Microsoft build apresenta widgets de terceiros no windows

Microsoft Build apresenta widgets de terceiros no Windows

Avatar of bruno martinez Avatar of lucas gomes
O evento ainda foi marcado por diversos outros anúncios, como as novidades que virão para o Microsoft Teams. Confira!

Hoje foi realizado o evento Microsoft Build, anunciando as novidades que cercam os produtos e serviços da Microsoft. Nessa matéria focaremos sobre os widgets criados por outras empresas que poderão ser utilizados no Windows 11 e também sobre as novidades que virão ao Teams, serviço de mensagens da Microsoft. Ao final do texto incluiremos um link para uma matéria com o restante das novidades apresentadas. Vamos lá?

Widgets de outros desenvolvedores

De acordo com o que foi apresentado no Microsoft Build, os widgets de terceiros chegarão ao Windows 11 ainda este ano. A Microsoft afirmou que disponibilizará acesso aos widgets a desenvolvedores para os aplicativos win32 ou PWA. Atualmente os widgets são restritos aos softwares nativos da Microsoft e seu catálogo não é tão grande assim. Os mais recentes foram os widgets do Outlook e do To Do, já o restante acaba se resumindo a atalhos de navegadores que notificam o clima, feed de entretenimento ou notícias.

Estamos entusiasmados com o feedback dos clientes sobre Widgets até o momento, as pessoas estão aproveitando o acesso rápido ao conteúdo mais importante para elas de uma maneira perfeita, sem interromper o fluxo.

Panos Panay, chefe de dispositivos e Windows
Microsoft build apresenta widgets de terceiros no windows
Apesar dos widgets atualmente serem exclusivos da Microsoft, agora já poderemos aguardar por empresas terceiras para criação de seus próprios widgets no Windows 11. Reprodução: The Verge

Não foram divulgados mais detalhes sobre os planos da empresa. Por muito tempo os widgets foram (e são) exclusivos para serviços da Microsoft, e agora com essa notícia, possivelmente veremos ainda mais empresas criando esses softwares que podem ajudar cada vez mais usuários.

A partir do final deste ano, você poderá começar a criar Widgets como experiências complementares para seus aplicativos Win32 e PWA no Windows 11, com tecnologia da plataforma Adaptive Cards.

Panos Panay, chefe de dispositivos e Windows

Novidades para o Microsoft Teams

A ainda durante o Microsoft Build também vimos algumas melhorias para o Microsoft Teams. O aplicativo de comunicação da Microsoft visa a interação entre equipes de trabalho, e após o início da pandemia acabou sendo um dos principais meios de comunicação entre membros de uma empresa. Hoje foi anunciado o recurso Live Share, que oferece maiores interações entre os membros de uma reunião, possibilitando que todos possam visualizar, editar e criar seus projetos numa só reunião de forma conjunta.

Uma das principais intenções nessas melhorias do teams apresentado no microsoft build, é justamente a de tornar uma reunião online, em híbrida, trazendo aspectos físicos de onde estão os participantes (ou algum deles) em coisas que podem ser vistas numa reunião presencial, como um painel interativo ou quadro negro. Reprodução: microsoft
Uma das principais intenções nessas melhorias do Teams apresentado no Microsoft Build, é justamente a de tornar uma reunião online, em híbrida, trazendo aspectos físicos de onde estão os participantes (ou algum deles) em coisas que podem ser vistas numa reunião presencial, como um painel interativo ou quadro negro. Reprodução: Microsoft

Os desenvolvedores poderão utilizar a prévia de uma nova extensão para o Teams SDK, dessa maneira poderão estender os aplicativos já existentes do Teams e até mesmo testar como funciona o recurso Live Share. O Live Share funciona com Fluid Framework, que compreende um status de sincronização sofisticada de mídia e controle — como nos casos de edição — com desenvolvimento front-end.

Essa sincronização acontecerá no Teams que ficará hospedado no Microsoft Azure Fluid Relay sem nenhum custo adicional. Entre outros parceiros que estão envolvidos com o Live Share temos Frame.io, Hexagon, Skillsoft, MakeCode, Accenture, Parabol, e Breakthru.

Compras no Teams

Outra coisa que já vinha sendo solicitada por vários usuários e empresas que utilizam o Teams são recursos de paywall, ou seja, algumas funcionalidades de terceiros que são oferecidas mediante um só pagamento ou até mesmo por assinatura. A intenção será a inclusão de diversos recursos que tornarão o Teams num aplicativo free (grátis) num aplicativo “freemium” (uma mistura de “grátis” com “premium”, por haver recursos pagos).

Além dos atuais, ainda poderemos ver mais recursos com custo adicional no teams. Reprodução: microsoft
Além dos atuais, ainda poderemos ver mais recursos com custo adicional no Teams. Reprodução: Microsoft

Até o momento foram adicionados duas assinaturas da empresa fictícia Contoso, criada pela Microsoft para demonstração de seus produtos e serviços. Ambos os serviços ainda contarão com 30 dias de período teste:

  • Contoso Tasks Professional: permite ao assinante rastrear tarefas nos chats do Teams, canais e reuniões. Assinar rastrear e reportar tarefas pelo Teams. Custará US$ 15 mensais ou US$ 144 anuais (respectivamente R$ 73 e R$ 694, aproximadamente, em conversão direta);
  • Contoso Tasks Enterprise: permite ao assinante acesso para rastrear tarefas não somente pelos chats, canais e reuniões no Teams, mas também por todo o Microsoft 365, incluindo outros serviços como o Outlook, OneNote e o SharePoint. Custará US$ 30 mensais ou US$ 288 anuais (respectivamente R$ 145 e R$ 1388, aproximadamente, em conversão direta).

Microsoft Azure Communication Services

Microsoft build apresenta widgets de terceiros no windows. O evento ainda foi marcado por diversos outros anúncios, como as novidades que virão para o microsoft teams. Confira!

E como parte das novidades ainda foi apresentado o Microsoft Azure Communication Services, um “criador de aplicativos” para desenvolvedores que precisam criar apps de comunicação. Neste caso o Azure Communication Services utilizará o Teams como base para a criação de um aplicativo, voltado para aqueles propósitos, totalmente em código aberto. Enquanto os usuários utilizam o aplicativo conforme desenvolvido pelo profissional, quem se comunicar com este usuário realizará todo o atendimento numa interface do Teams.

Veja também

Confira tudo sobre o Projeto Volterra, também anunciado durante o Microsoft Build de hoje!

Fonte: The Verge e Microsoft.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados