Trocar o carro por bicicleta elétrica

França pode oferecer 2.500 euros para quem trocar o carro por bicicleta elétrica

Avatar of bruno martinez
Iniciativa do governo francês, de trocar o carro por bicicleta elétrica, visa reduzir a frota de veículos a combustão em circulação e reduzir a emissão de gases poluentes

A França pretende oferecer um subsídio de € 2.500 euros, equivalente a R$ 17 mil na cotação atual, para quem trocar o carro por bicicleta elétrica. A medida foi aprovada em votação preliminar, mas ainda vai tramitar no parlamento francês até a aprovação final. 

Se o governo adotar a medida, os cidadãos poderão entregar seus carros antigos movidos a combustão para sucata e em troca receberão o subsídio para comprar uma bicicleta elétrica. A proposta, apresentada na Assembleia Nacional, faz parte do projeto de lei sobre o clima, cujo objetivo é reduzir em 40% a emissão de gases poluentes até 2030. 

Trocar o carro por bicicleta elétrica bmw
Apesar de a prioridade do projeto ser trocar o carro por bicicleta elétrica, subsídio de 2.500 euros também vai valer para compra de veículos elétricos

Outros projetos semelhantes para trocar o carro por bicicleta elétrica ou bike comum

Em entrevista à Reuters, a Federação Francesa de Usuários de Bicicleta (FUB, na sigla em francês) afirmou que a França é o primeiro país do mundo a oferecer dinheiro para trocar o carro por bicicleta elétrica. A afirmação da FUB acabou repercutindo, pois durante a pandemia de COVID-19 alguns países aprovaram projetos semelhantes ao que foi apresentado na França. As iniciativas foram adotadas para incentivar a população a usar as bicicletas como um meio de transporte alternativo e sustentável para manter o distanciamento social. 

O governo da Finlândia, por exemplo, começou a oferecer um incentivo financeiro de 1.000 euros para os cidadãos interessados em trocar o carro por bicicleta elétrica. A proposta é trocar veículos antigos e poluentes por alternativas de transporte mais sustentáveis, como veículos com baixa emissão de gases poluentes, bikes elétricas ou ainda usar o subsídio para comprar passagens no transporte público. O projeto, chamado Cash for Clunkers, já beneficiou 3.200 pessoas até o mês passado. 

Em 2020, a Lituânia começou oferecer 1.000 euros para que as pessoas trocassem os carros antigos por bicicletas elétricas, scooters ou por passagens de transporte público. Cerca de 8.500 cidadãos receberam o subsídio do governo. O governo italiano também ofereceu bônus de até 500 euros para os interessados em adquirir uma bicicleta nova.

Além disso, no ano passado, a prefeitura de Londres aprovou um pacote orçamentário para melhorar a infraestrutura de ciclovias e ampliar as calçadas. A proposta é aumentar em até 10 vezes o número de bikes na cidade e incentivar as pessoas a caminharem mais. 

Já no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou, em fevereiro deste ano, a redução gradativa dos impostos para importação de bicicletas: passando de 35% para 30% em março de 2021, para 25% em junho e atingindo 20% em dezembro.

Empresas ao redor do mundo estão atentas ao novo cenário e fazendo mudanças para tentar reduzir a emissão de gases poluentes, como é o caso da General Motors (GM) que pretende ter um portfólio apenas de carros elétricos a partir de 2035.

Fonte:The Next Web; Exame Invest; Mobilize; Reuters; Agência Brasil

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados