TVs OLED ultrapassam marca de 10 milhões de unidades vendidas no mundo

LG OLED tv
Números indicam que a tecnologia OLED será a utilizada em toda a próxima geração de televisores

Uma pesquisa realizada pela Omdia (marca global no segmento de análise de mercado) revelou que, em fevereiro deste ano, as vendas acumuladas de TVs OLED ultrapassaram o marco das dez milhões de unidades. Este número de televisores vendidos ocorre apenas sete anos depois dos primeiros modelos OLED chegarem ao mercado, indicando que está é oficialmente a próxima geração de TVs – e que o reinado das telas LCD está chegando ao fim.

Os dados mostram que, desde o início da produção em escala comercial, a venda de TVs com tela OLED vem crescendo a cada ano. Em 2013, quando se iniciou as vendas desses produtos, apenas 35 mil unidades foram vendidas no mundo todo. Mas, em 2017, este número já era de 1,7 milhão de unidades, passou para 2,9 milhões em 2018 e finalizou 2019 com 3,3 milhões de unidades vendidas. Estas cifras representam que cerca de 11% de todas as TVs vendidas no mundo em 2019 foram do tipo OLED, e a Omdia estima que esta tecnologia representará cerca de 25% de todos os aparelhos vendidos até 2025.

E quem mais ganha com isso é a LG. Isto porque as 19 marcas que fabricam televisores OLED atualmente possuem um único fornecedor de telas para seus aparelhos: a LG Displays, que é a única fabricante mundial de painéis OLED de grande dimensão.

De acordo com Igor Krauniski, gerente geral de produtos televisores da LG Electronics no Brasil, o marco alcançado pelos televisores OLED serve para reforçar o pioneirismo da marca e constante busca da empresa por inovação.

O diferencial do OLED

Mas, porque a tecnologia OLED é considerada como o futuro de mercado de televisores, e algo que deverá substituir o LCD já nos próximos anos?

A principal diferença está na forma como os pixels de cada um desses tipos de tela funcionam: os televisores de LCD precisam de retroalimentação (ou seja, a existência de uma fonte de luz externa) para que os pixels da tela possam reproduzir as cores das imagens enviadas para ela. Essa iluminação normalmente fica localizada na parte de trás do painel e está sujeita a diversos problemas, pois qualquer trincado pode fazer com que a luz deste painel acabe escapando, gerando assim distorções de cor na imagem projetada.

OLED vs LCD
Na esquerda, temos a estrutura do painel de uma TV LCD, e na direita a estrutura de um painel de TV OLED (Imagem: MVPS.net)

Este tipo de problema não acontece nos televisores OLED porque essa tecnologia não necessita do uso de qualquer fonte de luz para a projeção das imagens, com os próprios pixels da tela sendo capazes de gerar a sua própria iluminação. Assim, as telas OLED não só estão mesmo suscetíveis a apresentar problemas de distorção das cores, como estas são muito mais naturais e vibrantes do que as da tecnologia LCD.

Isto porque, por possuírem luz própria, é possível ter um controle total da iluminação, acendendo apenas os pixels que necessitam estar iluminados na tela. Isto permite que as TVs OLED apresentem para o usuário o “preto puro” – algo que é impossível de se conseguir nas telas de LCD, pois até mesmo os pixels apagados recebem a iluminação da retroalimentação desses televisores. Isto porque o controle da luminosidade nas telas LCD é feito por “zonas”, o que torna impossível garantir que um pixel que precise se manter apagado não irá receber nenhum resquício de luz. Esta garantia existe apenas nas telas OLED, pois elas permitem o controle individual da luminosidade de cada pixel.

Mudando o futuro

Mas não é apenas uma melhor qualidade de imagem que as telas OLED oferecem para os usuários: devido ao fato de não necessitarem de uma fonte de luz externa, é esta tecnologia que proporciona a existência de algumas das inovações mais interessantes que temos visto no mercado nos últimos anos, como a existência de telas flexíveis e enroláveis.

E são algumas dessas inovações permitidas pela tecnologia que a LG está trazendo para o Brasil no ano de 2020. Uma das características que os televisores OLED lançados este ano irão contar é o que a empresa chama de Gallery Series, uma linha de telas de 65” e menos de 20 mm de espessura, e que já vem de fábrica com um suporte de parede especial projetado para que os aparelhos possam ser instalados bem rentes à parede, fazendo com que a TV dê a mesma sensação visual para quem a observa de um quadro pendurado em uma galeria de arte.

Outra tecnologia que deve chegar ao Brasil também ainda este ano são os televisores com resolução 8K. Esses aparelhos terão uma resolução 4x maior do que as atuais TVs de 4K, permitindo uma qualidade de imagem ainda melhor, e estarão disponíveis em modelos OLED com tela de 77”.

Além disso, estes aparelhos contarão com uma integração ainda maior de soluções em IA (inteligência artificial), como suporte a assistentes virtuais como o Google Assistente e a Alexa. Este tipo de integração permite não apenas novas formas de interação com a própria TV (como, por exemplo, trocar de canal através de comando de voz) como permitirá que esses televisores se comuniquem com outros aparelhos inteligentes da casa, permitindo transformá-los em uma verdadeira central de comando dos equipamento eletrônicos da residência.

OLED no Brasil

Apesar do OLED ser claramente a tecnologia do futuro, ela ainda não está entre as TVs mais procuradas do Brasil. De acordo com o mais recente levantamento do Zoom (site de busca de ofertas na internet), não há nenhum aparelho com tela OLED entre os dez modelos mais procurados pelos brasileiros no mês de março, com as buscas praticamente dominadas pelos modelos de tecnologia LED.

Mas isto não quer dizer que não existam bons modelos de televisores OLED disponíveis no Brasil. A própria LG disponibiliza diversos modelos que utilizam esta tecnologia por aqui, cada um deles para um perfil diferente de consumidor.

Smart TV OLED LG B9

Smart TV OLED LG b9 Imagem Promocional
LG B9 é o modelo mais básico de TV OLED da LG disponível no Brasil (Imagem: LG)

Modelo de entrada da LG no mundo das TVs OLED, a B9 traz recursos como AI Picture, AI Sound e AI Brightness, que utiliza técnicas de deep learning e inteligência artificial para ajustar o som e a imagem do aparelho de forma a oferecer uma melhor experiência ao usuário.

Capaz também de reconhecer comandos de voz em português, a LG B9 pode ser encontrada a partir de R$ 5.414,05 no Magazine Showmetech.

Smart TV OLED LG C9

Smart TV OLED LG C9 Imagem Promocional
LG C9 possui suporte ao assistente virtual Alexa já de fábrica (Imagem: LG)

Com os mesmos recursos da B9, o grande diferencial da LG C9 é o uso do processador Alpha 9 de 2ª geração, o que torna este modelo muito mais potente e com maior capacidade de processamento do que o anterior. O Showmetech chegou a testar pessoalmente este televisor, e chegamos à conclusão de que esta é a smart TV 4K mais inteligente do mercado.

A LG C9 pode ser encontrada para venda a partir de R$ 6174,05 no Magazine Showmetech.

Smart TV OLED LG E9

TVs OLED ultrapassam marca de 10 milhões de unidades vendidas no mundo
A E9 é a TV OLED mais avançada da LG disponível para venda no Brasil (Imagem: LG)

A E9 é atualmente a linha mais avançada de TVs OLED da LG disponível no Brasil, que tem como diferenciais a tecnologia LG ThinQ AI (uma versão mais avançada da IA da empresa, que condensa em um único lugar o AI Picture, AI Sound e AI Brightness) e som surround com 4.2 canais.

A LG E9 pode ser encontrada a partir de R$ 18049,05 no Magazine Showmetech.

Você já possui uma TV OLED na sua casa, ou ainda está escolhendo o modelo ideal? Escreve pra gente nos comentários!

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter