Como usar o smartphone para ver o cometa NEOWISE no Brasil

Saiba como ver o cometa Neowise sem usar um telescópio
Cometa Neowise poderá ser avistado a olho nu nos céus brasileiros até o fim do mês, e alguns aplicativos de smartphone podem te ajudar a encontrá-lo

Desde o início do mês, a passagem do cometa NEOWISE tem sido um dos principais assuntos entre os amantes de astronomia. Isto porque, apesar de o cometa já poder ser observado desde março com o auxílio de telescópios, foi em julho que se tornou possível avistá-lo a olho nu — e agora é possível vê-lo até mesmo aqui no Brasil.

Desde a última quarta-feira (22) o cometa pode ser avistado nos céus brasileiros, acabando com a até então “exclusividade” dos países do hemisfério norte na possibilidade de enxergá-lo a olho nu.

Por enquanto, o cometa já foi visto cortando os céus de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo (estes três estados na quarta-feira, dia 22), Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná (os três última na última quinta-feira, dia 23) e nesta sexta (24) deverá ser a vez dos moradores do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina conseguirem ver a passagem dele.

De acordo com a NASA, o NEOWISE é um dos poucos cometas que poderão ser vistos a olho nu durante todo o século XXI, e as chances de fazê-lo estão se esgotando. Isto porque nesta quinta-feira (23) atingiu o ponto mais próximo da Terra em sua trajetória, e a partir desta data ele deverá se distanciar aos poucos até não poder mais ser visto sem o uso de telescópios.

Como avistar o cometa NEOWISE a olho nu

neowise brasil
Cometa Neowise passando pelos céus do Ceará (Imagem: Emanuel Hericlys Eliziário Carneiro)

Infelizmente, avistar o cometa a olho nu não é tão fácil quanto parece, e exige um pouco de sorte. Isto porque, por conta de fatores como a poluição atmosférica, em muitas cidades o NEOWISE não se distingue tanto assim de outras estrelas no céu, e é preciso saber exatamente para onde se está olhando de forma a não confundi-lo com outros corpos celestes.

Uma forma bem simples de fazer isso é com o auxílio do smartphone: existem diversos aplicativos de mapeamento dos céus que podem ser baixados gratuitamente no celular, e alguns deles já estão atualizados para identificar o NEOWISE.

Esses aplicativos usam a câmera do celular e os dados de GPS do aparelho para ajudá-lo nessa tarefa. Com base nos dados de localização, eles conseguem identificar quais são as constelações, planetas e outros corpos celestes que estão visíveis naquela região, e ao apontar a câmera do celular para o céu o aplicativo indica na tela o nome de todas as constelações e corpos celestes presentes — incluindo o cometa NEOWISE.

neowise brasil
Cometa Neowise avistado nos ceús de Belo Horizonte (Imagem: Vinícius Teixeira)

Se você utiliza celular Android, um bom aplicativo para este tipo de coisa é o Star Walk 2 Free, da Vito Technology, e se você usa um iPhone a melhor opção é o Constellation Map mobile, da siranet GK. Ambos os aplicativos fazem o mapeamento em tempo real do céu e, o melhor de tudo, ambos são gratuitos, então você pode baixar e instalar sem se preocupar com a fatura do cartão.

Para encontrar a posição do cometa em ambos os apps, basta apenas buscar por C/2020 F3 (a identificação do cometa) ou apenas NEOWISE, e o app mostra o ponto exato em que ele se localiza. Veja como aparece o cometa NEOWISE no Constellation Map:

Constellation map mostra o cometa NEOWISE

O Sky Walk 2 mostra também a trajetória do cometa, como na imagem abaixo:

Image for post
Tela do Star Walk 2 exibindo o cometa Neowise

O NEOWISE deverá ficar visível nos céus brasileiros até o fim de junho, então temos ainda cerca de uma semana antes que ele suma de vez por aqui. Ele pode ser visto nos céus a partir do fim da tarde, mas este é um horário mais complicado para fazer o avistamento a olho nu porque os raios solares atrapalham bastante. Por isso, o horário mais recomendado para se procurar o cometa é em torno das 22h, pois o céus estará escuro o suficiente para que ele possa ser melhor identificado. Neste período ele deve estar já mais próximo da linha do horizonte, e depois das 23h já é praticamente impossível de encontrá-lo, pois ele está muito baixo no horizonte para ser visto.

Fonte: National Geographic Brasil

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter