A imagem mostra uma marca da vacina bcg no braço

Marca da vacina BCG no braço: por que alguns têm e outros não?

Avatar of carol peralta
A marca da vacina BCG no braço é uma reação natural da aplicação. Mas quem não tem a cicatriz, não precisa se preocupar, ela funciona mesmo assim. Entenda melhor.

Uma das primeiras vacinas recebidas pelo bebê quando vem ao mundo é a Bacillus Calmette-Guérin, mais conhecida como BCG, superimportante para proteger o corpo contra a tuberculose. Ela é bastante famosa por deixar aquela “marca da vacina BCG” que você provavelmente tem e vai carregar por toda a vida, mas sabe como isso acontece?

Por que a vacina BCG deixa marca?

Essa marquinha surge devido a uma reação natural do organismo à bactéria Mycobacterium bovis, que está presente na vacina de forma controlada e inofensiva, ou seja, sem risco de causar a doença. Então, a cicatriz da vacina BCG nada mais é do que uma inflamação da região, causada pelo nosso sistema imunológico quando começa a produzir anticorpos para atacar e combater a bactéria injetada.

A imagem mostra um bebê recebendo a vacina bcg, que deixa uma marca no braço.
A vacina BCG é a melhor forma de prevenir da tuberculose (Reprodução/Internet)

É bastante comum que saia até um pouco de secreção na marquinha da vacina alguns depois depois da vacinação, mas não é motivo para se preocupar. Essa é uma resposta esperada e não deve ser passado nenhum produto, como pomada e gel, ou medicamento na região, combinado?

Um detalhe é que a marca não costuma aparecer logo que o recém-nascido é vacinado. O tempo exato varia, mas geralmente surge entre três até seis meses depois da aplicação.

Não tenho marca da vacina BCG no braço, e agora?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde, a vacina é eficaz ainda que não chegue a apresentar nenhuma marca, já que cada corpo reage de um jeito. Ou seja, não é necessário tomar uma nova dose, mesmo quem não tem cicatriz.

A imagem mostra a marca da vacina bcg no braço de um bebê.
A marca da vacina costuma aparecer entre doze semanas a seis meses (Reprodução/Internet)

Além disso, um fato interessante é que a marquinha é deixada quando a aplicação é feita com aquela agulha tradicional. Mas, em alguns casos, é usada uma microagulha, chamada também de carimbo ou adesivo, que não deixa nenhuma marquinha. Esse mecanismo ainda é pouco implementado no Brasil, mas em países como o Japão praticamente todas as aplicações são feitas com ele.

Se você foi conferir seu braço e percebeu que tem duas dessas marcas no braço, eu te conto o motivo. É que até 2005 era indicado que os brasileiros a partir dos dez anos de idade tomassem uma segunda dose da vacina BCG para assegurar sua eficácia. Mas hoje, depois de vários estudos que comprovaram que tal reforço é desnecessário, essa orientação foi excluída pelo Ministério da Saúde.

Por que é importante tomar a vacina BCG?

A vacina BCG é ofertada gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é a principal forma de prevenção da tuberculose, meningite tuberculosa e tubérculos miliar. Essa doença infecciosa é considerada grave e afeta diretamente os pulmões, o que causa, na maioria dos casos, dores, febre, tosse e perda de peso. E ainda pode atacar indiretamente os rins, as meninges e os ossos.

Por esse motivo, o ideal é que a vacina seja aplicada ainda na maternidade, de preferência nas primeiras doze horas após o nascimento.

Agora, se por algum motivo não conseguir aplicar assim que o neném nascer, ela deve ser injetada o mais rápido possível em um posto de saúde. Mas fique atento porque isso precisa ser feito até a criança completar 5 anos de idade.

A imagem mostra a vacina bcg sendo aplicada no braço de uma criança.
A vacina BCG pode ser aplicada em crianças até completarem 5 anos (Reprodução/Internet)

Mas a vacina não é indicada somente para crianças. Ela também deve ser tomada por pessoas de qualquer idade que convivam com portadores de hanseníase e não tomaram na infância. Além de estrangeiras que venham residir no Brasil.

E você, tem ou não tem a marca da vacina BCG no braço? Conta pra gente nos comentários!

Veja também

Curte ciência e tecnologia? Então conheça o robô magnético que pode ajudar médicos.

Fontes: Ministério da Saúde | Blog Dr. Vacina

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados