Câmera Android Zeiss ZX1 inicia pré-venda por 6 mil dólares

camera android
Com Adobe Lightroom integrado, nova câmera Android permite edição de imagens de forma independente.
Anúncio
Câmera Android Zeiss ZX1 inicia pré-venda por 6 mil dólares

Depois de dois anos de seu anúncio, a câmera Zeiss ZX1 entrou em pré-venda. O grande diferencial dela é o fato dela ser uma câmera Android, ou seja, que funciona com o sistema operacional do Google para trazer uma gama maior de opções do que concorrentes presentes no mercado.

O preço que ela está sendo vendida lá fora na pré-venda é de 6.000 dólares, uma quantia significativa que com certeza fará muitos se questionarem se ela vale a pena, porém a grande gama de opções e ferramentas presentes nela muito provavelmente justificará para muitos a sua compra.

As características da câmera Android

câmera android
Parte de trás da câmera, mostrando a tela touchscreen

A Zeiss ZX1 conta com um sensor full-frame de 37 megapixels, visor eletrônico, lentes f/2 de 35mm, três reguladores para controlar a abertura do diafragma, velocidade do obturador e a luminosidade. Ela também tem uma tela de 4.3 polegadas touchscreen e vem com uma versão do Adobe Lightroom já instalada, permitindo que edições sejam feitas na própria câmera. Wi-Fi, USB-C e um armazenamento de 512 GB fecham o pacote.

Preço salgado, grandes expectativas

É inegável que com um preço de 6.000 dólares o preço da Zeiss ZX1 esteja um tanto salgado, principalmente se comparada com outras full-frames como a Sony RX1R e a Leica Q2, suas concorrentes mais próximas e já lançadas, ou a recém-lançada Sony A7C. Porém, cabe dizer que ambos os modelos citados são focados somente em captação e sem a presença de Android ou sistemas de pós-produção.

É importante notar que qualquer comparação, neste momento, é falha por ninguém ter tido contato com a ZX1. Mesmo que no papel e em sua divulgação ela pareça ter ferramentas muito poderosas, até termos em mão e sentirmos a sua integração com esses instrumentos não temos como saber como ela vai se colocar no mercado e o quão recomendada será, principalmente que um smartphone e uma conexão Wi-Fi tornam a edição de fotos em outras câmeras tão fácil e simples quanto ter um software interno.

Fonte: The Verge, BH Photo Video

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter