YouTube Red e Google Play Music podem virar um único serviço

maxresdefault 14
Diretor de música do YouTube disse que serviços podem ser unificados; entenda!
Anúncio
YouTube Red e Google Play Music podem virar um único serviço
YouTube Red e Google Play Music podem virar um único serviço
Google Play Music e YoTube Red um só?

O diretor de música do YouTube, Lyor Cohen, anunciou que a empresa tem planos de fundir o Google Play Music com o YouTube Red para criar uma nova oferta de streaming. A revelação foi feita em um painel da Conferência New Music Seminar, em Nova York.

A intenção é unificar os dois serviços para educar os consumidores e trazer novos assinantes para este futuro programa.

“O mais importante é combinar o YouTube Red com o Google Play Music é oferecer uma única oferta”, disse Cohen quando perguntado o porquê que o Red não era tão famoso com os usuários.

Embora os planos possam não se concretizar, atualmente, é muito complicado o ecossistema do YouTube (na América do Norte, claro). Lá eles têm o YouTube Red que remove anúncios dos vídeos e deixa salvar vídeos offline, além de dar acesso ao Google Play Music gratuitamente. Tem também o YouTube Music, que todo mundo pode usar, mas ele fica melhor caso você seja assinante do Red. Tem também o YouTube TV que é algo completamente separado desses outros dois serviços e que não está disponível em todos os lugares por enquanto.

Com ou sem mudanças? YouTube Play Music? Google Music Red?

Para o Verge, o Google disse que notificará os usuários caso alguma mudança aconteça.

“A música é muito importante para o Google e nós estamos estudando como juntar nossas ofertas de música para entregar o melhor produto possível para os nossos usuários, músicos parceiros e artistas. Nada vai mudar para os usuários por enquanto e nós traremos diversos informativos antes de fazer qualquer mudança.”

De certa forma, unificar os dois serviços não seria um problema, já que pagar por uma assinatura no YouTube Red ou Google Play Music te dá o outro serviço grátis. No entanto, falta para o Google dar uma imagem mais clara do que a empresa pretende oferecer ao consumidor. E, por fim, expandir o YouTube Red para outros mercados, como o Brasil.

Fonte: The Verge
Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter