Review: o Mac Mini é uma repaginação poderosa

mac mini
Mac mini: opção mais em conta da linha de computadores da Apple não está mais tão em conta assim

Verdade seja dita: por anos, o Mac mini é considerado a ovelha negra da linha de computadores da Apple. Tudo bem, acontece em todas as famílias. Não é, definitivamente, o computador de escolha de designers gráficos ou editores de vídeo. Para isso, existe o iMac.

Também nunca foi o produto versátil preferido para a turma de codificadores, para o trabalhador de escritório moderno ou para o estudante universitário abastado. Para eles, a linha do MacBook é vencedora.

Mas o Mac mini sempre teve um lugar especial nos corações dos fãs da Apple. E o dia em que os humilhados serão exaltados finalmente chegou, pelo menos para os consumidores assíduos da marca.

Isso muito se dá pelo fato de que o mini adotou de vez a tecnologia potente de seus irmãos e entrega muito e mais um pouco, mesmo que isso comprometa a sua proposta original: o seu custo-benefício. Mas ele nunca fez promessas. O lance aqui é surpreender. E, de fato, o faz.

Mac mini: o descobridor dos sete mares

macmini5 720x407 - Review: o Mac Mini é uma repaginação poderosa

Pois bem chegou e já ficou bem à vontade. E navegação ele entrega. O mini sempre foi, historicamente, a opção preferida para aqueles que tem orçamento como prioridade e ainda almejam desbravar o ecossistema da Apple.

O plus é estética dos mini PCs, além dos benefícios de uma configuração completa de mouse, teclado e monitor. Você poderia, claro, apenas comprar um iMac ou um suporte de exibição para um MacBook Air ou Pro.

O mini sempre foi simples, barato e faz muito bem o seu trabalho. Tão bem, na verdade, que sua durabilidade excede o tempo de vida média de seus companheiros de marca.

Mas o Mac mini 2018 está em outro patamar, sejamos sinceros. É muito mais poderoso – é, sem exagero, um Mac Pro em miniatura – e, como resultado, não é mais tão barato assim.

Na verdade, o mini que antes custava por volta  U$500 dólares, agora tem como valor de entrada U$ 799 dólares. E pode valer muito mais caso o consumidor opte por extras como um processador mais rápido ou mais memória.

É possível, inclusive, encontrar um mesmo computador pelo valor de U$4.199, com todas as configurações de ponta. (Desta vez, a RAM é substituível pelo usuário, enquanto o SSD não é.)

Portanto, a grande questão agora é se o novo Mac mini justifica seu preço mais alto e, mesmo que isso aconteça, ele ainda deve ser considerado uma opção de orçamento viável.

Afinal de contas, custar praticamente a mesma quantia que um laptop Mac, com seu monitor embutido e teclado, é uma proposição de valor muito diferente de um Mac que custava metade do valor de um computador Apple top de linha.

As configurações: Design

macmini2 720x394 - Review: o Mac Mini é uma repaginação poderosa

O julgamento mais óbvio que se pode fazer sobre o novo mini é que a Apple manteve de forma inteligente o design em sua totalidade. A empresa não reinventou o que já era especial em um esforço para vender um computador com aparência espacial.

É o mesmo Mac mini antigo, “quadradão”, portátil, mas com um novo e atraente acabamento cinza.

O peso é essencialmente o mesmo, com as mesmas dimensões do modelo de 2014. Na parte de trás, você tem um layout de porta totalmente novo: quatro portas USB-C Thunderbolt 3, duas portas USB 3.0 e uma porta HDMI 2.0. Você também recebe um fone de ouvido de 3,5 mm e um conector Ethernet. Mas isso é o básico.

Para configurações mais especificas, existem duas opções: a versão não tão poderosa, i3, que custa U$ 799 dólares, ou a versão decentemente poderosa, i5, a partir de US $ 1.099.

Escolher entre os dois ou explorar o i7 opcional é a escolha mais difícil e mais cara que você terá que fazer porque não conseguirá atualizar esse componente. A única outra diferença entre as duas é que o modelo mais barato começa com 128GB de armazenamento flash, enquanto o modelo i5 vem com 256GB.

Existem algumas maneiras de facilitar essa escolha. Se você sabe que não vai precisar de uma grande quantidade de armazenamento – em outras palavras, você não está editando vídeos ou usando-a como um servidor de mídia – você pode adquirir básico i3 e gastar o dinheiro extra em uma atualização para um i7, garantindo assim ao dispositivo mais velocidade e quilometragem a longo prazo.

Memória

É claro que você pode pagar para atualizar a RAM e o SSD  até 64 GB de memória e 2 TB de armazenamento. Ambas as atualizações custarão muito caro, com apenas a RAM verdadeiramente valendo à pena. Restrições de armazenamento, por outro lado, sempre podem ser melhor gerenciadas com unidades externas.

Destaque fica para o modelo i7, com 32 GB de RAM e 1 TB de armazenamento, e quase tudo sobre essa máquina de U$ 2.499 dólares parece um exagero. É extremamente silencioso durante as tarefas mais intensas, como editar vídeo em 4K enquanto executa simultaneamente aplicativos que consomem memória como o Chrome, o Slack, o TweetDeck, entre outros.

Mas deixa a desejar quando se tenta exportar um vídeo, por exemplo. Uma situação muito familiar para os usuários Mac que insiste ainda a acontecer, infelizmente.

Além disso, como o novo Mac mini tem o chip de segurança T2 da Apple, que também funciona como coprocessador, obtendo um enorme aumento no desempenho de SSD para leitura/gravação de arquivos.

