Vendas de e-readers despencam

Captura de tela 2012 12 19 às 14. 12. 05
Foram os e-readers (os leitores digitais) um fenômeno passageiro? Nos Estados Unidos, provavelmente, sim.

Aparelhos estão sendo substituídos por tablets / hannelore foerster/getty images

Foram os e-readers (os leitores digitais) um fenômeno passageiro? Nos Estados Unidos, provavelmente, sim.

Uma pesquisa da consultoria IHS iSuppli mostra que  as vendas desse tipo de aparelho devem registrar queda de 36% em relação ao ano  passado.

O principal vilão dos e-readers são os tablets – que funcionam como leitores digitais e ainda vêm com uma série de outros recursos. Este ano, as encomendas de e-readers devem chegar a 14,9 milhões de unidades – no ano passado, foram 23,3 milhões.

Jordan Selburn, analista do IHS, classifica como “inédita” a rápida ascensão e queda dos equipamentos.  No Brasil, eles ainda podem ganhar mercado. Isso porque os tablets ainda são muito caros por aqui.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter

Gostou? Ajude a gente