Wi-Fi 6: nova geração da conexão está chegando, saiba quais as novidades

Wi-Fi 6: nova geração da conexão está chegando, saiba quais as novidades 4
Mudança nos códigos e a possibilidade de um melhor uso. Novidades impactar não apenas as pessoas que usam diretamente, mas também os profissionais que trabalham com a rede wireless

Usada em vários dispositivos e lugares, a Wi-Fi foi um dos primórdios que o mundo moderno nos trouxe. Apresentada em 1999, essa tecnologia já passou por várias mudanças desde seu lançamento, e agora mais uma atualização está a caminho. A Wi-Fi 6 traz melhorias na velocidade, melhor facilidade na identificação da rede, maior segurança, menor latência e também uma novidade que vai deixar os usuários de smartphones tablets bastante empolgados. Dê boas vindas para a geração 6 e suas novas funcionalidades.

Facilidade para saber se o dispositivo suporta ou não a rede

A empresa que define os padrões para a rede wireless (Wi-Fi Alliance) vai deixar a identificação da rede mais fácil não apenas para empresas, mas também para os consumidores que utilizam a rede. Não haverão mais os complicados códigos que misturam letras e barras, esses que só causam dor de cabeça na hora de tentar sabermos se nossos dispositivos são ou não compatíveis com a rede.

Se antes as redes eram identificadas como por exemplo: 802.11a/b/g/n/ac/ax, a nova geração é bem mais simples. 

Wi-Fi 6: Imagem que ilustra a nova identificação das gerações de rede Wi-Fi
A identificação visual da rede também será simplificada

Essas mudanças também atingiu as gerações anteriores do Wi-Fi, para tudo ficar simplificado, mesmo que não seja lançamento recente. As gerações 4 e 5 também receberam um código simples de seis letras e números. A partir de 2019 (possível ano de implementação da nova geração), a identificação que você irá encontrar nas caixas dos roteadores será assim:

Wi-Fi 4802.11n
Wi-fi 5802.11ac
Wi-fi 6802.11ax

Edgar Figueroa, presidente da organização, disse que tudo estava realmente muito difícil até mesmo para os especialistas, e agora espera corrigir o erro das gerações anteriores:

A Wi-Fi Alliance está animada para apresentar o Wi-Fi 6 e apresentar um novo esquema de nomes para ajudar os usuários do setor a entender facilmente a geração, e saber se é suportada ou não por seu dispositivo ou conexão.

Anunciada no dia 03 de outubro, a novidade deixou os profissionais de T.I. animados pois agora o trabalho de todos será  mais fácil. Vice-presidente sênior da Connected Home Products da NETGEAR, David Henry ressaltou que não apenas as pessoas que trabalham com isso receberão as melhorias:

O uso dos consumidores também será atingido, pois todos vão entender melhor e apreciar as diferenças geracionais na tecnologia Wi-Fi ao introduzir o mais recente padrão 802.11ax. 

Mais mudanças estão a caminho com a chegada do Wi-Fi 6

Além de ter os códigos simplificados, a nova de geração traz mais mudanças, e uma delas vai deixar os usuários bastante  animados: melhor uso em ambientes em que o uso é intenso.

Já passou pela situação de estar em um estádio de futebol ou até mesmo em estações de trem ou metrô e a rede ficar desconectando toda hora de seu celular? Isso não vai mais acontecer pois o Wi-Fi 6 irá aumentar a eficiência e reduzir a latência em lugares em que há muitos aparelhos conectados. Mas as novidades para usuários de dispositivos mobile não param por aqui.

Pessoas na rua usando celular conectados via rede Wi-Fi.
Uso em lugares movimentados será melhorado

Não é novidade que a bateria irá durar muito mais de você se conectar apenas pelo Wi-Fi ao invés do 3G/4G,  e agora esse uso também será reduzido. Ao usar a nova geração de wireless um menor consumo de energia será possível não apenas em tablets ou smartphones, mas também em dispositivos IoT. 

Na prática, o Wi-Fi 6 vai conseguir entregar mais dados rapidamente (além de ter  suporte as redes de 2,4 e 5 GHz), irá demandar menos energia do que as gerações anteriores, e possibilitará um melhor uso e uma conexão mais rápida independente do dispositivo que você usar.

Mas quando deve estar disponível?

Com lançamento marcado para 2019, pode demorar um tempo para que tenhamos acesso a esta geração da rede wireless. Isso porque os novos roteadores precisam primeiro ser atualizados e certificados para suportarem o Wi-Fi 6 e suas mudanças. Além de que não é preciso que apenas as fabricantes de roteadores adaptem seus produtos.

Smartphone conectado a internet via WI-Fi
Após o lançamento vem a fase de adaptação das fabricantes

Fabricantes de smartphones, tablets, notebooks e outros dispositivos tecnológicos também terão trabalho e vão precisar modificar seus projetos para que eles sejam compatíveis com a atualização da rede. As novidades já foram anunciadas, agora resta que as empresas se moldem para que elas sejam colocadas em prática o quanto antes.

Fonte: Wi-Fi Alliance

O que você achou dessa nova atualização? Qual novidade te deixou mais animado? Conte para gente nos comentários!

Confira se seu roteador está na lista dos afetados pelo GhostDNS

Receba Notícias por E-mail:

Share via