Entradas

macmini4 720x422 - Review: o Mac Mini é uma repaginação poderosa

Com relação às entradas, é um computador adequadamente equipado com todas as portas necessárias de uso. O novo Mac mini pode alimentar até três monitores, incluindo dois monitores 4K via ThunderBolt 3 e ummonitor4K padrão por meio do HDMI, ou um monitor de 5K e um padrão de 4K.

Essas portas também abrem todos os tipos de possibilidades para gabinetes gráficos, unidades externas e assim por diante. Mas, para o uso diário, ter duas portas USB 3.0 e quatro portas USB-C significa que você nunca precisará do mesmo adaptador que seria necessário se estivesse simplesmente encaixando um MacBook Air ou Pro em um monitor autônomo.

Também não é exatamente uma máquina faz-tudo para os profissionais. A versatilidade do mini depende das suas necessidades. Se você é alguém necessita da GPU, como a edição de vídeo, talvez você queira usar um MacBook Pro ou um iMac mais personalizado.

A GPU do Mac mini deixa a desejar, devido à sua pequena estrutura que exige um par CPU-GPU fabricado pela Intel. Dito isso, uma configuração de eGPU é uma solução possível.

O veredito

macmini3 720x424 - Review: o Mac Mini é uma repaginação poderosa

Deixando de lado as preocupações do mundo gráfico, a maior pergunta sobre o novo Mac mini é se ele ainda pode atender às necessidades dos usuários de Mac enquanto também cumpre a visão desejada da Apple para o mundo profissional.

A resposta é um definitivo não, parece. É seguro dizer que este computador não é mais viável por qualquer definição razoável da palavra. É apenas um produto custo-benéficio da Apple porque custa  algumas centenas de dólares a menos que o iPhone carro-chefe da empresa e, por ser o único Mac que você pode comprar novinho em folha.

O novo Mac mini exige que você o trate como se fosse um computador adequado, com um preço a combinar e que, compreensivelmente, forçará uma porcentagem de antigos mini-proprietários a optar por um Chromebook ou simplesmente um iPad para a maioria das necessidades de computação doméstica.

Isso não significa que você não deveria comprar essa máquina, especialmente se realmente quiser um computador doméstico eficiente e organizado com configuração completa de mouse e teclado.

Este dispositivo é poderoso, compacto e tudo o que um usuário experiente gostaria que o Mac mini fosse. Além disso, dá a você a liberdade de comprar funções extras que deseja pelo preço que você deseja, ganhando mais velocidade, memória e armazenamento.

Para um determinado tipo de usuário de Mac, o novo Mac mini apresenta um equilíbrio sólido. Mas não é mais o computador com um precinho que cabe no bolso pelo qual muitos se apaixonaram.

Ficha técnica do Mac Mini 2018

EspecificaçõesIntel Core i3Intel Core i5
Lançamento nos EUANovembro de 2018Novembro de 2018
PreçoR$ 6.999R$ 9.399
ProcessadorIntel Core i3-8100 de quatro núcleos (possibilidade de upgrade para Intel Core i7-8700B de seis núcleos)Intel Core i5-8500B (possibilidade de upgrade para Intel Core i7-8700B de seis núcleos)
Frequência3,6 GHz (Core i3) ou 3,2 GHz (Core i7, com boost de 4,6 GHz)3,0 GHz (Core i5, com boost para 4,1 GHz) ou 3,2 GHz (Core i7 com boost para 4,6 GHz)
Cache6 MB (Core i3), 12 MB (Core i7)9 MB (Core i5), 12 MB (Core i7)
Memória RAMMemória DDR4 de 8 GB com 2666 MHz (expansível para até 64 GB)Memória DDR4 de 8 GB com 2666 MHz (expansível para até 64 GB)
ArmazenamentoSSD PCIe de 128 GB (expansível para até 2 TB)SSD PCIe de 128 GB (expansível para até 2 TB)
Placa de vídeoIntel UHD Graphics 630Intel UHD Graphics 630
Resolução máxima5120 pixels x 2880 pixels e 60 Hz (Thunderbolt), 4096 pixels x 2160 pixels e 60 Hz (HDMI)5120 pixels x 2880 pixels e 60 Hz (Thunderbolt), 4096 pixels x 2160 pixels e 60 Hz (HDMI)
ConexãoEntrada USB 3.1, entrada Thunderbolt, saída HDMI, Gigabit Ethernet e entrada para fone de ouvidoEntrada USB 3.1, entrada Thunderbolt, saída HDMI, Gigabit Ethernet e entrada para fone de ouvido
Conexão sem fioWi-Fi padrão 802.11ac e Bluetooth 5Wi-Fi padrão 802.11ac e Bluetooth 5
Dimensões19,7 cm x 19,7 cm x 3,6 cm19,7 cm x 19,7 cm x 3,6 cm
Peso1,3 kg1,3 kg

 

  • 95%
    Design - 95%
  • 87%
    Desempenho - 87%
  • 76%
    Funcionalidades - 76%
  • 65%
    Preço - 65%
80.75%

Resumo

O novo Mac mini entrega a potência o que há de melhor da tecnologia  Apple, mas deixa a desejar quando o assunto é preço.

Pros

  • Design
  • Praticidade
  • Desempenho

Cons

  • Preço
  • Configurações são básicas quando comparadas à concorrência e outros computadores da marca.
  • Não é indicado para edição de vídeos
mac mini - Review: o Mac Mini é uma repaginação poderosa

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe seu comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba Notícias por E-mail:

Share via