China”, disse que o Sky Eye localizou “vários sinais eletromagnéticos de banda estreita diferentes do passado“, de acordo com os registros do jornal.

O cosmólogo zhang tongjie. Reprodução: aglc
O cosmólogo Zhang Tongjie. Reprodução: AGLC

Desde setembro de 2020 uma das principais funções do telescópio foi procurar por vida extraterrestre. A Universidade de Pequim está trabalhando ao lado de cientistas da Universidade da Califórnia, em Berkeley, neste programa. Até o momento, esses pesquisadores identificaram apenas dois conjuntos de sinais que foram observados em 2019 ao processar dados e em 2022 ao processar um conjunto de sinais.

A possibilidade de que o sinal suspeito seja algum tipo de interferência de rádio também é muito alta, e precisa ser confirmada e descartada. Este pode ser um processo longo

Resposta de Zhang Tongjie quando questionado se os sinais captados pudessem ser, na verdade, sinais de rádio

Também há o relato de um jornalista finlandês chamado Andrew Jones, que se denomina o “jornalista que está rastreando o programa espacial da China”, afirmando que essa pode ser uma descoberta muito interessante, se confirmado que os sinais detectados não sejam simplesmente de rádio.

Há alguns relatos de que o radiotelescópio FAST de 500 metros de abertura em Guizhou, China, detectou candidatos a sinais de inteligência extraterrestre, incluindo um sinal suspeito de observação de exoplanetas. Isso é interessante, mas não fiquemos muito animados.

Jornalista Andrew Jones

Veja também

Inteligência artificial do Google tem consciência própria, afirma engenheiro.

Fonte: Insider.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados