Mapa coronavirus covid 19 microsoft

Twitter negociou compra do Clubhouse por US$ 4 bilhões

Avatar of bruno martinez
Twitter cogitou a compra do Clubhouse antes de ter sua própria versão; aplicativo exclusivo para iOS tem apenas apenas um ano de existência

De acordo com a Bloomberg News, o Twitter estaria negociando a compra do Clubhouse por cerca de US$ 4 bilhões. Mas, ao que tudo indica, as negociações foram interrompidas. O site ainda informou que executivos do Clubhouse estariam tentando fazer uma rodada de investimento para arrecadar fundos. Representantes do Twitter e Clubhouse não quiseram comentar sobre o assunto.

 

Compra do Clubhouse pelo Twitter divide opiniões

Apesar de tudo indicar que as negociações para compra do Clubhouse pelo Twitter aconteceram, de fato, algumas fontes ouvidas pela Bloomberg acreditam que não faz muito sentido o Twitter investir cifras bilionárias no Clubhouse, já que a empresa liderada por Jack Dorsey está desenvolvendo sua própria versão do app de áudios. Porém algumas fontes acreditam que talvez o interesse do Twitter na compra do Clubhouse seja para acabar com a concorrência ou para ficar com a base de usuários e o nome do concorrente. 

O aplicativo criado pelo Twitter, chamado Spaces, foi lançado na versão beta para Android e iOS, no final de 2020, e ainda tem algumas limitações como não permitir que todos os participantes possam criar ou hospedar conversas públicas. Mas a companhia pretende lançar, ainda este mês, uma versão para web e com opções de hospedagem. 

Compra do clubhouse getty images
Famosos, CEOs de big techs e pessoas comuns estão entre os 10 milhões de usuários do Clubhouse

Outras empresas também estão de olho no sucesso do Clubhouse e trabalhando para desenvolver suas próprias versões do aplicativo. A Microsoft está investindo em recursos similares ao Clubhouse para sua plataforma LinkedIn

Rumores apontam que o Facebook também está criando sua própria versão do famoso app. Levando em consideração o histórico da empresa de Mark Zuckerberg, que costuma se inspirar bastante na concorrência para desenvolver recursos para suas plataformas, é bem provável que a empresa lance salas de bate-papo via áudio.

Já o Clubhouse está investindo em novidades como o sistema monetização. O Clubhouse Payments, lançado recentemente, permite que os usuários enviem pagamentos para outros participantes da plataforma. A empresa ainda teria contratado uma equipe para desenvolver uma versão Android para o aplicativo. 

Conheça um pouco mais sobre o Clubhouse

O Clubhouse é uma rede social baseada em áudios e exclusiva — por enquanto — para o sistema operacional iOS. Ao receber um convite, o usuário pode criar uma conta e começar a usar o serviço. Pelo app, é possível criar salas públicas em grupo ou eventos para discutir sobre temas específicos. Ainda é possível salvar podcasts, hospedar programas de rádio online e participar de chats ao vivo.

Lançado em 2020, o aplicativo ganhou muita popularidade em apenas um ano de existência, chegando a somar 10 milhões de usuários este ano. Além dos participantes anônimos, o app começou a atrair diversas personalidades como o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, o CEO da SpaceX e Tesla, Elon Musk e famosos como a apresentadora Oprah Winfrey e o ator Ashton Kutcher. Para saber mais detalhes sobre o Clubhouse e como funciona a rede social, acesse nosso guia completo!

Fonte: TechCrunch; The Verge; Bloomberg

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados