O quão inteligente é a inteligência artificial de hoje?

O quão inteligente é a inteligência artificial de hoje?
O avanço tecnológico traz lados positivos e negativos. Como consequência disso, a inteligência artificial evoluiu muito com o passar do tempo. Mas, será que a IA é, de fato, inteligente?

Se tem uma coisa que deixa todo fã de ficção científica com medo é a IA (inteligência artificial). “E se os robôs tomarem meu lugar no trabalho?“, bem, com o avanço da tecnologia, isso não é impossível. Em recente vídeo para o site Vox, a empresa Wibbitz explicou como funciona seu trabalho com IA. A ideia é automatizar a produção de vídeos de notícias a partir do website.

Como funciona a inteligência artificial da Wibbitz

100 e1513906132653 - O quão inteligente é a inteligência artificial de hoje?
Empresa usa IA para produzir vídeos de forma automática.

Segundo Elle Merrit, da empresa responsável pela IA, o algoritmo “escaneia” determinado artigo. Após isso, ele simplesmente o resume o conteúdo e cria um vídeo curto baseado no que há de importante nele. Ou seja, a inteligência artificial é capaz de enxergar as palavras-chave de um texto e associá-las a mídias externas.

Porém, nem sempre foi tão fácil. “No começo foi bem difícil. Pessoas e coisas com nomes iguais eram confundidas. Então Turquia, o país (Turkey, em inglês) e peru, a ave (também turkey, em inglês) seriam um exemplo“, comenta o CEO da Wibbitz, Zohar Dayan.

A “aprendizagem de máquina” aqui é a base do produto da empresa. Logo, com o passar do tempo, os resultados foram ficando cada vez mais precisos.

Dificuldades na automatização

Com tanta informação disponível na internet, o desafio encontrado há anos atrás era a necessidade de maior poder computacional para lidar com tudo. Hoje, esse problema foi resolvido com a evolução das arquiteturas de GPUs, que impulsionam este tipo de produto.

cover - O quão inteligente é a inteligência artificial de hoje?
Informação é a munição das IA.

No entanto, outro obstáculo apareceu. No Instituto Global de McKinsey fizeram uma pesquisa para descobrir quais áreas eram mais suscetíveis a automatização.

Coisas como criatividade, tomada de decisões, julgamento e trabalhos que necessitam de empatia ou interações humanas que se utilizam de emoções são muito mais difíceis de automatizar“, afirma James Manyika, diretor do Instituto Global de McKinsey.

A conclusão da pesquisa do instituto é de que menos de 5% das ocupações dos EUA podem ser totalmente automatizadas atualmente. Com isso, a inteligência artificial ainda não vai roubar seu emprego. Ao menos não enquanto ela não puder realizar várias tarefas distintas num mesmo emprego.

Não tão inteligente

willaieverun - O quão inteligente é a inteligência artificial de hoje?
As IA precisam dar mais um passo.

Algoritmos baseados em aprendizagem de máquina são mais eficientes do que humanos em determinadas tarefas. Porém, eles ainda são extremamente superficiais e fáceis de serem enganados.

Logo, o que falta para a inteligência artificial ser, de fato, inteligente, é a capacidade de pensar e sentir como o ser humano. Coisas como senso comum e curiosidade ainda são difíceis de se reproduzir num programa. Abaixo você pode conferir o vídeo feito pela Vox.

E então, empolgado(a) ou assustado(a)? Fala pra gente aí nos comentários.

Fonte: Vox

Leia também

Museu do Amanhã e IBM lançam novo assistente com inteligência artificial

Artificial Intelligence in Banking - O quão inteligente é a inteligência artificial de hoje?

Comentários do Facebook

Receba Notícias por E-mail:

Share via