Pesquisadoras criam brinco inteligente que monitora temperatura corporal. Acessório pode ser utilizado para rastrear ovulação, sinais de estresse, alimentação e exercícios

Pesquisadoras criam brinco inteligente que monitora temperatura corporal

Avatar de victor pacheco
Acessório pode ser utilizado para rastrear ovulação, sinais de estresse, alimentação e exercícios

Cientistas da Universidade de Washington desenvolveram um brinco inteligente que pode ser o futuro da moda conectada. Também chamado de Thermal Earring (traduzido como “brinco térmico“), o aparelho que segue em desenvolvimento pode ter seu sensor personalizado com uma flor de resina ou pedra preciosa para entregar estilo e monitoramento de saúde ao mesmo tempo. Entenda os detalhes e saiba quando ele chega ao mercado.

Como funciona

Design do brinco inteligente que monitora temperatura
Aparelho pode ser facilmente usado no dia a dia (Foto: Reprodução/UW News)

Quando colocado lado a lado com um smartwatch (cujo modelo não foi revelado), o brinco inteligente desenvolvido pelas estudantes Qiuyue (Shirley) Xue e Yujia (Nancy) Liu, ambas da Universidade de Washington, conseguiu ter um monitoramento de temperatura mais eficaz devido a verificações contínuas.

Nas primeiras provas de conceito, o acessório conseguiu detectar variações de temperatura corporal relacionadas à alimentação, exercícios e estresse. Já quando foi testado em seis pessoas com útero, o modelo apresentou uma variação de 0,32 °C, que está dentro do espectro que permite saber a ovulação e monitoramento da menstruação. O smartwatch apresentou uma variação de 0,72 °C.

O estudo publicado no dia 12 de janeiro mostram que, ao testarem o brinco inteligente em cinco pessoas com febre, o acessório conseguiu detectar uma alteração na temperatura corporal de 5,92 °C em relação a outras vinte pessoas saudáveis. É interessante ressaltar que ainda não há muitos estudos sobre a temperatura contínua do lóbulo da orelha, mas estes primeiros resultados mostram que o brinco inteligente pode ser promissor.

Design do brinco inteligente que monitora temperatura
Pedras deixam gadget mais estiloso (Foto: Reprodução/UW News)

A alteração de temperatura corporal pode indicar diversos fatores e é por isso que tantas empresas conseguem oferecer recursos de rastreamento em pulseiras e relógios inteligentes. As cientistas citam em seus estudos que devido ao brinco inteligente conseguir realizar o monitoramento de temperatura contínuo, pode entregar resultados mais eficazes que modelos mais utilizados no momento.

Os dispositivos vestíveis atuais, como o Apple Watch e o Fitbit, têm sensores de temperatura, mas fornecem apenas uma temperatura média para o dia. As leituras de temperatura dos pulsos e das mãos são difíceis de rastrear a ovulação. Portanto, queríamos explorar aplicações exclusivas para o brinco, especialmente aplicações que pudessem ser atraentes para mulheres e qualquer pessoa que se preocupa com moda.

Qiuyue (Shirley) Xue, co-criadora e co-autora do estudo sobre o brinco térmico

Duração da bateria

Itens do brinco térmico desenvolvido por cientistas da universidade de washington
Bateria e mais sensores estão no brinco (Foto: Reprodução/UW News)

O maior desafio das duas cientistas foi criar um acessório que não fosse nem muito pesado e que também tivesse bateria o suficiente para funcionar por vários dias. Elas chegaram um protótipo que tem uma bateria que promete chegar a até 28 dias.

Mas o brinco pequeno abriga alguns itens bem tecnológicos: além da bateria, também conta com dois sensores de temperatura e uma antena. As cientistas evitaram que ele ficasse conectado a tempo todo a outro dispositivo Bluetooth, pois isso exigiria muito da bateria. Em vez disso, optaram por usar a função que leva o nome de Bluetooth Adversting: o acessório lê e envia os dados de temperatura corporal para um dispositivo com Bluetooth próximo e, após isso, entra em descanso para a economia máxima de energia.

É um equilíbrio complicado. Normalmente, se você deseja que a energia dure mais, você deve ter uma bateria maior. Mas você sacrifica o tamanho. Torná-lo sem fio também exige mais energia.

Yujia (Nancy) Liu, de co-criadora e co-autora do estudo sobre o brinco térmico.

O design é até que simples: um clipe magnético conecta um sensor de temperatura ao ouvido do usuário, enquanto outro sensor fica pendurado cerca de 2,5 cm abaixo dele para estimar a temperatura ambiente. O sensor debaixo pode receber um acessório de resina ou pedra preciosa sem ter suas funções afetadas.

Preço e disponibilidade

Mulher usando brinco térmico
Acessório ainda não tem data de chegada ao mercado (Foto: Reprodução/Geek Wire)

Sem preço ou versão final para chegar às lojas, o maior desafio no momento é realizar mais testes e também testar os modelos para os mais diversos casos de uso. As criadoras também estão trabalhando para que ele consiga realizar o monitoramento de frequência cardíaca e monitoramento de atividades físicas.

Outra novidade que as cientistas desejam colocar no brinco inteligente é a possibilidade da bateria ser recarregada via energia solar ou cinética proveniente do balanço do brinco. Além disso, há o desejo de que toda uma linha de joias inteligente seja criada.

Eventualmente, quero desenvolver um conjunto de joias para monitoramento da saúde. Os brincos detectariam métricas de atividade e saúde, como temperatura e frequência cardíaca, enquanto um colar poderia servir como monitor de eletrocardiograma para dados de saúde cardíaca mais eficazes

Qiuyue (Shirley) Xue, co-criadora e co-autora do estudo sobre o brinco térmico

Você usaria o brinco térmico em seu dia a dia? Diga pra gente nos comentários!

Veja também

Os 5 melhores anéis inteligentes para 2024

Com informações: UW News l ACM Digital Library l Hackaday

Revisado por Glauco Vital em 14/2/24.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados