The Witcher chega hoje à Netflix: Confira as críticas

The Witcher chega hoje à Netflix: Confira as críticas
The Witcher já está disponível na plataforma Netflix e divide a opinião dos críticos enquanto é comparado com Game of Thrones

The Witcher é o novo seriado da Netflix baseado na série de livros Wiedzmin, escrita pelo polonês Andrzej Sapkowski. A história de Geralt de Rivia, um bruxo que vive como um caçador de criaturas e monstros, se tornou bastante conhecida depois do lançamento dos jogos baseados no mesmo universo. Agora ela ganha uma adaptação para as telas, trazendo a popularidade do personagem, interpretado por Henry Cavill.

O ator esteve no Brasil durante a CCXP 2019 para divulgar o novo trabalho com a Netflix e as expectativas para o lançamento da série na plataforma de streaming estavam altas. The Witcher chega hoje, dia 20 de dezembro, e já está disponível para todos os assinantes.

Mas será que o seriado superou as expectativas? A empresa lançou antecipadamente 5 dos 8 episódios para a crítica especializada e muitos já escreveram seus reviews sobre a nova produção da Netflix. As opiniões estão divididas. Alguns não parecem animados com o resultado final, muitos acabam comparado a série a Game of Thrones e outros elogiam a história e personagens.  

No Rotten Tomatoes, a produção está com 63% de aprovação do site, mas 89% de aprovação do público, embora muitos tenham votado antes de assistir, pela expectativa.

Confira o que alguns críticos estão dizendo sobre The Witcher:

As críticas à The Witcher

Alguns compararam a produção a Game of Thrones e até deixaram claro que Lauren Schmidt deveria ser contratada pela HBO para trabalhos futuros a respeito do universo de George R. R. Martin.

“A HBO precisa trancar seus escritores em uma sala e forçá-los a se sentar e assistir a esse programa antes que eles pensem em nos sujeitar à próxima prequel de Game of Thrones. Além disso, se eles souberem o que é bom para eles, também abrirão o talão de cheques da rede e pagarão à showrunner de The Wicher, Lauren Schmidt Hissrich, qualquer quantia necessária para convencê-la a trocar de equipe. Porque está claro que ela é a showrunner que Thrones precisava, e seu novo e tão esperando seriado se aproxima muito mais do que o público de Game of Thrones queria que fosse.”

Andy Meek, do BGR

“Apesar do fato de o próprio The Witcher inicialmente parecer uma peça de reposição, o elenco de apoio faz com que este novo programa de fantasia da Netflix valha a pena assistir, pois se reúne ao longo de alguns episódios. A intriga real complicada e a violência extrema tornam uma adição decente à onda de shows de fantasia exuberantes após o fim de Game of Thrones, com o bônus adicional de que ela não se leva muito a sério.”

Richard Trenholm, da CNET
Trio de personagens principais em The Witcher
Trio de personagens principais em The Witcher

Outras críticas afirmam que a série é uma das melhores da Netflix:

“A adaptação da Netflix captura o herói enigmático perfeitamente. Ele está lutando para sobreviver em um mundo que o odeia, seguindo teimosamente um código moral que o obriga a situações perigosas. Ele é áspero e sarcástico, sempre disposto a brigar, impossivelmente encantador e freqüentemente irresistível. É uma premissa que funcionou bem na forma de livros e videogames – e agora é uma das melhores séries da Netflix.”

Andrew Webster, The Verge

“A barreira para entrar no The Witcher é bastante alta; entre os nomes de fantasia esquisitos, a estrutura estranha da história e a história complicada, é muito o que enfrentar sem uma pequena ajuda. Fui conhecendo muito pouco, mas em algum momento decidi “f-lo, estou dentro” e saí, querendo saber muito mais. Se você pode adicionar um novo projeto como The Witcher à sua vida, você deve.”

Tim Surrete, do TV Guide
Henry Cavill dá vida ao personagem principal
Henry Cavill dá vida ao personagem principal

Porém nem tudo são flores, e muitos críticos não pareceram convencidos de que The Witcher é, de fato, uma boa série.

“É mais uma aventura morna de sábado pela manhã do que um projeto de prestígio de um domingo à noite.”

Mike Hale, The New York Times

“Existem tentativas de conhecimento: a certa altura, nosso Henry diz a alguém que uma profecia deve rimar. Essa não é uma boa idéia, pois coloca em dúvida os limites do que Geralt e seu alegre grupo de feiticeiras e princesas proto-feministas parecem saber. Faça isso certo, queridos roteiristas, ou não faça.”

Lucy Mangan, The Guardian

“Você vai gostar de The Witcher se você é um principiante curioso? Talvez, mas você terá que ser paciente e, se essa não for sua praia, os divertimentos extravagantes podem não valer a pena o esforço.”

Dan Fienberg, The Hollywood Reporter

A crítica feita pelo Entertainment foi, inclusive, a mais negativa.

“Este é o primeiro programa de TV que eu já vi que seria melhor com intervalos comerciais. A fantasia pateta e sindical do passado tinha que ter um ritmo acelerado, construindo a cada 12 minutos um cliffhanger que quebrava os atos. The Witcher abraça totalmente o tipo de filmes intermináveis da pior TV de streaming de cheque em branco. No final do primeiro episódio da série, alguém diz à princesa Ciri, de Allen, que Geralt é o seu destino. No episódio 5, as pessoas ainda estão dizendo a ela que Geralt é o seu destino. Eu suponho que eles se encontrarão no final da temporada. Ai de mim, meu destino é nunca mais assistir a este festival de tedio novamente.”

Darren Franich and Kristen Baldwin, do Entertainment

Já viu The Witcher? Deixe nos comentários o que você está achando da série.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter