Filmes dirigido por mulheres

26 filmes dirigidos por mulheres que você deve assistir

Avatar of amanda almeida
Enaltecendo o trabalho de grandes cineastas, separamos ótimos filmes dirigidos por mulheres, nacionais e internacionais. Venha conferir!

Apesar de representarem 51% da população brasileira, as mulheres têm pouca representatividade no audiovisual brasileiro – no mundo também. Segundo pesquisa realizada pela Agência Nacional de Cinema – ANCINE, de 2016, a participação das mulheres nas funções de direção e direção de fotografia é pequena e a de mulheres negras é ainda menor.

Logo, exaltar obras feitas por mulheres é uma forma de trazer à vista o grande trabalho que elas realizam. Inspirada na seleção feita por estudantes do Núcleo Cinestesia da ESPM e pela professora de cinema e audiovisual, Hadija Chalupe, separamos essa lista com 26 filmes dirigidos por mulheres para assistir no conforto de seu lar e de diversas plataformas diferentes. Veja logo abaixo!

Disney+

Rainha de Katwe 

Filmes dirigidos por mulheres no disney+
Mulheres no cinema: Madina Nalwanga é Phiona Mutesi em QUEEN OF KATWE, uma vibrante história baseada em fatos. Reprodução: Internet

Direção de: Mira Nair – EUA – 2016

Em Rainha de Katwe, Phiona Mutesi (Madina Nalwanga) é uma jovem de Uganda que faz de tudo para alcançar o seu objetivo de se tornar uma das melhores jogadoras de xadrez do mundo. Órfã de pai e moradora de uma região bem pobre, Mutesi foi obrigada a largar a escola por falta de dinheiro, mas agora está decidida a enfrentar todos os obstáculos para tornar seu sonho realidade.

Globoplay

Amor, Plástico E Barulho

Mulheres no cinema
Filmes dirigidos por mulheres: Amor, Plástico e Barulho explora a cultura brasileira e as relações humanas enquanto uma jovem busca a fama. Reprodução: Internet

Direção de: Renata Pinheiro – Brasil 2013

Shelly (Nash Laila) é uma jovem dançarina que tem o grande sonho de se tornar cantora de Brega (estilo musical popular do nordeste brasileiro). Ela entra para o show business em busca de fama e fortuna, mas, inserida em um mundo onde tudo é descartável, incluindo o amor e as relações humanas, ela vai encontrar grandes dificuldades para atingir a fama. Seguindo os passos de Jaqueline (Maeve Jinkings), sua companheira de banda e musa inspiradora, ela pretende virar uma grande cantora de música Brega. 

A Última Abolição 

Filmes feitos por mulheres
Filmes dirigidos por mulheres: Documentário explora o outro lado da história da e abolição da escravidão, mostrando os aspectos políticos e econômicos envolvidos, contrariando os livros que mostrando esse feito como “um ato estóico”. Reprodução: Internet

Direção de: Alice Gomes – Brasil – 2018

Uma retrospectiva detalhada de um momento emblemático da história do Brasil, a abolição da escravidão, apresentado de outra perspectiva. Ao contrário do que foi pregado por livros didáticos e outras vertentes da história oficial por muito tempo, não foi meramente a assinatura da Princesa Isabel na Lei Áurea em 13 de maio de 1888 que libertou os escravos, e tampouco tal liberdade foi um presente ou um passo na direção da mitológica democracia racial.

Minha Vida Em Marte 

Filmes feito por mulheres: comédia brasileira com paulo gustavo em mais uma de suas grandes atuações.
Filmes feito por mulheres: Comédia brasileira com Paulo Gustavo em mais uma de suas grandes atuações. Reprodução: Internet

Direção de: Suzana Garcia – Brasil 2018

Fernanda (Monica Martelli) está casada com Tom (Marcos Palmeira), com quem tem uma filha de cinco anos, Joana (Marianna Santos). O casal está em meio ao desgaste causado pelo convívio por muitos anos, o que gera atritos constantes. Quem a ajuda a superar a crise é seu sócio Aníbal (Paulo Gustavo), parceiro inseparável durante a árdua jornada entre salvar o casamento ou pôr fim a ele.

Aluguel – Google Play | Apple TV+

O Sonho De Wadjda 

Filmes dirigido por mulheres
Filmes dirigidos por mulheres: Documentário explora a relação cultural da mulheres na Arábia Saudita e como elas precisam lutar para conquistar pequenos feitos. Reprodução: Internet

Direção de: Haifaa Al-Mansour – Alemanha e Arábia Saudita – 2012

Wadjda tem dez anos, e mora no subúrbio de Riade, a capital da Arábia Saudita. Ela é uma garota teimosa e cheia de vida, que gosta de brincar com os garotos. Um dia, após uma disputa com o amigo Abdullah, ela vê uma bela bicicleta verde à venda. Wadjda gostaria de comprar a bicicleta, para superar o colega em uma corrida, mas na sociedade conservadora onde vivem, garotas não podem dirigir carros ou bicicletas. Ela decide então fazer de tudo para conseguir o dinheiro, sozinha.

Looke

Mar De Rosas 

Mulheres no cinema
Filmes feito por mulheres: Clássico nacional aborda a relação problemática de um casal que culmina em uma fuga e muitos problemas. Reprodução: Internet

Dirigido por: Ana Carolina – Brasil – 1977

Sérgio (Hugo Carvana) e Felicidade (Norma Bengell) chegam a um hotel no Rio de Janeiro, com a filha adolescente, Betinha (Cristina Pereira), discutindo o relacionamento. Uma briga que culmina na esposa agredindo o marido com uma navalha. Acreditando que o marido está morto, ela foge com Betinha de volta para São Paulo. Uma viagem que se torna um jogo de manipulações e violência.

MUBI

Farewell Amor

Filmes feito por mulheres
Filmes dirigidos por mulheres: longa explora as relações de reconexão entre uma família após anos vivendo afastados. Como pano de fundo o filme aborda as complicações do das imigrações das pessoas que saem de seus países subdesenvolvidos em busca de uma vida melhor. Reprodução: Internet

Dirigido por: Ekwa Msangi – Angola e EUA – 2020

Em Farewell Amor, faz 17 anos que Walter (Ntare Guma Mbaho Mwine) foi forçado a deixar sua família em Angola. Agora ele está buscando a sua esposa, Esther (Zainab Jah), e sua filha Sylvia (Jayme Lawson) no aeroporto para levá-las para seu apartamento de apenas um quarto no Brooklyn. Juntos, eles se recontam através do amor recém-descoberto pela dança.

Meu Corpo É Político

Filmes dirigidos por mulheres: documentário aborda as relações de políticas públicas em relação à comunidade lgbt+, especialmente das pessoas trans. Reprodução: internet
Filmes dirigidos por mulheres: Documentário aborda as relações de políticas públicas em relação à comunidade LGBT+, especialmente das pessoas trans. Reprodução: Internet

Dirigido por: Alice Riff – Brasil – 2017

Vivenciado o dia a dia ao lado de diversos ativistas LGBT moradores das periferias de São Paulo, o documentário faz um panorama do contexto social em que os personagens estão inseridos e de que forma sua atuação age nas ruas. Além disso, levanta questões sobre a população trans no Brasil e suas disputas políticas.

Pendular 

Filmes dirigido por mulheres
Filmes dirigidos por mulheres: Longa explora as vivências de duas pessoas que encontram o amor através da arte. Reprodução: Internet

Dirigido por: Julia Murat – Brasil – 2017

Um casal composto por um escultor e uma dançarina divide seu apartamento vazio com uma fita adesiva para marcar seus respectivos espaços de trabalho. Essa divisão acabará por afetar a relação. Pouco a pouco, as obras dos jovens artistas começam a se misturar e inspirar um ao outro.

Netflix

Paraíso Perdido 

Mulheres no cinema
Filmes feito por mulheres: Paraíso Perdido apresenta uma bela história mostrando a relação entre um jovem policial e um jovem rapaz enquanto mostra a toxicidade social contra a classe LGBT+. Reprodução: Internet

Dirigido por: Monique Gardenberg – Brasil – 2018

Paraíso Perdido é um clube noturno gerenciado por José (Erasmo Carlos) e movimentado por apresentações musicais de seus herdeiros. O policial Odair (Lee Taylor) se aproxima da família ao ser contratado para fazer a segurança do jovem talento Ímã (Jaloo), neto de José e alvo frequente de homofóbicos, e aos poucos o laço entre o agente e o clã de artistas românticos vai se revelando mais e mais forte.

Atlantique 

Filmes feito por mulheres
Filmes dirigido por mulheres: Antlatique. Reprodução: Internet

Dirigido por: Mati Diop – Senegal, França e Bélgica – 2019

Ada é uma menina de 17 anos apaixonada por Souleimane, um jovem pedreiro que está trabalhando na construção de um prédio futurista à beira mar no subúrbio de Dakar, no Senegal. O único problema é que ela foi prometida para outro homem. Quando, certa noite, os trabalhadores desaparecem no mar, seus espíritos retornam possuindo o corpo de suas namoradas para buscar justiça.

A Cidade Onde Envelheço 

Filmes dirigidos por mulheres: a cidade onde envelheço retrata a relação de viver as experiências de estar longe de seu lar. Reprodução: internet
Filmes dirigidos por mulheres: A Cidade onde Envelheço retrata a relação de viver as experiências de estar longe de seu lar. Reprodução: Internet

Dirigido por: Marília Rocha – Brasil e Portugal – 2017

Uma jovem portuguesa que vive no Brasil recebe em sua casa uma amiga com quem já não tinha contato. Surge uma profunda ligação entre elas: enquanto uma lida com a saudade irremediável de casa, a outra vive uma aventura em um novo país.

A Febre

Filmes dirigido por mulheres
Filmes dirigidos por mulheres: A Febre explora o outro lado da cultura brasileira que não temos o costume de ver, a riqueza dos nativos enquanto precisa lidar com o viver de dois mundo – o deles, e o da sociedade. Reprodução: Internet

 Dirigido por: Maya Da-Rin – Brasil – 2019

Justino, 45 anos, é guarda de segurança no porto de Manaus, Amazonas. Enquanto sua filha se prepara para estudar medicina em Brasília, Justino é dominado por uma febre misteriosa.

Animal Cordial 

Mulheres no cinema
Mulheres no cinema: Animal Cordial explora de forma subjetiva a cadeia alimentar de nossa sociedade sobre o mais forte “comer” o mais fraco. Reprodução: Internet

Dirigido por: Gabriela Amaral Almeida – Brasil – 2017

Inácio é o dono de um restaurante de classe média, por ele gerenciado com mão de ferro. Tal postura gera atritos com os funcionários, em especial com o cozinheiro Djair. Quando o estabelecimento é assaltado por Magno e Nuno, Inácio e a garçonete Sara precisam encontrar meios para controlar a situação e lidar com os clientes que ainda estão na casa: o solitário Amadeu e o casal endinheirado Bruno e Verônica.

A Voz Do Silêncio 

Filmes feito por mulheres
Mulheres no cinema: O anime explora os problemas por trás de um aluno bullye e como esses momentos definiram sua vida adulta e como ele precisa se reconciliar com seus antigos colegas. Reprodução: Internet

Dirigido por: Naoko Yamada – Japão – 2016

Nishimiya Shoko é uma aluna da escola primária que está cansada de sofrer bullying por ser deficiente auditiva. Transferida para uma nova escola, ela passa a ser constantemente intimidada pelos colegas, principalmente pelo jovem Ishida Shouya. Depois que ela precisa novamente mudar de instituição de ensino por causa dele, Shouya é condenado ao ostracismo e fica sem amigos. Tempos depois, ele vai tentará obter redenção.

Crip Camp: Revolução Pela Inclusão 

Filmes dirigidos por mulheres: documentário conta sobre um acampamento de verão e como todos os campistas se juntaram e criaram um movimento que exaltava a inclusão de pcd. Reprodução: internet
Filmes dirigidos por mulheres: Documentário conta sobre um acampamento de verão e como todos os campistas se juntaram e criaram um movimento que exaltava a inclusão de PCD. Reprodução: Internet

Dirigido por: Nicole Newnham e James Lebrechet – EUA – 2020

No enredo de Crip Camp, ninguém no acampamento Jened poderia imaginar que aqueles verões juntos na floresta seriam o começo de uma revolução. No final da estrada de Woodstock, o Camp Jened era um acampamento para adolescentes deficientes. Esse grupo de campistas transformados em ativistas moldaram o futuro do movimento dos direitos das pessoas com deficiência e mudaram a legislação de acessibilidade para todos.

Elena 

Filmes dirigidos por mulheres
Filmes dirigidos por mulheres: Elena explora a realidade das dificuldade de ser uma grande atriz nos EUA. Diferente do que se mostra nos filmes sobre o sonho americano, a realidade e as dificuldades são ainda mais duras do que aparentam. Reprodução: Internet

Dirigido por: Petra Costa – Brasil – 2012

Ao viajar para Nova York, Elena segue o sonho de se tornar atriz de cinema e deixa no Brasil uma infância vivida na clandestinidade, devido à ditadura militar implantada no país, e também a irmã mais nova, Petra, de apenas sete anos. Duas décadas depois, Petra, já atriz, embarca para Nova York atrás da irmã. Em sua busca Petra apenas tem algumas pistas, como cartas, diários e filmes caseiros. Ela acaba percorrendo os passos da irmã até encontrá-la em um lugar inesperado.

Democracia Em Vertigem 

Mulheres no cinema
Filmes dirigidos por mulheres: Documentário mostra os bastidores do que estava acontecendo em Brasília enquanto o impeachment da então presidente Dilma estava acontecendo. Reprodução: Internet

Dirigido por: Petra Costa – Brasil – 2019

Documentário sobre o processo de impeachment da ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que foi considerado como um dos reflexos da polarização política e da ascensão da extrema-direita para o poder. O filme conta com imagens internas e exclusivas dos bastidores do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e do Palácio da Alvorada, enquanto ocorria a votação para a queda de Dilma.

As Mortes de Dick Johnson 

Filmes feitos por mulheres
Mulheres no cinema: Longa é uma carta de amor da diretora para seu pai, enquanto utiliza da magia do cinema para mostrar os últimos momentos de vida de seu pai. Reprodução: Internet

Dirigido por: Kristen Johnson – EUA – 2020

Em Dick Johnson Is Dead, a diretora Kirsten Johnson busca uma maneira de manter vivo seu pai de 86 anos para sempre. Utilizando a magia do cinema e o humor sombrio de sua família, ela comemora os últimos anos do Dr. Dick Johnson encenando fantasias da morte e além. Juntos, pai e filha enfrentam a grande inevitabilidade que nos espera.

Como Nossos Pais 

Longa mostra a pressão que as mulheres sentem enquanto precisam ser "perfeitas" em todos os seus papéis, como mulher, profissional, mãe, esposa e filha. Reprodução: internet. Reprodução: internet
Longa mostra a pressão que as mulheres sentem enquanto precisam ser “perfeitas” em todos os seus papéis, como mulher, profissional, mãe, esposa e filha. Reprodução: Internet. Reprodução: Internet

Dirigido por: Laís Bodanzky – Brasil – 2017

Rosa é uma mulher que almeja a perfeição como profissional, mãe, filha, esposa e amante. Filha de intelectuais e mãe de duas meninas pré-adolescentes, ela se vê pressionada pelas duas gerações que exigem que ela seja engajada, moderna e onipresente.

Prime Video

Adam

Filmes dirigido por mulheres
Longa mostra a importância da amizade e da generosidade, enquanto mostra a opressão que sofrem as mulheres subjulgadas em um mundo regido pelo machismo e pela religiosidade. Reprodução: Internet

Dirigido por: Maryam Touzani – Marrocos – 2019

Abla é uma mulher viúva e mãe de uma menina de dez anos de idade. Batalhando para sobreviver e conseguir um bom futuro para sua filha, ela começa um negócio vendendo pães e doces marroquinos. Quando uma jovem grávida aparece em sua porta buscando refúgio, ela se vê obrigada a repensar seu estilo pragmático de maternidade e tem sua vida mudada completamente.

Café Com Canela 

Mulheres no cinema
Longa mostra o luto e como a amizade, a generosidade e a paciência são talentos importantes para ajudar aqueles com quem nos importamos. Reprodução: Internet

Dirigido por: Glenda Nicácio e Ary Rosa – Brasil – 2017

Após perder o filho, Margarida (Valdinéia Soriano) vive isolada da sociedade. Ela se separa do marido Paulo e perde o contato com os amigos e pessoas próprias. Um dia, Violeta (Aline Brunne) bate à sua porta. Trata-se de uma ex-aluna de Margarida, que assume a missão de devolver um pouco de luz àquela pessoa que havia sido importante pra ela na juventude.

One Child Nation 

Filmes dirigido por mullheres
documentário explora as relações políticas abusivas que acabaram deixando milhares de crianças orfãs na China. Reprodução: Internet

Dirigido por: Nanfu Wang e Jialing Zhang – China – 2019

O documentário One Child Nation acompanha uma investigação sobre a política de um filho da China, que moldou a vida de milhares de pessoas. Entrevistando vítimas e instigadores de atos violentos contra famílias, a diretora Nanfu Wang confronta a realidade que gerou inúmeras crianças abandonadas no país, especialmente do sexo feminino.

Pelo Malo 

Filmes feitos por mulheres
Filmes dirigidos por mulheres: Malo mostra como a inocência de uma criança mostra a força da luta contra um mundo machista e cruel. Reprodução: Internet

Dirigido por: Mariana Rondón – Venezuela, Peru, Argentina e Alemanha – 2013

Junior (Samuel Lange Zambrano), um menino de nove anos de idade, sonha em alisar o cabelo para ficar mais parecido com sua imagem fantasiosa de um cantor de cabelos compridos. Sua mãe Marta (Samantha Castillo) luta para sustentar a família após a morte do marido e, ao mesmo tempo, tenta evitar o jeito diferente do filho.

Sabor Da Vida 

Longa aborda de forma emocionante como a liberdade de poder estar integrado na sociedade e poder fazer pequenas coisas devem ser valorizadas com alta estima, enquanto usa a comida como uma metáfora para tal. Reprodução: internet
Longa aborda de forma emocionante como a liberdade de poder estar integrado na sociedade e poder fazer pequenas coisas devem ser valorizadas com alta estima, enquanto usa a comida como uma metáfora para tal. Reprodução: Internet

Dirigido por: Naomi Kawase – Alemanha, França e Japão – 2016

Sentaro (Masatoshi Nagase) dirige uma pequena padaria que serve dorayakis – bolos recheados com pasta doce de feijão vermelho. Quando uma senhora de idade, Tokue (Kirin Kiki), se oferece para ajudar na cozinha, ele relutantemente aceita. Mas Tokue prova ter mágica em suas mãos quando se trata de fazer “AN”. Graças à sua receita secreta, o pequeno negócio logo floresce e, com o tempo, Sentaro e Tokue abrem seus corações, revelando velhas feridas.

Telecine

Filhas Do Sol 

Filmes dirigidos por mulheres
Mulheres no cinema: Longa explora como as mulheres se precisam lidar com a guerra, em um cenário dominado pela força bruta. Reprodução: Internet

Dirigido por: Eva Husson – Bélgica, França, Geórgia e Suíça – 2018

Bahar é a comandante das Filhas do Sol, um batalhão composto apenas por mulheres curdas que atua ofensivamente na guerra do país. Ela e as suas soldadas estão prestes a entrar na cidade de Gordyene, local onde Bahar foi capturada uma vez no passado. Mathilde é uma jornalista francesa que está acompanhando o batalhão durante o ataque. O encontro entre as duas mulheres, dentro do cenário caótico que as cercam, muda a vida de ambas permanentemente.

Veja também:

Gostou dessa lista? Comente aqui outros filmes dirigidos por mulheres e vamos enaltecer ainda mais o trabalho incrível dessas profissionais. E claro não deixe de conferir também uma lista com os filmes mais aguardados de 2022.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados