10 motivos para você não deixar de conferir Big Mouth

Big Mouth
Com a terceira temporada já confirmada pela Netflix, esta é uma lista honesta com todos os motivos para você assistir esta série de animação.

Com duas temporadas já disponíveis para streaming no Netflix, Big Mouth é aquela animação irreverente que tem tudo para ser a próxima série que você deve, e vai maratonar começo de ano. Não há uma regra que leva a alguém a se interessar o suficiente para assistir uma determinada série, mas listamos aqui os motivos para, pelo menos, você reconsiderar e dar essa animação de humor ácido uma chance. Confira!

Sobre o que é Big Mouth? A trama

Big Mouth é aquela série que trata dos problemas mais mundanos e existenciais da humanidade: a puberdade. Mas e se toda essa normalidade tivesse interferência do sobrenatural? Entre as inseguranças e o desafio do amadurecimento, os personagens principais tem que balancear esta fase que já é pra lá de turbulenta com uma boa dose de absurdo e histeria. É uma boa pedida para aqueles que são fãs de séries como American Dad ou Family Guy.

Protagonistas

Big Mouth

Uma amizade que tem tudo para ser um triângulo amoroso complicado e… bom, é necessário assistir a série para preencher as lacunas. Mas Big Mouth gira em torno dos amigos Nick, Andrew e Jessi e como a sua amizade é colocada à prova ao longo dos episódios. As coisas entre os três escalam entre o amor para o ódio rapidamente, e observar como eles amadurecem com as experiências são um presente para aqueles expectadores que se atentam aos detalhes.

Andrew Goldberg

10 motivos para você não deixar de conferir Big Mouth 4

Este nome é familiar para os fãs de American Dad e Family Guy, isso porque o criador destas duas séries tem uma participação significativa na série: é a mente criativa por trás de Big Mouth também. Todas as características de seu tipo de comédia aparecem na série, como situações sem noção, momentos de vergonha alheia e a comédia ácida, típica do produtor.

Mas não se engane, há muito mais que Big Mouth possa oferecer. Isso porque é a colaboração dos criativos Jennifer Flackett, Nick Kroll e Mark Levin, conhecidos com seus trabalhos para o público adolescente.

Monstros e Fantasmas

10 motivos para você não deixar de conferir Big Mouth 5

Não é somente de problemas mundanos que vive a série, então não se surpreenda se personagens pra lá de excêntricos dão uma ponta em Big Mouth. Na tradição de Roger e Klaus (American Dad) e Stewie e Brian (Family Guy), a série da Netflix apresenta sua própria dupla de monstros: Duke (um fantasma) e Maurice (monstro de hormônio). 

Duke Ellington

Falando em Duke, o fantasma que habita o sótão da casa de Nick, um dos protagonistas, há um motivo em especial pelo qual ele é tão irreverente: trata-se do fantasma de Duke Ellington, sim, aquele Duke, uma das lendas do jazz. 

Ele é um dos responsáveis por um dos momentos mais inspirados: os musicais, onde ele convoca nomes como Freddie Mercury e Whitney Houston para duetos pra lá de inusitados e bem humorados. E ah, não vai esperando alguma explicação mirabolante para sua inserção na trama, simplesmente não há. Ele existe tal qual é concebido e todos os personagens estão conscientes de sua existência, e não ligam.

Maurice, o Monstro do Hormônio

10 motivos para você não deixar de conferir Big Mouth 6

Assim como Duke, Maurice é um personagem digno de nota. Isso porque ele nada mais é que a representação física do tema principal da série: a puberdade. Ele inclusive aterroriza a vida de Andrew, forçando-o a tomar todas as atitudes erradas, que culminam em momentos extremamente divertidos. 

O monstro é a personaficação das mudanças no corpo, as alterações hormonais e situações constrangedoras que podem ser uma verdadeira dor de cabeça quando se é um pré-adolescente.

Comédia

10 motivos para você não deixar de conferir Big Mouth 7

A Comédia de Big Mouth é daquele humor pastelão e saudosista, presente em alguns filmes que podem ser um dos seus favoritos como American Pie. Esteja preparado para situações embaraçosas e piadas infantis, afinal, os protagonistas são pré-adolescentes, e nesta fase, tudo parece ser o fim do mundo. E no caso da série, às vezes até pode ser, mas nunca é.

O primeiro episódio é um bom aperitivo para testar se a comédia é de seu agrado e, caso tente desbravar as temporadas, fique avisado: as coisas tendem a ficar cada vez mais extremas.

Adultos

10 motivos para você não deixar de conferir Big Mouth 8

Apesar do foco da série ser as crianças e suas tramas pessoais, o seu público é adulto, então, nada mais justo do que a participação de algumas figuras que são imagem e semelhança de seu público alvo. Mas as semelhanças param por aí. Eles são caricatos e constrangedores, como devem ser, mas são suas características únicas que nos fazem entender melhor nossos protagonistas.

Abertura

A abertura de Big Mouth é tãi icônica que merece um tópico apenas para ela: juramos! Isso porque a canção escolhida é nada menos que Changes, do Black Sabbath, embalada na voz do cantor Charles Bradley, um dos grandes nomes do funk e soul americano. Ele faleceu poucos dias antes da estreia da série, infelizmente. 

A música, que fala sobre um amor perdido, foi cirurgicamente editada, e o trecho nos quais somos presenteados acerta em cheio todo o tema da série. Jogada de gênio.

Referências

10 motivos para você não deixar de conferir Big Mouth 9

Como toda boa série, Big Mouth está recheada de referências. Não se surpreenda se nomes como The Rock aparecerem ou até mesmo Sylvester Stallone. Destaque fica para uma cena em homenagem ao filme Clube da Luta, e todas as suas consequências.

A série é um mapa do tesouros da cultura pop, e, aos olhos mais atentos, vai proporcionar momentos divertidissimos com aquele tom de piada interna.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

Receba Notícias por E-mail:

Receba notícias no seu e-mail
Holler Box